Exportar registro bibliográfico

Componentes refrativos da hipermetropia em crianças com ambliopia por esotropia (2012)

  • Authors:
  • Autor USP: DEBERT, IARA - FM
  • Unidade: FM
  • Sigla do Departamento: MOF
  • Subjects: ULTRASSONOGRAFIA; OLHO; TAMANHO; ESTRABISMO
  • Keywords: Ambliopia; Amblyopia; Axial length/eye; Comprimento axial do olho; Esotropia; Esotropia; Hipermetropia; Hyperopia; Ultrasonography; Ultrassonografia
  • Language: Português
  • Abstract: Objetivo: Estudar os componentes refrativos da hipermetropia em crianças com ambliopia por esotropia, comparando os olhos amblíopes com os olhos contralaterais. Métodos: Foram incluídos 37 pacientes de 5 a 8 anos de idade, com hipermetropia bilateral e ambliopia por esotropia. Foi realizada avaliação oftalmológica completa, incluindo refratometria sob cicloplegia, ceratometria e biometria ultrassonográfica modo A. Foram registrados profundidade da câmara anterior, espessura do cristalino, profundidade da câmara vítrea e comprimento axial total. O poder refrativo do cristalino foi calculado pelas equações de Bennett. Para comparar erro refrativo, poder da córnea, poder calculado do cristalino e componentes ecobiométricos entre os olhos amblíopes e os olhos contralaterais foi empregado o teste t de Student pareado. Para avaliar a relação entre os principais componentes refrativos individuais e o erro refrativo foram empregados o coeficiente de correlação de Pearson e a análise de regressão linear. Foram construídos também modelos multivariados, incluindo comprimento axial, poder da córnea e poder do cristalino. Resultados: Os olhos amblíopes apresentaram hipermetropia mais alta, menor poder da córnea, maior poder do cristalino, menor profundidade da câmara vítrea e menor comprimento axial. Não houve diferença entre os olhos quanto à profundidade da câmara anterior ou à espessura do cristalino. A variável que apresentou correlação mais forte com o erro refrativo foi a razãocomprimento axial/raio de curvatura da córnea (r = -0.92, p < 0.001 nos olhos amblíopes e r = - 0.87, p < 0.001 nos olhos contralaterais). O comprimento axial representou 39,2% da explicação da variabilidade do erro refrativo nos olhos amblíopes e 35,5% nos olhos contralaterais. O modelo que combinou comprimento axial e poder da córnea explicou 85,7% e 79,6% da variabilidade do erro refrativo, respectivamente. Houve correlação significante entre comprimento axial e poder da córnea, indicando diminuição do poder da córnea com o aumento do comprimento axial e os coeficientes de correlação foram semelhantes entre os olhos amblíopes (r = -0.53, p <0.001) e os olhos contralaterais (r = -0.57, p < 0.001). Houve correlação significante entre comprimento axial e poder do cristalino, indicando diminuição do poder do cristalino com o aumento do comprimento axial e os coeficientes de correlação também foram semelhantes entre os olhos amblíopes (r = -0.72, p < 0.001) e os olhos contralaterais (r = -0.69, p < 0.001). Conclusão: As correlações entre os principais componentes refrativos e sua contribuição individual para o erro refrativo foram semelhantes nos olhos amblíopes e nos olhos contralaterais de crianças com esotropia, a despeito da hipermetropia mais alta nos olhos amblíopes
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 27.04.2012
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      DEBERT, Iara; ALVES, Milton Ruiz. Componentes refrativos da hipermetropia em crianças com ambliopia por esotropia. 2012.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2012. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5149/tde-11072012-143443/ >.
    • APA

      Debert, I., & Alves, M. R. (2012). Componentes refrativos da hipermetropia em crianças com ambliopia por esotropia. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5149/tde-11072012-143443/
    • NLM

      Debert I, Alves MR. Componentes refrativos da hipermetropia em crianças com ambliopia por esotropia [Internet]. 2012 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5149/tde-11072012-143443/
    • Vancouver

      Debert I, Alves MR. Componentes refrativos da hipermetropia em crianças com ambliopia por esotropia [Internet]. 2012 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5149/tde-11072012-143443/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021