Exportar registro bibliográfico

Resfriamento de ar de entrada em turbinas a gás no parque gerador elétrico brasileiro (2012)

  • Authors:
  • Autor USP: CARVALHO JUNIOR, MANOEL LÉLIO MARTINS DE - ENERGIA
  • Unidade: ENERGIA
  • Subjects: TURBINAS A GÁS; GERAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA; GÁS NATURAL
  • Language: Português
  • Abstract: Nos últimos 15 anos houve um grande aumento na presença de turbinas a gás no parque gerador de eletricidade brasileiro. O Brasil tem predominantemente climas tropicais e subtropicais com temperaturas oscilando entre 20 e 35C na maior parte do ano. A máxima potência que pode ser gerada por uma turbina a gás aumenta com a redução da temperatura do ar de entrada na turbina. Decorre daí o interesse na aplicação de sistemas de resfriamento do ar de entrada de turbinas. Dentre os sistemas de resfriamento, os de aplicação mais simples são o de resfriamento por meio evaporativo rígido e o de resfriamento por ciclo de compressão com acionamento elétrico. Não há na literatura um estudo sistemático da aplicação de sistemas de resfriamento de ar de entrada de turbinas a gás para operação no Brasil. Este trabalho estuda a aplicação dos dois tipos mais simples de sistemas de resfriamento de ar de entrada em turbinas operando ou a serem instaladas no território brasileiro. Um modelo para simulação da resposta de turbinas a gás às variações nas condições climáticas do ar de entrada (temperatura, umidade e pressão atmosférica) é desenvolvido. O modelo necessita como parâmetros somente de dados publicados em catálogo pelo fabricante da turbina. A simulação é feita para 27 localidades brasileiras comparando a operação de um mesmo tipo de turbina sem resfriamento e com os dois tipos de resfriamento. O dados climáticos usados são dos tipos anos metereológicos típicos e anos teste de referência.O modelo de turbina desenvolvido simula de maneira satisfatória as curvas de uma turbina comercial do tipo heavy duty. Um aumento de energia anual gerada de até 4,2% foi observado para o sistema de resfriamento por meio evaporativo rígido. O aumento de energia no resfriamento evaporativo depende da depressão de bulbo úmido média do local de instalação da turbina. Para o resfriamento por ciclo de compressão com acionamento elétrico o aumento observado foi de até 11,2%. O aumento de energia para este tipo de sistema depende da temperatura de bulbo seco média do local
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 27.04.2012
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      CARVALHO JUNIOR, Manoel Lélio Martins de; BURANI, Geraldo Francisco. Resfriamento de ar de entrada em turbinas a gás no parque gerador elétrico brasileiro. 2012.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2012. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/86/86131/tde-19072012-104641/ >.
    • APA

      Carvalho Junior, M. L. M. de, & Burani, G. F. (2012). Resfriamento de ar de entrada em turbinas a gás no parque gerador elétrico brasileiro. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/86/86131/tde-19072012-104641/
    • NLM

      Carvalho Junior MLM de, Burani GF. Resfriamento de ar de entrada em turbinas a gás no parque gerador elétrico brasileiro [Internet]. 2012 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/86/86131/tde-19072012-104641/
    • Vancouver

      Carvalho Junior MLM de, Burani GF. Resfriamento de ar de entrada em turbinas a gás no parque gerador elétrico brasileiro [Internet]. 2012 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/86/86131/tde-19072012-104641/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021