Exportar registro bibliográfico

Galectina-3 no Diagnóstico Diferencial dos tumores Astrocíticos e Oligodendrogliais de alto grau (2011)

  • Authors:
  • Autor USP: MONTEIRO, PATRICIA ALVES PONTE - FMRP
  • Unidade: FMRP
  • Sigla do Departamento: RPA
  • Subjects: NEOPLASIAS DO SISTEMA NERVOSO; IMUNOHISTOQUÍMICA; DIAGNÓSTICO DIFERENCIAL
  • Language: Português
  • Abstract: Dentre as neoplasias primárias do Sistema Nervoso Central (SNC) destacam-se os gliomas por sua elevada morbiletalidade, especialmente o glioblastoma (GBM), o tumor mais letal da espécie humana. Embora inexistam marcadores moleculares e imuno-histoquímicos (IHQ) específicos para determinado tipo tumoral, a avaliação da expressão da galectina-3 (Cal-3) tem sido descrita como útil no diagnostico diferencial entre os subtipos de gliomas. No entanto, são poucos os trabalhos na literatura que avaliaram, de forma sistemática e numa grande série de casos, a expressão desta lectina em gliomas, cujos resultados são conflitantes. Desta forma. o principal objetivo deste estudo foi o de avaliar, de forma sistemática, a expressão da Gal-3 numa grande série de gliomas, sendo este o principal objetivo do presente estudo. A expressão da Gal-3 foi avaliada por IHQ em 132 casos de gliomas difusos: astrocitomas grau II OMS (n = 22), astrocitomas grau III (n = 15), GBMs (n = 57), oligodendrogliomas grau II (n = 12), oligodendrogliomas grau III (n = 16), oligoastrocitomas grau II (n = 3) e oligoastrocitomas grau III (n = 7). Os GBMs apresentaram uma expressão significantemente maior da Gal-3 em comparação com os oligodendrogliomas c astrocitomas grau III, permitindo-se distinguir, na maioria dos casos, estas entidades. De forma similar, por não expressarem a Gal-3, a avaliacão IHQ desta lectina é útil no diagnóstico diferencial dos oligodendrogliomas grau II dos astrocitomas grau II. De forma interessante, observou-se que nos GBMs, que captam contraste aos exames de neuroimagem, não há expressão da Cal-3 no endotélio dos vasos com microproliferação vascular. Por ser uma ferramenta rápida e de fácil reprodutibilidade, a avaliação da expressão da Gal-3 é útil no diagnóstico diferencial entre os subtipos mais comuns de gliomas, principalmente os de alto grau. No entanto, estudos adicionais serão necessários, principalmentecom a realização de ensaios funcionais a fim de esclarecer melhor o papel desta lectina nestes tumores e seus mecanismos moleculares regulatórios
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 19.12.2011

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MONTEIRO, Patrícia Alves Ponte; NEDER, Luciano. Galectina-3 no Diagnóstico Diferencial dos tumores Astrocíticos e Oligodendrogliais de alto grau. 2011.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2011.
    • APA

      Monteiro, P. A. P., & Neder, L. (2011). Galectina-3 no Diagnóstico Diferencial dos tumores Astrocíticos e Oligodendrogliais de alto grau. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Monteiro PAP, Neder L. Galectina-3 no Diagnóstico Diferencial dos tumores Astrocíticos e Oligodendrogliais de alto grau. 2011 ;
    • Vancouver

      Monteiro PAP, Neder L. Galectina-3 no Diagnóstico Diferencial dos tumores Astrocíticos e Oligodendrogliais de alto grau. 2011 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021