Exportar registro bibliográfico

A comunicação interna na gestão da sustentabilidade: um estudo fenomenológico (2012)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: VILAÇA, WILMA PEREIRA TINOCO - ECA
  • Unidades: ECA
  • Subjects: COMUNICAÇÃO ORGANIZACIONAL; COMUNICAÇÃO INTERNA; DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL; FENOMENOLOGIA; ANÁLISE DO DISCURSO; EMPRESAS
  • Keywords: Análise do discurso; Discourse analysis; Fenomenologia; Fiat Automobiles; Internal communication; Phenomenology; Sustainability; Sustentabilidade
  • Language: Português
  • Abstract: Esta tese tem como objetivo investigar como as organizações, como instâncias produtoras de discursos e sentidos, têm utilizado a comunicação interna para engajar os funcionários em seu programa de sustentabilidade, de maneira a torná-los mais conscientes de que a manutenção das condições de vida no planeta depende, em larga medida, dessa tomada de consciência. Os novos contextos sociais e a inserção das organizações nesses contextos serviram como pano de fundo para essa investigação, que ainda utilizou uma extensa revisão bibliográfica, que fosse capaz de explicitar quais são as condições de produção e recepção dessa comunicação interna. Assim, a fundamentação teórica gira em torno das teorias das organizações, da comunicação organizacional no contexto das ciências sociais e da sustentabilidade. O estudo defende a tese de que as organizações ocupam lugar central na sociedade hodierna e servem de referência para as pessoas que nelas estão inseridas. Assim, uma comunicação interna estratégica seria aquela capaz de romper com o paradigma instrumental-funcionalista e se deslocar para uma comunicação mais dialógica, humana e interacional. Nesse sentido, metodologicamente, adotaram-se a fenomenologia e a análise do discurso como caminhos para a imersão em uma realidade concreta: a Fiat Automóveis. As técnicas qualitativas utilizadas para a pesquisa de campo foram as entrevistas em profundidade e os grupos de discussão e revelaram uma rica escavação dos sentidos construídos pelosfuncionários da organização investigada. Os resultados apresentados colocam, discursivamente, a comunicação interna em um patamar estratégico, porém a conclusão a que se chega é que suas práticas ainda se mostram como presas ao atavismo informacional. A escavação fenomenológica aliada à revisão bibliográfica e à análise de conteúdo permitiu que a concepção da comunicação interna fosse reelaborada e, nesse processo, reconhece-se que, teoricamente, tudo já tenha sido dito. Mesmo, porém, que não inove em sua abordagem, essa concepção se configura como um desafio para as organizações que almejem, de fato, implementá-la
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 16.03.2012
  • Online source access
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      VILAÇA, Wilma Pereira Tinoco; KUNSCH, Margarida Maria Krohling. A comunicação interna na gestão da sustentabilidade: um estudo fenomenológico. 2012.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2012. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/27/27154/tde-27082012-153936/ >.
    • APA

      Vilaça, W. P. T., & Kunsch, M. M. K. (2012). A comunicação interna na gestão da sustentabilidade: um estudo fenomenológico. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/27/27154/tde-27082012-153936/
    • NLM

      Vilaça WPT, Kunsch MMK. A comunicação interna na gestão da sustentabilidade: um estudo fenomenológico [Internet]. 2012 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/27/27154/tde-27082012-153936/
    • Vancouver

      Vilaça WPT, Kunsch MMK. A comunicação interna na gestão da sustentabilidade: um estudo fenomenológico [Internet]. 2012 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/27/27154/tde-27082012-153936/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020