Exportar registro bibliográfico

Ausência do receptor Toll-Like 2 ocasionou a formação de lesões periapicais mais extensas e com maior número de osteoclastos em camundongos (2011)

  • Authors:
  • Autor USP: FERREIRA, PAULA DARIANA FERNANDES - FORP
  • Unidade: FORP
  • Sigla do Departamento: 807
  • Subjects: LESÕES PERIAPICAIS; FLUORESCÊNCIA; IMUNOHISTOQUÍMICA
  • Keywords: Brown & Brenn; Brown & Brenn; Camundongos <i>knockout</i>; fluorecence; HE; HE; Immunohistochemistry; Imunoistoquímica; knockout mice; periapical lesion; Receptores <i>toll-like</i> 2; Toll-like Receptors 2; TRAP; TRAP
  • Language: Português
  • Abstract: O objetivo deste trabalho foi caracterizar a formação e progressão de lesões periapicais induzidas experimentalmente em dentes de camundongos knockout para receptores toll-like 2 (TLR2 KO) comparados a animais wild-type (WT). As lesões periapicais foram induzidas nos primeiros molares inferiores de 28 camundongos WT e de 27 camundongos TLR2 KO. Decorridos 7, 21 e 42 dias da indução da lesão periapical, os animais foram submetidos à eutanásia em câmara de CO2, as mandíbulas foram removidas e submetidas ao processamento histotécnico. A seguir, cortes representativos foram corados com hematoxilina e eosina (HE), para descrição do tecido pulpar e das regiões apical e periapical, em microscopia óptica convencional, e mensuração da área das lesões periapicais, em microscopia de fluorescência. Espécimes sequenciais foram avaliados por meio de: histoenzimologia para a atividade da TRAP, para identificação de osteoclastos; coloração de Brown & Brenn, para localização de bactérias; e imunoistoquímica, para identificação de marcadores da osteoclastogênese (RANK, RANKL, OPG). Os resultados numéricos obtidos da análise morfométrica da extensão da área das lesões periapicais e do número de osteoclastos foram submetidos à análise estatística por meio dos testes não-paramétricos de Mann-Whitney e Kruskal-Wallis, utilizando o software SAS (Statistical Analysis System) for Windows versão 9.1.3. O nível de significância adotado foi de 5%. Os resultados da coloração de Brown & Brenn e Imunoistoquímica foram expressos de maneira qualitativa. O grupo de animais WT apresentou diferença significante na extensão da área das lesões periapicais e no número de osteoclastos entre os períodos experimentais de 7 e 42 dias (p<0,05) e entre 21 e 42 dias (p<0.05). Por outro lado, no grupo de animais TLR2 KO, as diferenças para a extensão da área das lesões periapicais e número deosteoclastos foram encontradas entre os períodos experimentais de 7 e 21 dias (p<0,05) e entre 7 e 42 dias (p<0,05). Quando os períodos dos grupos foram comparados entre si, foram encontradas diferenças estatísticas entre todos os períodos experimentais, tanto para a análise morfométrica da extensão da área das lesões periapicais, quanto para o número de ostoclastos (p<0,05). A análise descritiva do tecido pulpar e das regiões apical e periapical, por meio da coloração de HE, bem como da localização das bactérias, por meio da coloração de Brown & Brenn, não mostrou diferenças entre os dois grupos de animais. Com relação à Imunoistoquímica, as marcações foram semelhantes entre os dois grupos de animais, exceto para as marcações de RANK, as quais não foram encontradas nas lesões periapicais do grupo de animais TLR2 KO. A partir das metodologias empregadas e dos resultados obtidos pode-se concluir que na ausência do TLR2, os animais desenvolveram lesões periapicais significantemente maiores (com maior presença de osteoclastos) quando comparados aos animais WT, sugerindo o importante papel desse receptor na resposta imune e inflamatória do organismo no sentido de combater a infecção do sistema de canais radiculares e dos tecidos perirradiculares
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 11.10.2011
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      FERREIRA, Paula Dariana Fernandes; SILVA, Raquel Assed Bezerra da. Ausência do receptor Toll-Like 2 ocasionou a formação de lesões periapicais mais extensas e com maior número de osteoclastos em camundongos. 2011.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2011. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/58/58135/tde-30112011-153811/ >.
    • APA

      Ferreira, P. D. F., & Silva, R. A. B. da. (2011). Ausência do receptor Toll-Like 2 ocasionou a formação de lesões periapicais mais extensas e com maior número de osteoclastos em camundongos. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/58/58135/tde-30112011-153811/
    • NLM

      Ferreira PDF, Silva RAB da. Ausência do receptor Toll-Like 2 ocasionou a formação de lesões periapicais mais extensas e com maior número de osteoclastos em camundongos [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/58/58135/tde-30112011-153811/
    • Vancouver

      Ferreira PDF, Silva RAB da. Ausência do receptor Toll-Like 2 ocasionou a formação de lesões periapicais mais extensas e com maior número de osteoclastos em camundongos [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/58/58135/tde-30112011-153811/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021