Exportar registro bibliográfico

Persistência da transmissão de Schistosoma mansoni em localidade de Itariri, na região do Vale do Ribeira, São Paulo, Brasil (2011)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: TREVISAN, ALEXANDRA MYUKI YOSHIOKA - FSP
  • Unidades: FSP
  • Sigla do Departamento: HEP
  • Subjects: ESQUISTOSSOMOSE (TRANSMISSÃO); PLANORBIDAE; TRANSMISSÃO DE DOENÇAS; RIOS (CONTAMINAÇÃO); SANEAMENTO; LAZER; QUESTIONÁRIOS
  • Keywords: Autochthonal Transmission; Country Sanitation; Esquistossomose; Planorbídeos; Planorbids; Public Health; Saneamento; Saúde Pública; Schistosomiasis; Transmissão Autóctone
  • Language: Português
  • Abstract: Introdução A transmissão de esquistossomose é considerada um problema de saúde pública em várias regiões do Brasil, entre elas, a região do Vale do Ribeira, Estado de São Paulo. Em 2009, um censo coprológico com alunos de 6 a 14 anos na escola estadual do bairro de Ana Dias, no município de Itariri, detectou 34 casos de esquistossomose (16,8 por cento de positividade) e sinalizou a existência de transmissão autóctone importante naquela área. Objetivo Aprofundar os conhecimentos sobre a transmissão de esquistossomose no bairro de Ana Dias. Métodos Aplicou-se um formulário aos pacientes, a fim de conhecer seus hábitos em relação às coleções hídricas e condições de saneamento das suas residências. As coleções hídricas do bairro são pesquisadas rotineiramente e os planorbídeos encontrados, examinados para verificar a existência de cercárias. Dos dados obtidos foi realizado um levantamento de coleções com presença de planorbídeos infectados por S. mansoni no período de 2000 a 2010, que foram visitadas e tiveram suas coordenadas anotadas e transferidas para mapas digitalizados. Essas informações foram relacionadas com as obtidas através dos formulários para se conhecer alguns aspectos da transmissão local. Resultados Foi aplicado formulário em 31 pessoas (91,2 por cento do total) e 100 por cento delas declararam ter contato com águas de pelo menos um dos dois principais rios do bairro. Quanto ao saneamento, 50,1 por cento têm o despejo dos dejetos em fossas e valas a céuaberto e 22,6 por cento despejam diretamente nos rios. No período, cerca de 50 por cento das coleções hídricas apresentaram planorbídeos positivos para S. mansoni. Verificou-se que a maioria das coleções positivas são valas de drenagem existentes em bananais e tem ligação direta com os dois rios freqüentados pela população. Nos bananais há casas cujo esgoto é despejado diretamente em valas de drenagem. Conclusões O estudo mostrou que a transmissão autóctone persiste no bairro e ocorre principalmente em função dos rios freqüentados como principal opção de lazer da população. A contaminação dos rios acontece pelos dejetos lançados neles por deficiência do saneamento básico local. Além do trabalho de controle atual, é necessária a realização de atividades regulares que possibilitem a identificação e tratamento dos portadores de esquistossomose, evitando-se a contaminação das coleções. Paralelamente recomenda-se a implantação de obras de saneamento rural, para que se interrompa o ciclo de transmissão
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 06.10.2011
  • Online source access
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      TREVISAN, Alexandra Myuki Yoshioka; NATAL, Delsio. Persistência da transmissão de Schistosoma mansoni em localidade de Itariri, na região do Vale do Ribeira, São Paulo, Brasil. 2011.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2011. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/6/6132/tde-11042012-132943/ >.
    • APA

      Trevisan, A. M. Y., & Natal, D. (2011). Persistência da transmissão de Schistosoma mansoni em localidade de Itariri, na região do Vale do Ribeira, São Paulo, Brasil. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/6/6132/tde-11042012-132943/
    • NLM

      Trevisan AMY, Natal D. Persistência da transmissão de Schistosoma mansoni em localidade de Itariri, na região do Vale do Ribeira, São Paulo, Brasil [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/6/6132/tde-11042012-132943/
    • Vancouver

      Trevisan AMY, Natal D. Persistência da transmissão de Schistosoma mansoni em localidade de Itariri, na região do Vale do Ribeira, São Paulo, Brasil [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/6/6132/tde-11042012-132943/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020