Exportar registro bibliográfico

Terapia comunitária: espaço de re-significação do sofrimento de trabalhadores de enfermagem (2012)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: ZAGO, KARINE SANTANA DE AZEVEDO - EERP
  • Unidades: EERP
  • Sigla do Departamento: ERP
  • Subjects: SAÚDE MENTAL; HOSPITAIS GERAIS; ENFERMAGEM PSIQUIÁTRICA
  • Keywords: Community Therapy; General Hospital; Mental Health; Psicodinâmica do Trabalho; Psychiatric Nursing; Terapia Comunitária; Work Psychodynamics
  • Language: Português
  • Abstract: Este estudo teve por objetivo analisar as implicações da Terapia Comunitária (TC) enquanto instrumento de intervenção no sofrimento dos trabalhadores de uma Unidade de Internação Psiquiátrica de um Hospital Geral (UIPHG). Trata-se de uma pesquisa de natureza qualitativa do tipo estudo de caso e participante. A coleta de dados foi realizada em três fases, sendo que na primeira recorreu-se à entrevista semiestruturada que buscou conhecer o trabalho, as dificuldades e frustrações de membros da equipe de enfermagem. A segunda fase constituiu na aplicação de 26 sessões de Terapia Comunitária, desenvolvidas de acordo com sua metodologia. A última fase foi composta por entrevista semiestruturada de modo a conhecer as implicações da Terapia Comunitária no sofrimento dos trabalhadores. A análise foi conduzida segundo a Análise Temática de Conteúdo. Os dados foram discutidos à luz da Psicodinâmica do Trabalho de Christopher Dejours. Construíram-se os núcleos temáticos com base em dois grandes temas: o cuidar e o sofrer dos trabalhadores de enfermagem da UIPHG e a Terapia enquanto instrumento de intervenção neste sofrimento. Dentre as categorias do cuidar, foi encontrado o cuidar centrado na doença e o cuidar do paciente em crise; entre as categorias do sofrer, estão o sofrer pela ameaça física, pelo medo, pelos conflitos nas relações de trabalho, e pela falta de reconhecimento. Por meio da análise da TC, observou-se que essa metodologia funciona como um espaço público para a re-significação das relações de trabalho, por meio da convivência, troca de experiências de vida, alívio das tensões do trabalho, de apoio, construção de vínculos e resgate da cooperação. Considera-se que a TC intervem no sofrimento dos trabalhadores uma vez que, por meio de um espaço de partilha, o qual proporciona conhecimento mútuo, identificação, sensibilização, admiração pelas histórias de sofrimentoe superação, muitos trabalhadores passam a considerarem-se antes de tudo como seres humanos e, somente então, como trabalhadores. Ao melhor conhecerem o homem do trabalho e não apenas o trabalho do homem re-significam suas relações, os conflitos interpessoais são redimensionados pela compreensão, colaboração e vínculos solidários. Assim, o sofrimento no trabalho torna-se passivel de intervenção
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 28.02.2012
  • Online source access
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      ZAGO, Karine Santana de Azevedo; SAEKI, Toyoko. Terapia comunitária: espaço de re-significação do sofrimento de trabalhadores de enfermagem. 2012.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2012. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/22/22131/tde-27032012-154447/ >.
    • APA

      Zago, K. S. de A., & Saeki, T. (2012). Terapia comunitária: espaço de re-significação do sofrimento de trabalhadores de enfermagem. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/22/22131/tde-27032012-154447/
    • NLM

      Zago KS de A, Saeki T. Terapia comunitária: espaço de re-significação do sofrimento de trabalhadores de enfermagem [Internet]. 2012 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/22/22131/tde-27032012-154447/
    • Vancouver

      Zago KS de A, Saeki T. Terapia comunitária: espaço de re-significação do sofrimento de trabalhadores de enfermagem [Internet]. 2012 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/22/22131/tde-27032012-154447/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020