Exportar registro bibliográfico

Desenvolvimento de dietas artificiais liofilizadas para Euschistus heros (Fabricius, 1798), com vistas à produção de Telenomus podisi (Ashmead, 1893) e Trissolcus basalis (Wollaston, 1858) (2012)

  • Authors:
  • Autor USP: MENDOZA, AGUSTÍN CERNA - ESALQ
  • Unidade: ESALQ
  • Sigla do Departamento: LET
  • Subjects: CONTROLE BIOLÓGICO; DIETA; INSETOS PARASITOIDES; SOJA
  • Keywords: Dieta artificial
  • Language: Português
  • Abstract: O objetivo da presente pesquisa foi desenvolver uma dieta artificial que possa suprir as necessidades nutricionais de Euschistus heros (Fabricius, 1798) (Hemiptera: Pentatomidae) para produzir insetos em quantidade, comparáveis aos da natureza e que produzam descendentes, através das gerações, possibilitando a criação dos parasitoides de ovos, Telenomus podisi Ashmead, 1893 e Trissolcus basalis (Wollaston, 1858) (Hymenoptera: Platygastridae), para a liberação em campo, em Programas de Controle Biológico Aplicado. Verificou-se o efeito das dietas artificiais selecionadas para a criação do percevejo, sobre a sua capacidade alimentar, utilizando-se o teste da fucsina ácida e a capacidade de parasitismo de ambos os parasitoides, como forma de avaliar a qualidade da dieta. Assim, realizou-se o estudo da biologia de E. heros em condições controladas de temperatura (25±2°C), umidade relativa (60±10%) e fotofase de 14 horas. Treze dietas foram testadas numa sequência de experimentos: no primeiro, compararam-se a dieta natural (vagem de feijão e amendoim) e a dieta artificial de Panizzi et al. (2000) modificada por Fortes et al. (2006); na segunda fase, incorporaram-se os componentes da dieta natural numa dieta artificial com vagem de feijão liofilizada (DAL), comparando-se proporções destes componentes e diferentes anticontaminantes e doses. Foram selecionadas, para a criação de E. heros, duas dietas artificiais secas compostas de vagem de feijão (Phaseolus vulgaris L., 1753)liofilizada e moída (35%), amendoim (Arachis hypogaea L., 1753) triturado em liquidificador (35%), sacarose (5%) e água (25%) mais anticontaminantes, pois foram mais eficientes do que as dietas natural e liofilizada sem anticontaminantes, ao longo das gerações. As dietas artificiais selecionadas têm a mesma composição, porém com anticontaminantes diferentes; a primeira delas contém nipagin (10000 ppm) + ácido sórbico (800 ppm) e a outra, nipagin (10000 ppm) + ácido sórbico (800 ppm) + tetraciclina (0,0076 ppm). Os insetos da quarta geração, criados nestas dietas artificiais com material liofilizado, tiveram características biológicas semelhantes àqueles obtidos na dieta natural, incluindo a razão sexual, a duração do desenvolvimento (ovoadulto), as deformações de asas e pernas, a longevidade, o período de préoviposição, a porcentagem de fêmeas que ovipositaram e o número de ovos por postura. A viabilidade para o período ovoadulto foi quase duas vezes superior à viabilidade obtida na dieta natural, sendo de 68% em relação aos 38% obtidos na dieta natural; embora o peso de adultos tenha sido 17% inferior aos criados em dieta natural, a fecundidade foi superior ao valor obtido na dieta natural (282 ovos/fêmea, em média), atingindo a média de 430 ovos/fêmea. A taxa líquida de reprodução (Ro) aumentou com o passar das gerações para as dietas com material liofilizado com anticontaminantes, ocorrendo o inverso com a dieta de material liofilizado sem anticontaminantes, mostrando arespectiva adaptação e degeneração ao longo das gerações. As dietas com material liofilizado mostraram-se adequadas, pois os percevejos causaram danos aos grãos de soja, introduzindo seus estiletes de forma análoga àqueles criados em dieta natural, e os ovos de E. heros, criados nestas dietas, foram igualmente parasitados por T. basalis e T. podisi, em relação àqueles colocados pela espécie criada em dieta natural. As 2 dietas liofilizadas selecionadas permitiram a produção de E. heros ao longo de, pelo menos 10 gerações, sem degeneração e com potencial de produção dos parasitoides de ovos T. podisi e T. basalis, para programas de Controle Biológico Aplicado na cultura da soja
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 08.02.2012
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      CERNA MENDOZA, Agustín; PARRA, José Roberto Postali. Desenvolvimento de dietas artificiais liofilizadas para Euschistus heros (Fabricius, 1798), com vistas à produção de Telenomus podisi (Ashmead, 1893) e Trissolcus basalis (Wollaston, 1858). 2012.Universidade de São Paulo, Piracicaba, 2012. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11146/tde-26032012-104048/ >.
    • APA

      Cerna Mendoza, A., & Parra, J. R. P. (2012). Desenvolvimento de dietas artificiais liofilizadas para Euschistus heros (Fabricius, 1798), com vistas à produção de Telenomus podisi (Ashmead, 1893) e Trissolcus basalis (Wollaston, 1858). Universidade de São Paulo, Piracicaba. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11146/tde-26032012-104048/
    • NLM

      Cerna Mendoza A, Parra JRP. Desenvolvimento de dietas artificiais liofilizadas para Euschistus heros (Fabricius, 1798), com vistas à produção de Telenomus podisi (Ashmead, 1893) e Trissolcus basalis (Wollaston, 1858) [Internet]. 2012 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11146/tde-26032012-104048/
    • Vancouver

      Cerna Mendoza A, Parra JRP. Desenvolvimento de dietas artificiais liofilizadas para Euschistus heros (Fabricius, 1798), com vistas à produção de Telenomus podisi (Ashmead, 1893) e Trissolcus basalis (Wollaston, 1858) [Internet]. 2012 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11146/tde-26032012-104048/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021