Exportar registro bibliográfico

Dinâmica temporal e espacial da virose causada por Tomato chlorosis virus (ToCV) em tomateiro (2011)

  • Authors:
  • Autor USP: CALAÇA, HELEN ALVES - ESALQ
  • Unidade: ESALQ
  • Sigla do Departamento: LPV
  • Subjects: CLOROSE; EPIDEMIOLOGIA; TOMATE; VIROSES; VÍRUS DE PLANTAS
  • Language: Português
  • Abstract: O ToCV é um vírus pertencente à família Closteroviridae, gênero Crinivirus, que ataca plantas de tomate, entre outros hospedeiros, nas principais regiões produtoras do mundo. O vírus é transmitido exclusivamente pela mosca branca, de forma semi-persistente, sendo o biótipo B da Bemisia tabaci o principal vetor, devido à sua distribuição nas zonas produtoras. Os sintomas característicos da doença incluem mosqueado clorótico irregular entre as nervuras que, a princípio, se desenvolve nas folhas do baixeiro e gradualmente avançam por toda extensão da planta. Estes sintomas fazem com que a doença seja confundida, principalmente, com deficiências nutricionais. Uma significativa redução da produção ocorre devido à perda de área fotossinteticamente ativa, com consequente redução no número e tamanho dos frutos. No Brasil, o primeiro relato de ocorrência foi realizado em 2008, com uma incidência que variou de 0,25 a 3,42% (BARBOSA et al., 2008). Até o momento, para as condições brasileiras, desconhece-se a distribuição, a sua gama de hospedeiras, não são conhecidas fontes comerciais de resistência e são raras as informações sobre o comportamento epidemiológico. No presente trabalho, foram feitos levantamentos sistemáticos da incidência em sete campos comerciais, com o objetivo de acompanhar a evolução da incidência da virose e caracterizar os padrões temporal e espacial em condições de campo. De modo geral, o comportamento das epidemias no tempo assumiu um padrão linear decrescimento. Esse padrão é consequência da reposição contínua de vetores infectivos vindos de fora do patossistema, com predomínio de infecções primárias. Quanto ao comportamento espacial, foi observada variação no padrão de distribuição mesmo entre parcelas do mesmo ensaio. De forma geral, foi observado um padrão aleatório de distribuição de plantas doentes, porém quando houve agregação, esta teve influência significativa no aumento da incidência. Foi observado um forte efeito de bordos, apontando para fontes de inóculo externas à lavoura. A distribuição espacial da virose causada pelo ToCV foi semelhante à de outras viroses transmitidas pela mosca-branca, como as causadas pelos Begomovirus, portanto as recomendações para redução da incidência de begomoviroses podem ser aplicadas o manejo da virose causada pelo ToCV
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 25.11.2011
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      CALAÇA, Helen Alves; BERGAMIN FILHO, Armando. Dinâmica temporal e espacial da virose causada por Tomato chlorosis virus (ToCV) em tomateiro. 2011.Universidade de São Paulo, Piracicaba, 2011. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11135/tde-14022012-105618/ >.
    • APA

      Calaça, H. A., & Bergamin Filho, A. (2011). Dinâmica temporal e espacial da virose causada por Tomato chlorosis virus (ToCV) em tomateiro. Universidade de São Paulo, Piracicaba. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11135/tde-14022012-105618/
    • NLM

      Calaça HA, Bergamin Filho A. Dinâmica temporal e espacial da virose causada por Tomato chlorosis virus (ToCV) em tomateiro [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11135/tde-14022012-105618/
    • Vancouver

      Calaça HA, Bergamin Filho A. Dinâmica temporal e espacial da virose causada por Tomato chlorosis virus (ToCV) em tomateiro [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11135/tde-14022012-105618/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020