Exportar registro bibliográfico

Validação externa de nomograma brasileiro para predição de câncer de próstata órgão-confinado em instituição terciária de ensino. Nomogramas da USP (2012)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: BASTIAN JúNIOR, AGUINEL JOSé - FM
  • Unidades: FM
  • Sigla do Departamento: MCG
  • Subjects: NEOPLASIAS PROSTÁTICAS; REGRESSÃO LOGÍSTICA; ANÁLISE DE REGRESSÃO E DE CORRELAÇÃO; PROCEDIMENTOS CIRÚRGICOS UROLÓGICOS MASCULINOS
  • Keywords: Análise de regressão; Logistic models; Modelos logísticos; Neoplasias da próstata; Nomogramas; Nomograms; Prognosis; Prognóstico; Prostatectomia; Prostatectomy; Prostatic neoplasms; Regression analysis
  • Language: Português
  • Abstract: Objetivos: (a) Validar externamente os nomogramas de Crippa e Srougi que combinam antígeno prostático específico (PSA) sérico, porcentagem de fragmentos positivos na biópsia prostática (PFPB) e escore de Gleason da biópsia prostática para predição de doença órgão-confinada (DOC), em prostatectomias radicais realizadas entre 1988 e 2002, em uma população contemporânea de instituição de ensino terciária de assistência pública; (b) Re-derivar as variáveis e ajustá-las para produzir dois nomogramas de predição para DOC e invasão de vesículas seminais (IVS), resultando nos nomogramas da USP. Método: A acurácia (discriminação e calibração) dos nomogramas de Crippa e Srougi foi examinada em 1.002 pacientes submetidos a prostatectomia radical retropúbica (PRR) entre 2005 e 2010 na Universidade de São Paulo. Curvas ROC com as respectivas áreas sob a curva (ASC) e escores de Brier foram usados para quantificar as propriedades discriminativas das predições dos nomogramas de Crippa e Srougi para DOC. Gráficos LOESS de calibração foram usados para expressar visualmente a relação entre as probabilidades preditas e as taxas de desfecho observadas. Na sequência, rederivação das variáveis incluindo PSA, PFPB, escore de Gleason da biópsia prostática e estádio clínico foi realizada para os desfechos DOC e IVS. Modelos finais de regressão logística originaram os nomogramas de predição para DOC e IVS (intervalos de confiança de 95% em 1.000 amostras bootstrap). Os procedimentos de validação acima descritos foram aplicados na validação interna dos nomogramas da USP. Resultados: Os nomogramas de Crippa e Srougi para predição de DOC apresentaram ROC ASC=0,68 (IC: 0,65-0,70), escore de Brier de 0,17 e considerável subestimação nos gráficos LOESS. Os nomogramas da USP apresentaram ROC ASC=0,73 (IC: 0,70- 0,76) e escore de Brier de 0,16 para DOC e ROC ASC=0,77 (IC: 0,73-0,79) e escore de brier de 0,08 para IVS.Os gráficos LOESS mostraram excelente calibração para DOC e considerável superestimação de desfecho para IVS em todas as faixas de predição acima de 2%. Conclusões: Os nomogramas de Crippa e Srougi foram validados externamente apresentando discriminação moderada e considerável subestimação de desfecho para DOC. Os nomogramas da USP apresentaram boa discriminação para DOC e IVS, excelente calibração para DOC e considerável superestimação de desfecho para IVS
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 20.01.2012
  • Online source access
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      BASTIAN JÚNIOR, Aguinel José; DALL´OGLIO , Marcos Francisco. Validação externa de nomograma brasileiro para predição de câncer de próstata órgão-confinado em instituição terciária de ensino. Nomogramas da USP. 2012.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2012. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5153/tde-23022012-154230/ >.
    • APA

      Bastian Júnior, A. J., & Dall´Oglio , M. F. (2012). Validação externa de nomograma brasileiro para predição de câncer de próstata órgão-confinado em instituição terciária de ensino. Nomogramas da USP. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5153/tde-23022012-154230/
    • NLM

      Bastian Júnior AJ, Dall´Oglio MF. Validação externa de nomograma brasileiro para predição de câncer de próstata órgão-confinado em instituição terciária de ensino. Nomogramas da USP [Internet]. 2012 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5153/tde-23022012-154230/
    • Vancouver

      Bastian Júnior AJ, Dall´Oglio MF. Validação externa de nomograma brasileiro para predição de câncer de próstata órgão-confinado em instituição terciária de ensino. Nomogramas da USP [Internet]. 2012 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5153/tde-23022012-154230/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020