Exportar registro bibliográfico

Previsão hidrometeorológica probabilística na bacia do Alto Iguaçu-PR com os modelos WRF e TopModel (2011)

  • Authors:
  • Autor USP: CALVETTI, LEONARDO - IAG
  • Unidade: IAG
  • Sigla do Departamento: ACA
  • Subjects: PRECIPITAÇÃO; HIDROMETEOROLOGIA
  • Language: Português
  • Abstract: Previsões probabilísticas de precipitação foram obtidas a partir de um conjunto de simulações pelo modelo WRF e utilizadas como condição de contorno no modelo hidrológico TopModel para previsão hidrometeorológica na bacia do Rio Iguaçu, no estado do Paraná. Nas simulações de cheias, durante o período de elevação do volume de precipitação, o erro médio aritmético do conjunto de previsões foi menor que cada um dos membros utilizados nesse conjunto, indicando melhor destreza do conjunto médio em relação a qualquer previsão determinística. Na dissipação dos sistemas precipitantes, alguns membros obtêm resultados melhores que o conjunto médio e, em geral, as previsões são confluentes. As melhores previsões de precipitação com o WRF foram obtidas com as combinações de microfísica Lin et al e convecção de Kain Fritsch, microfísica WSM 5 e convecção de Kain Fritsch e simulações defasadas em 6 horas. As simulações inicializadas em horários mais próximos da ocorrência do fenômeno não garantiram uma melhoria na distribuição de precipitação na bacia. A avaliação do sistema de previsão por conjuntos pelo índice de Brier (IB) e seus termos demonstrou níveis suficientes de confiabilidade e destreza para ser utilizada na maioria dos eventos de precipitação sobre a bacia do rio Iguaçu. Os valores do IB estiveram entre 0,15 e 0,3 com picos isolados. Os valores obtidos para o termo de incerteza estiveram entre 0,1 e 0,25 indicando bons resultados visto que o desejável é o mais próximo de zero. Nos eventos de chuva, o termo de confiabilidade apresentou valores próximos a 0,2 no período da manhã e valores entre 0,3 e 0,4 no período da tarde, com um acréscimo no final da integração. O índice de acerto foi de 60 % a 90 % durante o período de integração (48 horas) para o conjunto médio de previsões e entre 50 a 80% para a previsão determinística. Em todos os (Continuação)(Continua) horários de simulação o erro de fase foi maior que o erro de amplitude, possivelmente devido aos atrasos da propagação dos sistemas precipitantes. Os erros de fase e amplitude foram menores na probabilística em todo o período de integração.Assim como na previsão de precipitação, nas simulações de vazão o erro de fase foi muito maior que o erro de amplitude, indicando que o atraso nas previsões de variação da vazão ainda é o maior desafio na previsão hidrometeorológica. Observou-se que o modelo hidrológico é bastante sensível a previsão de precipitação e, portanto, a melhoria das previsões de vazão é diretamente proporcional a diminuição do erro de fase da previsão quantitativa de precipitação.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 08.11.2011

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      CALVETTI, Leonardo; PEREIRA FILHO, Augusto José. Previsão hidrometeorológica probabilística na bacia do Alto Iguaçu-PR com os modelos WRF e TopModel. 2011.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2011.
    • APA

      Calvetti, L., & Pereira Filho, A. J. (2011). Previsão hidrometeorológica probabilística na bacia do Alto Iguaçu-PR com os modelos WRF e TopModel. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Calvetti L, Pereira Filho AJ. Previsão hidrometeorológica probabilística na bacia do Alto Iguaçu-PR com os modelos WRF e TopModel. 2011 ;
    • Vancouver

      Calvetti L, Pereira Filho AJ. Previsão hidrometeorológica probabilística na bacia do Alto Iguaçu-PR com os modelos WRF e TopModel. 2011 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021