Exportar registro bibliográfico

Paixões, sentimentos morais e emoções. Uma história do poder emocional sobre o homem econômico (2011)

  • Authors:
  • Autor USP: ANDRADE, DANIEL PEREIRA - FFLCH
  • Unidade: FFLCH
  • Sigla do Departamento: FSL
  • Subjects: ECONOMIA DO TRABALHO (SOCIOLOGIA); EMOÇÕES; MORAL
  • Keywords: Economic man; Emoções; Emotional power; Emotions; Homem econômico; Moral sentiments; Paixões; Passions; Poder emocional; Sentimentos morais
  • Language: Português
  • Abstract: Esta tese faz uma genealogia da concepção de homem econômico emocional, tal como ele aparece no discurso do management americano a partir dos anos de 1990. Para tanto, fez-se uma história de longa duração com a finalidade de compreender como esse sujeito de interesse que estava associado à temática das paixões nos séculos XVII e XVIII pôde se vincular à temática das emoções, surgida apenas no século XIX, advinda da psicologia física e da biologia evolucionista. Para realizar essa história, a tese foi dividida em duas partes. Na primeira, foi abordada a emergência do homo oeconomicus clássico no âmbito da governamentalidade liberal britânica dos séculos XVII e XVIII e foram diferenciadas as três formas de problematização e governo da vida emocional do sujeito de interesse: as paixões, no âmbito da vertente utilitarista-radical do liberalismo, os sentimentos morais, no âmbito da reação do conservadorismo, e as emoções, no âmbito da psicologia física e do evolucionismo. Cada uma dessas três temáticas surgiu ainda no discurso antropológico do sujeito de interesse, mas se desenvolveu em sentidos diferentes: as paixões resultaram no homo oeconomicus, os sentimentos morais, no homo socialis e as emoções, no homo psychologicus. Na segunda parte da tese, demonstra-se como essas três temáticas adentraram as ciências da administração americanas no século XX, caracterizando o controle emocional sobre o trabalho e o consumo. Ainda no discurso do management, essas temáticas setransformaram, em virtude da reação às contestações antidisciplinares da contracultura, dando origem a uma nova concepção de emoções que reúne características das três temáticas anteriores. O discurso do management e, posteriormente, o da teoria econômica neoliberal vinculou essa nova temática das emoções à noção de homem econômico, caracterizado agora pela ideia de capital humano. Constituiu-se, assim, o homem econômico emocional, formando uma distinta concepção antropológica e uma inédita coerência dos dispositivos de poder emocional
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 16.08.2011
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      ANDRADE, Daniel Pereira; BRUNI, Jose Carlos. Paixões, sentimentos morais e emoções. Uma história do poder emocional sobre o homem econômico. 2011.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2011. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8132/tde-14022012-170158/ >.
    • APA

      Andrade, D. P., & Bruni, J. C. (2011). Paixões, sentimentos morais e emoções. Uma história do poder emocional sobre o homem econômico. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8132/tde-14022012-170158/
    • NLM

      Andrade DP, Bruni JC. Paixões, sentimentos morais e emoções. Uma história do poder emocional sobre o homem econômico [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8132/tde-14022012-170158/
    • Vancouver

      Andrade DP, Bruni JC. Paixões, sentimentos morais e emoções. Uma história do poder emocional sobre o homem econômico [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8132/tde-14022012-170158/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021