Exportar registro bibliográfico

Avaliação de empresas no Brasil pelo fluxo de caixa descontado: evidências empíricas sob o ponto de vista do desempenho econômico-financeiro (2011)

  • Authors:
  • Autor USP: CUNHA, MOISéS FERREIRA DA - FEA
  • Unidade: FEA
  • Sigla do Departamento: EAC
  • Subjects: CONTABILIDADE FINANCEIRA; FINANÇAS DAS EMPRESAS; VALOR (CONTABILIDADE); FLUXO DE CAIXA
  • Keywords: Cash flow; Corporate finance; Financial accounting; Value
  • Language: Português
  • Abstract: Ações (OPAs) no período de 2002 a 2009, e comparadas às realizadas (obtidas banco de dados Economática e Maiores e Melhores) pelas empresas ao longo de até dois períodos após o processo de avaliação. Para a realização dos testes das hipóteses estabelecidas foram realizados testes de médias, em amostras emparelhadas, com aplicação do teste paramétrico t_Student quando da existência de normalidade da distribuição dos dados ou o teste não paramétrico de Wilcoxon Signed Rank Test, quando não satisfeita a premissa da distribuição normal. Os resultados demonstram, basicamente, que as médias das projeções em relação ao realizado, são aderentes, estatisticamente, para as variáveis: evolução da receita líquida (ERL); evolução do lucro líquido (ELL); endividamento (Endv); taxa de investimento (Tinv); retorno sobre o investimento (ROI) e custo de capital médio ponderado (WACC). Por outro lado, as variáveis: margem operacional (Mop); margem do EBITDA (Meb); giro do investimento (Giro); retorno do fluxo de caixa operacional sobre o investimento (CFROI); taxa de crescimento (Ginv); custo de capital de terceiros (Ki) e custo de capital próprio (Ke), mostraram diferenças significativas das médias. Os setores de química, ferrovia e têxtil, entre os analisados, foram os que apresentaram mais vezes diferenças significativas das médias. Na comparação por períodos, diferenças significativas das médias apareceram nas variáveis: margens (operacional e EBITDA); evolução do lucro líquido; taxa deinvestimento; custo de capital de terceiros; custo de capital próprio e custo de capital médio ponderado. Por fim, a finalidade da avaliação voluntária mostrou viés do desempenho econômico-financeiro superavaliado, enquanto os laudos de avaliação com a finalidade de cancelamento de registro não mostram subavaliação do desempenho. Apesar dos resultados e conclusões apresentadas, a pesquisa mostra algumas limitações, como: as conclusões ficaram restritas à amostra, as dificuldades encontradas no levantamento dos dados para análise das variáveis, também, prejudicou a abrangência e escopo da validação empírica, podendo como sugestões para novas pesquisas, utilizar-se de outros procedimentos metodológico e outras variáveisModelos de avaliação de empresas têm como objetivo estabelecer o fair value da empresa. Importantes modelos de avaliação econômica e medidas de desempenho econômicofinanceiro são desenvolvidas pelos acadêmicos e profissionais de mercado para identificar direcionadores de valor. Dentre os modelos, está o Fluxo de Caixa Descontado (FCD), que, em síntese, estabelece o valor da empresa pelo valor presente de seus benefícios econômicos futuros esperados. A pergunta principal motivadora da pesquisa é investigar e avaliar se, na média, as projeções de desempenho econômico-financeiro feitas pelas empresas brasileiras, em laudos de avaliação, são aderentes ao longo do tempo. A falta de aderência leva a inferir que as premissas assumidas nos modelos (quase sempre vindas do mercado norte-americano) não se realizam com muita frequência no Brasil. Espera-se, ainda, que a finalidade da avaliação não cause viés nessas projeções. Como plataforma teórica foi utilizada a Moderna Teoria de Finanças, como marco inicial os trabalhos de Modigliani e Miller (1958; 1961 e 1963) e faz-se uma exposição das principais discussões sobre a aplicação dessa teoria em países emergentes. Com relação à empiria, foi estabelecido um conjunto de 15 variáveis que evidenciam o desempenho de estratégias financeiras, desenvolvidas pelas empresas, para a criação de valor. A partir disso, foram levantadas as projeções dessas variáveis nos laudos de avaliação de empresas com o objetivo de Oferta Pública de Aquisição de
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 09.12.2011
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      CUNHA, Moisés Ferreira da; ASSAF NETO, Alexandre; MARTINS, Eliseu. Avaliação de empresas no Brasil pelo fluxo de caixa descontado: evidências empíricas sob o ponto de vista do desempenho econômico-financeiro. 2011.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2011. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/12/12136/tde-08022012-181605/ >.
    • APA

      Cunha, M. F. da, Assaf Neto, A., & Martins, E. (2011). Avaliação de empresas no Brasil pelo fluxo de caixa descontado: evidências empíricas sob o ponto de vista do desempenho econômico-financeiro. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/12/12136/tde-08022012-181605/
    • NLM

      Cunha MF da, Assaf Neto A, Martins E. Avaliação de empresas no Brasil pelo fluxo de caixa descontado: evidências empíricas sob o ponto de vista do desempenho econômico-financeiro [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/12/12136/tde-08022012-181605/
    • Vancouver

      Cunha MF da, Assaf Neto A, Martins E. Avaliação de empresas no Brasil pelo fluxo de caixa descontado: evidências empíricas sob o ponto de vista do desempenho econômico-financeiro [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/12/12136/tde-08022012-181605/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021