Exportar registro bibliográfico

Ciclagem de carbono e nitrogênio no solo sob restinga do Estado de São Paulo (2011)

  • Authors:
  • Autor USP: ALMEIDA, DIEGO QUEIROZ ALEGRIA DE - ECOLOGIA APLICA
  • Unidade: ECOLOGIA APLICA
  • Sigla do Departamento: LCB
  • Subjects: CARBONO; NITROGÊNIO; RESTINGA; SOLOS; MATA ATLÂNTICA
  • Language: Português
  • Abstract: A Mata Atlântica é a segunda maior floresta brasileira, restando apenas 7,6% de sua extensão original. Porém, ainda são observadas manchas da floresta na Serra do Mar e na Serra da Mantiqueira, no sudeste do Brasil, sendo a Restinga o bioma mais susceptível a degradação. O objetivo principal desse trabalho foi estudar a ciclagem do carbono e do nitrogênio em solos arenosos sob diferentes vegetações (Ante-Duna, Duna Escrube e Restinga) do Litoral Norte e Sul do Estado se São Paulo. Foram analisadas amostras de solos nas seguintes áreas: Parque Estadual da Serra do Mar - Núcleo de Picinguaba, Parque Estadual da Ilha Anchieta, Estação Ecológica Juréia-Itatins, Vila de Pedrinhas no município de Ilha Comprida e Parque Estadual da Ilha do Cardoso. Foram coletadas 5 amostras de solo (0-5, 5-10, 10-15, 15-20 cm de profundidade) em cada local. Os resultados obtidos mostraram que os solos sob esses diferentes tipos de vegetações, apresentaram teores de carbono e nitrogênio muito baixo em comparação a solos sob outras vegetações da Mata Atlântica. As vegetações de Restinga (Alta e Baixa) foram as que apresentaram os maiores teores de carbono, principalmente a Restinga Alta na Ilha Anchieta, que obteve valores de 43,07 g.kg-1 em superfície enquanto que os solos sob vegetação de Duna apresentaram os menores teores. Os teores de nitrogênio encontrados seguiram a mesma tendência do carbono, sendo que as vegetações de Restinga apresentaram os maiores resultados. A matéria orgânica dos solosdas áreas estudadas foram predominantemente formadas por plantas do ciclo fotossintético C3, com valores que variaram de -29,0 a -27,7 . A matéria orgânica no solo sob vegetação de Duna tem influência de plantas C4 por terem apresentado valores de aproximadamente -22 . Os valores isotópicos de 15N demonstraram que os solos possuem grande limitação com relação ao nitrogênio e indicaram que o ciclo deste nutriente é extremamente fechado em todas as áreas e sob todas as vegetações. A variabilidade espacial entre os locais e as diferentes vegetações tiveram influência direta nos teores e estoques dos elementos estudados
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 02.12.2011
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      ALMEIDA, Diego Queiroz Alegria de; CAMARGO, Plinio Barbosa de; PICCOLO, Marisa de Cassia. Ciclagem de carbono e nitrogênio no solo sob restinga do Estado de São Paulo. 2011.Universidade de São Paulo, Piracicaba, 2011. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/91/91131/tde-14022012-163053/ >.
    • APA

      Almeida, D. Q. A. de, Camargo, P. B. de, & Piccolo, M. de C. (2011). Ciclagem de carbono e nitrogênio no solo sob restinga do Estado de São Paulo. Universidade de São Paulo, Piracicaba. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/91/91131/tde-14022012-163053/
    • NLM

      Almeida DQA de, Camargo PB de, Piccolo M de C. Ciclagem de carbono e nitrogênio no solo sob restinga do Estado de São Paulo [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/91/91131/tde-14022012-163053/
    • Vancouver

      Almeida DQA de, Camargo PB de, Piccolo M de C. Ciclagem de carbono e nitrogênio no solo sob restinga do Estado de São Paulo [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/91/91131/tde-14022012-163053/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021