Exportar registro bibliográfico

Avaliação e mensuração da dor no envelhecimento: instituições de longa permanência (2011)

  • Authors:
  • Autor USP: PELEGRIN, ANDRESSA KARINA AMARAL PLA - EERP
  • Unidade: EERP
  • Sigla do Departamento: ERG
  • Subjects: ENVELHECIMENTO; DOR (AVALIAÇÃO); DEPRESSÃO (IDENTIFICAÇÃO); INSTITUIÇÕES DE LONGA PERMANÊNCIA PARA IDOSOS; PSICOFÍSICA
  • Keywords: Aging; Assessment of pain; Escala de categorias; Escala de depressão geriátrica; Geriatric depression scale; Instituições de longa permanência para idosos; Long-term institutions for elderly; Psychophysics; Scale categories
  • Language: Português
  • Abstract: O envelhecimento é um fenômeno novo e uma tendência mundial. Com ele, há um aumento de doenças e de queixas de dor. Este estudo permitiu que os profissionais de saúde tivessem uma melhor percepção na avaliação da dor no envelhecimento. O objetivo geral foi avaliar os diferentes tipos de dor crônica no envelhecimento. Os objetivos específicos foram mensurar a dor percebida, avaliar os descritores de dor crônica de maior atribuição, identificar diferentes temáticas de dor crônica percebida e avaliar sinais e sintomas de depressão. Foi realizada identificação sócio-demográfica, com perguntas relacionadas ao sexo, à idade, à escolaridade, à religião, ao estado civil, às atividades desenvolvidas na instituição, à situação econômica, ao tempo de institucionalização, ao recebimento de visitas e às doenças diagnosticadas e, posteriormente, foram feitos quatro Experimentos (amostras dependentes). Experimento 1 - Mensurar a dor percebida - a intensidade da dor crônica foi avaliada pelo método psicofísico de estimação de categorias e se percebiam dor no momento da entrevista, para identificar o local, o tempo e o horário. Experimento 2 - Avaliar os descritores de dor crônica de maior atribuição - a intensidade da dor foi avaliada por dois métodos psicofísicos independentes: estimação de categorias e estimação de postos. Experimento 3 - Identificar diferentes temáticas de dor crônica percebida - utilizou-se uma entrevista semiestruturada com sete perguntas relacionadas à dor crônica. Experimento 4 - Avaliar sinais e sintomas de depressão - utilizou-se a Escala de Depressão Geriátrica de 15 pontos. Participaram 46 idosos residentes em duas Instituições de Longa Permanência em Ribeirão Preto, São Paulo; dentre estes, 25 eram de instituição filantrópica e 21 de instituição particular. Os resultados foram a média de idade de 78,26±8,33 anos, 26 do sexo feminino,23 viúvos, 28 católicos, 23 cursaram o ensino fundamental incompleto, 46 aposentados e 37 recebem até 1 salário mínimo, 16 tem hipertensão arterial, 37 residem nas instituições referidas no tempo de 0 a 5 anos, 34 declararam não realizar atividade nas instituições pesquisadas e 24 recebem visitas de familiares. No Experimento 1, 14 idosos atribuíram o valor 10 para a intensidade da dor percebida na última semana, sendo a média aritmética de 7,02±2,74 pontos; 28 relataram sentir dor no momento da entrevista e 32 não haver horário específico, sendo as regiões mais afetadas os membros inferiores e a região dorsal. No Experimento 2, no método de estimação de categorias, o descritor de dor de maior atribuição foi "dolorosa" e o de menor foi "desastrosa". No método de estimação de postos, o descritor de dor de maior atribuição foi "desastrosa" e o de menor atribuição foi "dolorosa". No Experimento 3, foram identificadas unidades temáticas como "percepção quanto ao tempo", "dimensão da dor", "estratégias de enfrentamento", "causas relacionadas à dor", "percepção da situação atual" e "outras percepções". No Experimento 4, observou-se que 33 idosos responderam à Escala de Depressão Geriátrica (EDG) - 15 pontos - e obtiveram um escore de 5 ou mais pontos podendo sugerir episódio de depressão, ao passo que 13 obtiveram um escore abaixo de 5 pontos, não sugerindo episódio de depressão
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 15.12.2011
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      PELEGRIN, Andressa Karina Amaral Plá; SOUSA, Fátima Aparecida Emm Faleiros. Avaliação e mensuração da dor no envelhecimento: instituições de longa permanência. 2011.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2011. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/22/22132/tde-19012012-103800/ >.
    • APA

      Pelegrin, A. K. A. P., & Sousa, F. A. E. F. (2011). Avaliação e mensuração da dor no envelhecimento: instituições de longa permanência. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/22/22132/tde-19012012-103800/
    • NLM

      Pelegrin AKAP, Sousa FAEF. Avaliação e mensuração da dor no envelhecimento: instituições de longa permanência [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/22/22132/tde-19012012-103800/
    • Vancouver

      Pelegrin AKAP, Sousa FAEF. Avaliação e mensuração da dor no envelhecimento: instituições de longa permanência [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/22/22132/tde-19012012-103800/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021