Exportar registro bibliográfico

Ecologia populacional do bagre cego de Iporanga, Pimelodella kronei (Siluriformes: Heptateridae), do Vale do Alto Ribeira, Iporanga - SP: uma comparação com Trajano, 1987 (2011)

  • Authors:
  • Autor USP: GUIL, ANA LUIZA FEIGOL - IB
  • Unidade: IB
  • Sigla do Departamento: BIZ
  • Subjects: PEIXES DE CAVERNAS; BAGRE; SILURIFORMES; ECOLOGIA DE POPULAÇÕES
  • Language: Português
  • Abstract: O bagre cego de Iporanga, Pimelodella kronei, da região do Parque Estadual Turístico do Alto Ribeira-PETAR, SP, foi o primeiro peixe troglóbio descoberto e descrito no Brasil e um dos mais estudados até hoje. Populações de bagres cegos atribuídas a essa espécie foram encontradas, até o momento, em cavernas do Sistema das Areias (Areias de Cima - localidade-tipo e abrigando a maior população conhecida -, Areias de Baixo e Ressurgência das Areias da Água Quente, esta aparentemente com uma população periférica), na Caverna Córrego Seco, na Ressurgência de Bombas e em cavernas do Sistema Alambari (caverna Alambari de Cima - população aparentemente extinta -, e Abismo do Gurutuva). Os bagres cegos do Sistema Areias foram excessivamente coletados na década de 1970, o que teria provocado um declínio populacional acentuado, registrado por Trajano (1987) 10 anos mais tarde. O presente estudo aborda a ecologia de P. kronei, com ênfase na população das Areias, utilizando métodos comparáveis aos de Trajano (op. cit.), para fins de monitoramento. Os aspectos analisados nas Areias foram: tamanho da população, crescimento individual e deslocamentos no habitat, a partir de marcação e recaptura individual; estrutura da população em termos de distribuição das freqüências de tamanhos (comprimento-padrão), peso e fator de condição (isométrico e alométrico); troglomorfismos (graus de redução de olhos e de pigmentação melânica). Complementarmente, exemplares das Areias, Bombas, Córrego Seco eGurutuva foram comparados quanto à morfometria. A população de P. kronei das Areias mostrou evidências de estabilidade através da recuperação da estrutura de peso e comprimento-padrão. Assim como observado para outras espécies de siluriformes troglóbios, o crescimento individual é altamente heterogêneo, com casos de crescimento negativo. Os parâmetros da equação de Von Bertallanfy revelaram valores superiores aos de Trajano (1987), resultando em uma longevidade média de 15-20 anos. Os bagres estudados na Areias de Cima mostraram tendência de deslocamentos rio acima, em direção ao ponto mais distal no Córrego Grande (mais próximo à entrada de alimento externo), provavelmente para alimentação e reprodução. É possível que existam diferenças entre a população de Bombas e as demais localidades, sendo necessária uma investigação mais aprofundada, com métodos mais discriminatórios
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 20.09.2011
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      GUIL, Ana Luiza Feigol; TRAJANO, Eleonora. Ecologia populacional do bagre cego de Iporanga, Pimelodella kronei (Siluriformes: Heptateridae), do Vale do Alto Ribeira, Iporanga - SP: uma comparação com Trajano, 1987. 2011.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2011. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/41/41133/tde-18012012-153632/ >.
    • APA

      Guil, A. L. F., & Trajano, E. (2011). Ecologia populacional do bagre cego de Iporanga, Pimelodella kronei (Siluriformes: Heptateridae), do Vale do Alto Ribeira, Iporanga - SP: uma comparação com Trajano, 1987. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/41/41133/tde-18012012-153632/
    • NLM

      Guil ALF, Trajano E. Ecologia populacional do bagre cego de Iporanga, Pimelodella kronei (Siluriformes: Heptateridae), do Vale do Alto Ribeira, Iporanga - SP: uma comparação com Trajano, 1987 [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/41/41133/tde-18012012-153632/
    • Vancouver

      Guil ALF, Trajano E. Ecologia populacional do bagre cego de Iporanga, Pimelodella kronei (Siluriformes: Heptateridae), do Vale do Alto Ribeira, Iporanga - SP: uma comparação com Trajano, 1987 [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/41/41133/tde-18012012-153632/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021