Exportar registro bibliográfico

N-metil-3,4 metilenodioximetanfetamina (MDMA - Ecstasy) diminui a resposta imune inata e a resistência à Listeria monocytogenes: papel do eixo HPA e do sistema nervoso simpático (2011)

  • Authors:
  • USP affiliated author: PAULA, VIVIANE FERRAZ DE - IP
  • School: IP
  • Sigla do Departamento: PSE
  • Subjects: NEUROIMUNOMODULAÇÃO; NEUTRÓFILOS; SISTEMA NERVOSO SIMPÁTICO; INFECÇÃO EXPERIMENTAL ANIMAL; FÁRMACOS
  • Keywords: Êcstasy (Droga); Sistema hipófise-suprarrenal
  • Language: Português
  • Abstract: Ecstasy é o nome popular do 3,4-metilenodioximetanfetamina (MDMA), uma droga de abuso utilizada por adultos jovens. Diversos relatos têm mostrado existência de correlações positivas entre o abuso do Ecstasy e o aparecimento de doenças infecciosas. Muitos estudos em modelos animais mostram que o MDMA induz alterações de imunidade inata e adquirida; entretanto pouco se sabe sobre os mecanismos pelos quais estes efeitos ocorrem. Desta forma, buscamos neste trabalho os mecanismos neuroimunes pelos quais o MDMA diminui a atividade de neutrófilos e altera a distribuição de leucócitos nos diferentes compartimentos imunes. Além disso, avaliamos se os efeitos induzidos pelo MDMA afetam a resposta a uma infecção experimental induzida por Listeria monocytogenes. Nossos resultados mostram que 60 minutos após a administração de MDMA na dose 10mg/kg, houve 1) diminuição do burst oxidativo de neutrófilos induzido por SAPI e PMA e, também, da porcentagem e da intensidade da fagocitose dos neutrófilos sanguíneos; 2) diminuição da celularidade total da medula óssea e aumento da mesma no baço, além de diminuição do peso relativo do baço; 3) aumento na porcentagem de neutrófilos e diminuição na porcentagem de linfócitos sanguíneos; e 4) diminuição da expressão de NFB de neutrófilos sanguíneos. O tratamento com metirapona ou RU-486 prévio ao tratamento com MDMA foi capaz de inibir 5) os efeitos observados em todos os parâmetros avaliados na diminuição da atividade de neutrófilos; 6) asalterações das porcentagens de neutrófilos e linfócitos sanguíneos e 7) a diminuição da expressão de NFB. Observamos, ainda, que o tratamento com 6-OHDA ou ICI-118,551 prévio ao tratamento com MDMA 8) não foram capazes de inibir os efeitos induzidos pelo MDMA na atividade de neutrófilos e na contagem diferencial de leucócitos sanguíneos; no entanto, 9) preveniram as alterações de celularidade induzidas por MDMA na medula óssea e no baço, e 10) a diminuição do peso relativo do baço. Por fim, observamos em um modelo de infecção experimental por LM que o MDMA 11) induziu mielosupressão (diminuição do CFU na medula óssea e aumento no baço); 12) diminuiu o número de leucócitos sanguíneos e a celularidade da medula óssea; 13) aumentou a celularidade do baço; 14) diminuiu a produção de citocinas pró-inflamatórias (IL-12p70, TNF, IFN-, IL-6) e quimiocina (MCP-1) nas primeiras 24 h; e 15) aumentou a produção das mesmas citocinas e quimiocina após 72 h da indução da infecção. Desta forma, concluímos que os efeitos induzidos pelo MDMA sobre a atividade de neutrófilos foram provavelmente mediados pela diminuição da expressão de NFB induzido pela ação da corticosterona e que a corticosterona, também está envolvida com as alterações na contagem diferencial de neutrófilos e linfócitos. As catecolaminas periféricas responderam pelas alterações na distribuição de leucócitos entre baço e medula óssea, e diminuição do peso relativo do baço. Além disso, o MDMA pode ser considerado uma drogaimunossupressora visto que diminuiu a resistência a uma infecção por LM por mecanismos neuroimunes
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 12.09.2011
  • Online source access
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      PAULA, Viviane Ferraz de; PALERMO NETO, João. N-metil-3,4 metilenodioximetanfetamina (MDMA - Ecstasy) diminui a resposta imune inata e a resistência à Listeria monocytogenes: papel do eixo HPA e do sistema nervoso simpático. 2011.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2011. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/47/47135/tde-28112011-095129/ >.
    • APA

      Paula, V. F. de, & Palermo Neto, J. (2011). N-metil-3,4 metilenodioximetanfetamina (MDMA - Ecstasy) diminui a resposta imune inata e a resistência à Listeria monocytogenes: papel do eixo HPA e do sistema nervoso simpático. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/47/47135/tde-28112011-095129/
    • NLM

      Paula VF de, Palermo Neto J. N-metil-3,4 metilenodioximetanfetamina (MDMA - Ecstasy) diminui a resposta imune inata e a resistência à Listeria monocytogenes: papel do eixo HPA e do sistema nervoso simpático [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/47/47135/tde-28112011-095129/
    • Vancouver

      Paula VF de, Palermo Neto J. N-metil-3,4 metilenodioximetanfetamina (MDMA - Ecstasy) diminui a resposta imune inata e a resistência à Listeria monocytogenes: papel do eixo HPA e do sistema nervoso simpático [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/47/47135/tde-28112011-095129/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2022