Exportar registro bibliográfico

Frequência da gastrite focal em pacientes com doença inflamatória intestinal e sua relação com infecção pelo Helicobacter pylori (2011)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: MILANI, LUCIANE REIS - FM
  • Unidades: FM
  • Sigla do Departamento: MGT
  • Subjects: ENTEROPATIAS; DOENÇA DE CROHN; COLITE ULCERATIVA; INFECÇÕES BACTERIANAS GRAM-NEGATIVAS
  • Keywords: Colite ulcerativa; Crohns disease; Doenças inflamatórias intestinais; Focally enhanced gastritis; Gastrite focal; Helicobacter pylori; Inflammatory bowel disease; Ulcerative colitis
  • Language: Português
  • Abstract: Introdução: O envolvimento gastroduodenal pode ocorrer na doença de Crohn (DC). Seu diagnóstico histológico definitivo é habitualmente realizado através da demonstração do granuloma não caseoso. O achado de gastrite focal H. pylori negativa em biopsias gástricas de pacientes com DC ileal e/ou colônica, apesar de não ser específico, também sugere o envolvimento da doença neste segmento. Objetivos: avaliar a frequência da gastrite focal em pacientes com DC comparada à de pacientes com retocolite ulcerativa (RCU) e controles, assim como as frequências da infecção pelo H. pylori nessas populações e correlacioná-las com a presença de gastrite focal; avaliar a capacidade da imunohistoquímica em diferenciar a gastrite focal nos três grupos; avaliar as associações entre dados demográficos, aspectos clínicos, laboratoriais, uso de medicamentos, presença de sintomas do trato gastrintestinal (TGI) superior e achados endoscópicos com presença de gastrite focal em pacientes com doença inflamatória intestinal (DII); e avaliar a associação entre uso de medicamentos nesses pacientes e infecção pelo H. pylori. Métodos: Foram estudados 62 pacientes com DC, 35 pacientes com RCU e 40 pacientes controles. Todos foram submetidos à endoscopia digestiva alta (EDA) com biopsias para o teste da urease, exame histológico e imunohistoquímico. Resultados: Dos 137 pacientes estudados foram excluídos dois pacientes com DC e um com RCU. Não houve diferença estatisticamente significante entre os grupos com relação à idade (p=0,921) e sexo (p=0,192). A maioria dos pacientes com DC estava em remissão clínica (75%). Cerca de 80% dos pacientes com DC faziam uso de azatioprina. H. pylori foi positivo em 18/60 (30%) pacientes com DC, 12/34 (35%) na RCU e 20/40 (50%) no grupo controle sem diferença estatisticamente significante entre os grupos (p=0,131). Não foram observadas associações estatisticamente significantes entre uso demedicamentos e infecção pelo H. pylori nos pacientes com DII. A gastrite focal H. pylori negativa foi diagnosticada em 7/42 (16,7%) na DC, 3/22 (13,6%) na RCU e 2/20 (10%) no grupo controle, sem diferença estatisticamente significante entre eles (p=0,919). A gastrite focal H. pylori positiva foi diagnosticada em 2/18 (11%) na DC, 3/12 (25%) na RCU e 7/20 (35%) no grupo controle, sem diferença estatisticamente significante (p=0,213). Não foram observadas associações estatisticamente significantes entre características clínicas, laboratoriais, uso de medicamentos, sintomas do TGI superior, achados endoscópicos e gastrite focal. No entanto, foi observado que o uso de azatioprina nos pacientes com DC H. pylori negativos apresentou uma tendência a reduzir a gastrite focal. A imunohistoquímica da gastrite focal dos pacientes com DC e RCU H. pylori negativos foi semelhante e diferiu do grupo controle por este apresentar um maior acúmulo de linfócitos B (CD20). Já a imunohistoquímica da gastrite focal dos pacientes com DC, RCU e controles H. pylori positivos foi indistinguível. Conclusões: Pacientes com DII tendem a ser menos infectados pela bactéria H. pylori. A frequência de gastrite focal H. pylori negativa diagnosticada em nosso estudo foi menor do que a descrita na literatura. O uso de imunossupressor (azatioprina) pode estar relacionado com tal achado
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 20.09.2011

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MILANI, Luciane Reis; DAMIÃO, Aderson Omar Mourão Cintra. Frequência da gastrite focal em pacientes com doença inflamatória intestinal e sua relação com infecção pelo Helicobacter pylori. 2011.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2011. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5147/tde-07122011-130937/ >.
    • APA

      Milani, L. R., & Damião, A. O. M. C. (2011). Frequência da gastrite focal em pacientes com doença inflamatória intestinal e sua relação com infecção pelo Helicobacter pylori. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5147/tde-07122011-130937/
    • NLM

      Milani LR, Damião AOMC. Frequência da gastrite focal em pacientes com doença inflamatória intestinal e sua relação com infecção pelo Helicobacter pylori [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5147/tde-07122011-130937/
    • Vancouver

      Milani LR, Damião AOMC. Frequência da gastrite focal em pacientes com doença inflamatória intestinal e sua relação com infecção pelo Helicobacter pylori [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5147/tde-07122011-130937/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020