Exportar registro bibliográfico

Estratégia terapêutica após contusão da medula espinhal: recuperação funcional e estabilidade cortical sensório-motora (2011)

  • Authors:
  • Autor USP: MIRANDA, TAISA AMOROSO BORTOLATO - FM
  • Unidade: FM
  • Sigla do Departamento: MCM
  • Subjects: MEDULA ESPINHAL (LESÕES); DOR; REABILITAÇÃO; CÓRTEX SOMATOSENSORIAL; CÓRTEX MOTOR
  • Keywords: Córtex motor; Córtex somatossensorial; Dor; Lesão medular; Motor cortex; Pain; Reabilitação; Recuperação motora e sensorial; Rehabilitation; Sensorial cortex; Sensory and motor recovery; Spinal cord injury
  • Language: Português
  • Abstract: A lesão medular (LM) promove uma condição devastadora que resulta em déficits sensorial e motor, impedindo o desempenho funcional do indivíduo. Modelos experimentais de lesão medular têm sido utilizados na investigação do funcionamento do sistema sensório-motor e da reorganização promovida por meio de tratamentos, podendo corroborar com aplicações clínicas atuais e futuras. Este trabalho tem como objetivos verificar a recuperação funcional e a dinâmica da reorganização cortical do sistema sensório-motor de ratos Wistar lesados medulares submetidos a treinamento motor. 17 ratos foram divididos aleatoriamente em três grupos: treinado (n = 6), controle (n = 7) e sham (n = 4). Todos os animais receberam um implante de matriz de 32 micro-elétrodos no córtex sensório-motor. Os animais do grupo treinado e controle foram submetidos à LM contusa e os do grupo sham somente ao procedimento cirúrgico sem a LM. Foram realizadas as avaliações comportamentais motoras, de dor neuropática (alodínea e hiperalgesia mecânica), de dor térmica e eletrofisiológica antes da LM e nos 1º, 3º, 5º, 7º, 14º, 21º, 28º, 35º, 42º, 49º e 56º dias pós-operatórios (dPO) da lesão. O grupo treinado realizou treinamento motor em uma esteira com velocidade controlada, tendo início no 5º dPO e foi realizado por 15 minutos, cinco vezes na semana até o final do experimento. Os outros dois grupos ficaram sem treinamento. No 57º dPO, os animais foram sacrificados, e as medulas espinhais e os encéfalos foram coletadospara análise histológica. Os resultados mostraram melhora motora significativa do grupo treinado em relação ao controle. Ao final do experimento, os animais treinados foram capazes de realizar passos plantares coordenados consistentes de forma independente. Ambos os grupos lesados apresentaram alodínea após a LM, mas somente o controle apresentou aumento da dor mecânica. Os dados eletrofisiológicos revelaram alterações na atividade cortical sensório-motora no 1º dPO e ao longo do tempo. Foi identificado que o aumento da potência da banda beta contribuiu para a melhora motora do grupo treinado e o aumento da potência delta contribuiu para a recuperação motora limitada do grupo controle. Na análise histológica os grupos não diferiram em relação ao tamanho da lesão, mas foi identificada uma diminuição significativa dos neurônios do corno ventral da medula espinhal, no segmento caudal à lesão para os animais controles. O treinamento na esteira potencializou a recuperação funcional e parece ter facilitado a reorganização do córtex sensório-motor após a lesão. Esses resultados podem servir de base para futuras aplicações clínicas em pacientes lesados medulares
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 18.08.2011
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MIRANDA, Taisa Amoroso Bortolato; VALLE, Angela Cristina do. Estratégia terapêutica após contusão da medula espinhal: recuperação funcional e estabilidade cortical sensório-motora. 2011.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2011. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5160/tde-01122011-192938/ >.
    • APA

      Miranda, T. A. B., & Valle, A. C. do. (2011). Estratégia terapêutica após contusão da medula espinhal: recuperação funcional e estabilidade cortical sensório-motora. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5160/tde-01122011-192938/
    • NLM

      Miranda TAB, Valle AC do. Estratégia terapêutica após contusão da medula espinhal: recuperação funcional e estabilidade cortical sensório-motora [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5160/tde-01122011-192938/
    • Vancouver

      Miranda TAB, Valle AC do. Estratégia terapêutica após contusão da medula espinhal: recuperação funcional e estabilidade cortical sensório-motora [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5160/tde-01122011-192938/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021