Exportar registro bibliográfico

Estudo do canal incisivo da mandíbula por meio da tomografia volumétrica (2011)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: IMADA, THAÍS SUMIE NOZU - FOB
  • Unidades: FOB
  • Sigla do Departamento: BAE
  • Subjects: NERVO MANDIBULAR (ANATOMIA); TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA POR RAIOS X; RADIOGRAFIA PANORÂMICA
  • Language: Português
  • Abstract: Considerada uma área segura, a região anterior da mandíbula, entre os forames mentuais, abriga muitas estruturas vitais e é passível de muitas intervenções cirúrgicas como colocação de implantes osseointegrados e alguns procedimentos da Cirurgia Ortognática. O Canal Incisivo (CI) é um importante reparo anatômico localizado nessa região e é muitas vezes desconsiderado e nesses casos pode acarretar complicações cirúrgicas. O planejamento radiográfico é um dos mais importantes aspectos pré-cirúrgicos para que não haja injúria dessas importantes estruturas, entretanto, as radiografias convencionais usadas atualmente (intraorais e panorâmica) apresentam uma grande limitação no que se trata da interpretação do CI. A Tomografia Computadorizada Volumétrica de Feixe Cônico (TCFC) oferece a obtenção da imagem do canal incisivo em três dimensões permitindo um completo estudo do seu trajeto e morfologia. Objetivo: Estabelecer as taxas de visibilidade, o comprimento, a localização, o diâmetro e o curso do CI por meio da TCFC e Panorâmica Digital. Material e Métodos: O grupo de estudo consistiu em 100 exames de mandíbula de pacientes adultos realizados por meio da TCFC com protocolo de aquisição padronizado e Panorâmica Digital dos mesmos pacientes obtidos dos arquivos de imagem do Departamento de Estomatologia da Faculdade de Odontologia de Bauru. As imagens foram obtidas pelo dispositivo i-CAT Classic e analisadas pelo i-CAT Vision software em sala adequada. As taxas de visibilidade do CI nas reformatações panorâmicas, digitais e coronais, seu comprimento e localização foram analisando bilateralmente a partir dos forames mentuais até a linha média mandibular. Posteriormente foi feita uma comparação da visibilidade do CI com a radiografia panorâmica digital dos mesmos pacientes. Resultados: Na Panorâmica Digital a visualização do CI foi em (Continua)(Continuação) média de 20,5% enquanto que na reformatação panorâmica da TCFC a visibilidade foi em torno de 45%. O teste McNemar mostrou diferença estatística significante entre os métodos de aquisição de imagens, indicando a superioridade da TCFC sobre a Panorâmica Digital para a visualização do CI. Na Reformatação Parassagital, a média da visualização do CI foi na área pós-forame de 42%, na região de caninos de 28,5%, na região de incisivos laterais de 11,5% e na região de incisivos centrais foi de 4%. Na Reformatação Coronal, esses valores foram de 68%, 44%, 22% e 9% respectivamente, nas diferentes regiões. A média do comprimento visível do CI a partir do forame mentual foi de 9,2mm nas diferentes reformatações panorâmicas da TCFC. As distâncias médias da reformatação parassagital do CI à base da mandíbula foi de 10,10mm, CI ao ápice dental foi de 8,34mm, do CI ao rebordo alveolar foi de 12,88mm do C a tábua óssea vestibular foi de 4,04mm e do CI à tábua lingual foi de 5,21mm. A trajetória do CI foi de vestibular para lingual e descendente. Não foram encontradas diferenças estatísticas entre a visibilidade do CI em relação e o lado, idade e gênero do paciente. A trajetória do CI foi descendente de vestibular para lingual. Conclusão: A superioridade da TCFC em detectar o CI na região anterior da mandíbula, torna esta modalidade de exame imprescindível na avaliação pré-operatória para procedimentos cirúrgicos desta região.
  • Imprenta:
    • Place of publication: Bauru
    • Date published: 2011
  • Data da defesa: 23.05.2011

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      IMADA, Thaís Sumie Nozu; RUBIRA-BULLEN, Izabel Regina Fischer. Estudo do canal incisivo da mandíbula por meio da tomografia volumétrica. 2011.Universidade de São Paulo, Bauru, 2011. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/25/25149/tde-27092011-102727/publico/ThaisSumieNozuImada.pdf >.
    • APA

      Imada, T. S. N., & Rubira-Bullen, I. R. F. (2011). Estudo do canal incisivo da mandíbula por meio da tomografia volumétrica. Universidade de São Paulo, Bauru. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/25/25149/tde-27092011-102727/publico/ThaisSumieNozuImada.pdf
    • NLM

      Imada TSN, Rubira-Bullen IRF. Estudo do canal incisivo da mandíbula por meio da tomografia volumétrica [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/25/25149/tde-27092011-102727/publico/ThaisSumieNozuImada.pdf
    • Vancouver

      Imada TSN, Rubira-Bullen IRF. Estudo do canal incisivo da mandíbula por meio da tomografia volumétrica [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/25/25149/tde-27092011-102727/publico/ThaisSumieNozuImada.pdf

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020