Exportar registro bibliográfico

Perfil da expressão imunoistoquímica de HER-2, NF-κB e IKKα em câncer de colo uterino tratado com radioterapia (2011)

  • Authors:
  • USP affiliated author: BAIOCCHI NETO, GLAUCO - FM
  • School: FM
  • Sigla do Departamento: MDR
  • Subjects: NEOPLASIAS DO COLO UTERINO; PROGNÓSTICO; IMUNOHISTOQUÍMICA; RADIOTERAPIA
  • Keywords: Immunohistochemistry; Neoplasias do colo do útero; NF-kappa B; NF-kappa B; Prognosis; Radiotherapy; Receptor erbB-2; Receptor erbB-2; Uterine cervical neoplasms
  • Language: Português
  • Abstract: INTRODUÇÃO: O tratamento padrão do câncer do colo uterino é a histerectomia radical para doença inicial e quimio-radioterapia para doença avançada. A radioterapia após a histerectomia radical tem impacto em ganho de sobrevida caso hajam fatores de risco histopatológicos para recidiva. Portanto, a busca de marcadores preditores de radiossensibilidade torna-se importante para a individualização do planejamento terapêutico. O HER-2/ErbB-2 faz parte da família de proteínas ErbB que formam um grupo de receptores de membrana e tem um papel crítico no controle de diversas funções celulares básicas como diferenciação, proliferação, migração e sobrevida celular. A ação do NF-B na carcinogênese pode ocorrer através da regulação da apoptose e controle do ciclo celular. Para ativação do NF-B é necessário a enzima quinase IKK e a atividade do NF-B foi relacionada com resistência tumoral a quimioterapia e radioterapia. A via PI3K/Akt mediada pela hiperexpressão de HER-2 pode estar envolvida na ativação do NF-B. Os objetivos foram: a) avaliar os padrões de expressão imunoistoquímica de HER-2, NF-B-p65, NF-B-p50 e IKK em pacientes portadores de câncer do colo uterino submetidos à radioterapia; b) avaliar o status do gene HER2 através de FISH; c) avaliar o papel da expressão imunoistoquímica de NF-B-p65, NF-B-p50, IKK e HER-2 como fator prognóstico para sobrevida livre de doença e sobrevida global. MATERIAIS E MÉTODOS: Trata-se de estudo retrospectivo que avaliou uma série de 32 pacientes portadores de câncer do colo do útero submetidos a tratamento com radioterapia seguido de histerectomia no período de janeiro de 1992 a junho de 2001. RESULTADOS: A idade mediana foi 45 anos (22-67). Um paciente apresentava-se no estádio IB2 (FIGO) e 31 (96,9%) estádio IIB. Todos os pacientes foram submetidos à teleterapia e braquiterapia com alta taxa de dose com caráter neoadjuvante à histerectomia radical (HR). Dezesseis (50%)pacientes apresentaram doença residual após radioterapia. O tempo de seguimento mediano foi de 73,5 meses. A sobrevida global da amostra foi de 66,5% em 5 anos. As expressões imunoistoquímicas de NF-B-p65 e NF-B-p50 em citoplasma nos tumores primários foram encontradas em respectivamente 90,6% e 96,9% dos casos. As expressões de NF-B-p65 e NF-B-p50 em núcleo nos tumores primários 59,4% dos casos em ambos. As expressões de NF-B-p65 e NF-B-p50 em citoplasma nos tumores residuais após tratamento com radioterapia foram encontradas 50% dos casos em ambos. A expressão em núcleo de NF-B-p50 nos tumores residuais após tratamento com radioterapia foi encontrada em 75% dos casos. Não houve expressão em núcleo de NF-B-p65 nos tumores residuais. A expressão imunoistoquímica de HER-2 nos tumores primários foi de encontrada em 21,9% dos casos. Não houve expressão imunoistoquímica de HER-2 nos tumores residuais do colo uterino. A amplificação gênica de HER-2 nos tumores primários foi encontrada em 1 (3,1%) caso. Não houve expressão imunoistoquímica de IKK nos tumores primários ou residuais. As expressões imunoistoquímicas de HER-2, NF-B-p65 e NF-B-p50 não se correlacionaram com a resposta ao tratamento radioterápico pré-operatório. As expressões imunoistoquímicas positivas de NF-B-p65, NF-B-p50, IKK e HER-2 não se associaram a piores taxas de sobrevida livre de doença e sobrevida global. CONCLUSÕES: Nossos dados sugerem que as expressões imunoistoquímicas de NF-B e HER-2 não são capazes de predizer resposta à radioterapia e não estão relacionadas com pior prognóstico. O NF-B parece ser constitutivamente ativado no câncer do colo uterino
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 11.11.2011
  • Online source access
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      BAIOCCHI NETO, Glauco; LOPES, Ademar. Perfil da expressão imunoistoquímica de HER-2, NF-κB e IKKα em câncer de colo uterino tratado com radioterapia. 2011.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2011. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5155/tde-24112011-154630/ >.
    • APA

      Baiocchi Neto, G., & Lopes, A. (2011). Perfil da expressão imunoistoquímica de HER-2, NF-κB e IKKα em câncer de colo uterino tratado com radioterapia. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5155/tde-24112011-154630/
    • NLM

      Baiocchi Neto G, Lopes A. Perfil da expressão imunoistoquímica de HER-2, NF-κB e IKKα em câncer de colo uterino tratado com radioterapia [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5155/tde-24112011-154630/
    • Vancouver

      Baiocchi Neto G, Lopes A. Perfil da expressão imunoistoquímica de HER-2, NF-κB e IKKα em câncer de colo uterino tratado com radioterapia [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5155/tde-24112011-154630/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020