Exportar registro bibliográfico

Sob o signo de Caim: o uso da Bíblia por Machado de Assis (2011)

  • Authors:
  • Autor USP: PROENÇA, PAULO SERGIO DE - FFLCH
  • Unidade: FFLCH
  • Sigla do Departamento: FLL
  • Subjects: LITERATURA BRASILEIRA (INFLUÊNCIAS); BÍBLIA; SEMIÓTICA
  • Language: Português
  • Abstract: reinterpretação de temas caros aos seres humanos. Isso é feito com liberdade de quem tem elevado tino ficcional. Machado joga com palavras e expressões, torce, retorce e distorce sequências linguísticas e narrativas para, dando a elas um lustro diferente, projetar novos e relevantes sentidos. Machado, além de temas bíblicos, serve-se de personagens e eventos diversos, de forma livre, para ressiginificá-los, quase sempre em dissonância com a tradição religiosa e teológica. O amparo teórico bakhtiniano e a noção de contrato semiótico ajustam-se à análise desse diálogo frutífero com as fontes bíblicas, sob a motivação estética da crise da representação presente nos escritos machadianosPropõe-se, neste trabalho, averiguar o papel que os escritos bíblicos desempenham na construção e na sustentação das principais ênfases da obra de Machado de Assis. Dois princípios constituem o guia teórico desta investigação. O primeiro refere-se à noção bakhtiniana de polifonia e a seus desdobramentos, constantes nos termos intertextualidade e interdiscursividade. A noção de contrato semiótico (Fiorin, 2003) é o segundo. Conceitos auxiliares serão pontualmente utilizados, como o de sátira menipeia, que terá base em autores como Griffin (2005), Sá Rego (1989) e Óliver (2008). A juventude de Machado caracterizou-se por uma atividade liberal de razoável envergadura. Charles Ribeyrolles e Renan foram influências decisivas para a consolidação dessas convicções. Essa tendência destaca a presença da Bíblia, evocada como fonte dos princípios que defendia. A portentosa obra de ficção, desde suas primeiras manifestações, testemunha grande fascínio pela Escritura, sob diversas formas. Uma delas foi a retomada de mitos bíblicos, que servem de vínculo para aproximação entre os eventos originários e os acontecimentos comezinhos do dia a dia em que ocorre ressignificação das narrativas míticas. Esse olhar para o passado, guiado pela Bíblia, ajusta-se à ênfase machadiana na eterna mesmice do drama humano. Temas sapienciais aparecem invariavelmente diluídos nos escritos machadianos. A sabedoria tem seu lugar de destaque, com Eclesiastes e Jó. Também os escritos bíblicos são aplicados à
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 24.05.2011
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      PROENÇA, Paulo Sergio de; BLIKSTEIN, Izidoro. Sob o signo de Caim: o uso da Bíblia por Machado de Assis. 2011.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2011. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8139/tde-21102011-084130/ >.
    • APA

      Proença, P. S. de, & Blikstein, I. (2011). Sob o signo de Caim: o uso da Bíblia por Machado de Assis. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8139/tde-21102011-084130/
    • NLM

      Proença PS de, Blikstein I. Sob o signo de Caim: o uso da Bíblia por Machado de Assis [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8139/tde-21102011-084130/
    • Vancouver

      Proença PS de, Blikstein I. Sob o signo de Caim: o uso da Bíblia por Machado de Assis [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8139/tde-21102011-084130/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021