Exportar registro bibliográfico

Análise da expressão de moléculas de adesão no carcinoma urotelial do trato urinário superior: implicações prognósticas (2011)

  • Authors:
  • Autor USP: MOSCONI NETO, ALCIDES - FM
  • Unidade: FM
  • Sigla do Departamento: MCG
  • Subjects: MOLÉCULAS DE ADESÃO CELULAR; CARCINOMA; NEOPLASIAS UROLÓGICAS; PROGNÓSTICO
  • Keywords: Carcinoma urotelial do trato urinário superior; Cell adhesion molecules; Prognosis; Urological neoplasias; Urothelial carcinoma of upper urinary tract
  • Language: Português
  • Abstract: Introdução: As moléculas de adesão celular (MAC) participam da interação entre o epitélio e a matriz extracelular (MEC) que são importantes para o desenvolvimento normal da célula. Alguns estudos têm revelado que alterações na expressão das MAC têm implicações no processo de carcinogênese. Nosso objetivo foi estudar a influencia da expressão da E-caderina e cateninas por imuno-histoquímica (IH) na previsão prognóstica de pacientes com carcinoma urotelial do trato urinário superior submetidos à cirurgia. Material e métodos: Avaliamos os espécimes de 20 pacientes com carcinoma urotelial da pelve renal e ureter tratados com nefroureterectomia ou ureterectomia com intenção curativa entre junho de 1997 e janeiro de 2007, todas realizadas pelo mesmo cirurgião (MS). A expressão das MAC foi avaliada através de IH pela técnica de microarranjo tecidual ou tissue microarray (TMA), e correlacionada com as características anatomopatológicas do tumor e sobrevida dos pacientes Resultados: Observamos uma relação entre a expressão de E-caderina com a recidiva da doença. Dos tumores com expressão forte de E-caderina, 85,7% sofreram recidiva contra 50,0% daqueles com moderada expressão (p=0,014). Também houve diferença na sobrevida livre de doença, sendo que aqueles com expressão forte evidenciaram media de sobrevida livre de doença de 49,1 meses, enquanto aqueles com expressão moderada ou ausente sofreram média de 83,9 meses (p=0,011). A ausência de expressão de -catenina se relacionou com maior frequência de tumores com mais de 3cm (p=0,003). Conclusões: Demonstramos que a imuno-expressão da E-caderina e - catenina estão relacionadas com recidiva e tamanho tumoral no carcinoma urotelial do trato urinário alto, podendo constituir novos marcadores prognósticos nessa neoplasia
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 01.07.2011
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MOSCONI NETO, Alcides; SROUGI, Miguel. Análise da expressão de moléculas de adesão no carcinoma urotelial do trato urinário superior: implicações prognósticas. 2011.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2011. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5153/tde-22092011-114152/ >.
    • APA

      Mosconi Neto, A., & Srougi, M. (2011). Análise da expressão de moléculas de adesão no carcinoma urotelial do trato urinário superior: implicações prognósticas. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5153/tde-22092011-114152/
    • NLM

      Mosconi Neto A, Srougi M. Análise da expressão de moléculas de adesão no carcinoma urotelial do trato urinário superior: implicações prognósticas [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5153/tde-22092011-114152/
    • Vancouver

      Mosconi Neto A, Srougi M. Análise da expressão de moléculas de adesão no carcinoma urotelial do trato urinário superior: implicações prognósticas [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5153/tde-22092011-114152/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021