Exportar registro bibliográfico

Classificação internacional de funcionalidade, incapacidade e saúde em pacientes usuários de implante coclear (2011)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: BEVILACQUA, MARIA CECILIA - FOB
  • Unidades: FOB
  • Subjects: IMPLANTE DA CÓCLEA; DEFICIÊNCIA AUDITIVA; QUALIDADE DE VIDA
  • Language: Português
  • Abstract: Introdução: Quando não tratada, a deficiência auditiva pode gerar um impacto profundo na qualidade de vida de um determinado indivíduo, dificultando suas interações sociais e familiares, reduzindo sua independência bem como as oportunidades de educação e emprego. Em crianças, a deficiência auditiva apresenta conseqüências ainda mais graves na medida em que dificulta ou até mesmo impede o desenvolvimento da linguagem oral, desenvolvimento acadêmico e social, comprometendo assim sua qualidade de vida. A Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde (CIF) é uma estrutura importante para avaliar indivíduos com deficiência auditiva. Na clínica, seu uso permite obter um perfil inicial dos pacientes, acompanhar a evolução dos mesmos, avaliar a abordagem terapêutica proposta e mensurar a incapacidade ocasionada pelo diferentes níveis de cada doença ou lesão, enfim, relacionar doenças à qualidade de vida do paciente. Objetivo: O presente estudo tem o objetivo de elaborar o perfil dos pacientes usuários de implante coclear a partir do contexto proposto pela Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde (CIF). Método: O estudo foi desenvolvido tendo como população alvo usuários de implante coclear regularmente acompanhados no pós-cirúrgico do CPA do HRAC/USP-Bauru. Trata-se de um estudo retrospectivo transversal, no qual, foram selecionados 30 prontuários aleatoriamente de pacientes na faixa etária de 3 a 18 anos de idade, de ambos os gêneros. Para caracterização dos pacientes na perspectiva proposta pela CIF, o instrumento foi elaborado por um grupo de pesquisadores do CPA a partir de especificidades da população estudada, ou seja, para deficientes auditivos. Dessa maneira, foi feita a seleção de códigos que pudessem descrever essa população em termos de Função do Corpo, Atividade e Participação e FatoresAmbientais. Para análise desses aspectos foram aplicados os qualificadores da CIF. Resultados: Os resultados quanto às funções de recepção e expressão da linguagem oral e habilidades auditivas se apresentaram bons para a maioria das crianças. Quanto aos resultados das atividades de leitura e escrita, muitos pacientes ainda apresentam dificuldades leves e graves, segundo as descrições dos prontuários. Algumas dificuldades foram encontradas no uso da CIF para a avaliação desses pacientes, pois para qualificar cada aspecto avaliado, foi necessário se basear nos resultados dos procedimentos realizados no último retorno e registros do prontuário, sendo que muitas vezes, as informações necessárias não estavam disponíveis, dificultando traçar o perfil dos pacientes, principalmente quantos aos aspectos sociais e educacionais. Dessa maneira, muitos códigos não foram qualificados. Avaliar outros aspectos da vida dos usuários de IC, além das habilidades auditivas e de linguagem, poderá melhorar as intervenções junto a essa população, melhorando os resultados a serem alcançados em todas as áreas da vida do individuo implantado. Conclusão: Pouco se conhece sobre a aplicação da CIF com a população deficiente auditiva, mas esse estudo permitiu verificar a aplicação e concluir que é necessário ampliar as avaliações na rotina clínica quanto aos seguintes aspectos dos usuários de IC: habilidades de leitura e escrita, voz, participação em atividades sociais e verificação dos fatores ambientais como a família imediata, família ampliada, amigos, profissionais da saúde e atitudes das pessoas.
  • Imprenta:
    • Place of publication: Bauru
    • Date published: 2011
  • Source:
    • Título do periódico: Anais
  • Conference title: Encontro Internacional de Audiologia

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MORETTIN, Marina; CARDOSO, M. R. A.; DELAMURA, A. M.; BEVILACQUA, Maria Cecília. Classificação internacional de funcionalidade, incapacidade e saúde em pacientes usuários de implante coclear. Anais.. Bauru: [s.n.], 2011.
    • APA

      Morettin, M., Cardoso, M. R. A., Delamura, A. M., & Bevilacqua, M. C. (2011). Classificação internacional de funcionalidade, incapacidade e saúde em pacientes usuários de implante coclear. In Anais. Bauru.
    • NLM

      Morettin M, Cardoso MRA, Delamura AM, Bevilacqua MC. Classificação internacional de funcionalidade, incapacidade e saúde em pacientes usuários de implante coclear. Anais. 2011 ;
    • Vancouver

      Morettin M, Cardoso MRA, Delamura AM, Bevilacqua MC. Classificação internacional de funcionalidade, incapacidade e saúde em pacientes usuários de implante coclear. Anais. 2011 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020