Exportar registro bibliográfico

Avanços em dispositivos eletrônicos implantáveis (2011)

  • Autor:
  • Autor USP: COSTA FILHO, OROZIMBO ALVES - FOB
  • Unidade: FOB
  • Subjects: PERDA AUDITIVA; PRÓTESES E IMPLANTES; IMPLANTE DA CÓCLEA
  • Language: Português
  • Abstract: Pacientes com perdas auditivas de grau moderado ou severo a profundo do tipo neurossesorial, mista ou condutiva, podem se beneficiar com a utilização de próteses cirurgicamente implantáveis. Os dispositivos auditivos implantáveis diferem pelo local de sua implantação e funcionamento, sendo desta forma subdivididos em: dispositivos implantáveis de orelha média, implante coclear e implante de tronco encefálico. Dentre os dispositivos implantáveis de orelha média, existem dois tipos: os com sensor piezoelétrico, como o totalmente implantável Esteem (da Envoy Medical); e os com sistema eletromagnético, como o semi-implantável Vibrant SoundBridge (da MedEl) e o totalmente implantável Carina (da Otologics). Por outro lado, o BAHA (Bone Anchored Hearing Aid), como os semi-implantáveis Baha (da Cochlear Co.) e o Ponto (da Oticon), fazem a estimulação da cóclea pela vibração óssea, uma vez que são implantados na mastóide. O dispostivo de condução por via óssea, fixado ao osso temporal por meio de osseointegração, é indicado para pacientes com agenesia de conduto auditivo externo, otites recorrentes, perda auditiva condutiva ou mista ou perda neurossensorial unilateral. Já o implante coclear, inserido na orelha interna, é um dispositivo eletrônico biocompatível e durável, que estimula eletricamente as fibras remanescentes do nervo auditivo. É indicado para pacientes, crianças e adultos, com perdas auditivas neurossensoriais de grau severo a profundo, que não se beneficiam com o uso do AASI (aparelho de amplificação sonora individual). Há a possibilidade de se realizar o implante híbrido, que possibilita a estimulação eletro-acústica para pacientes com perdas auditivas de grau leve a moderado nas frequências graves e de severo a profundo nas frequências agudas. Quanto ao implante de tronco encefálico, trata-se de um dispositivo posicionado diretamente(continua)(continuação) nos núcleos cocleares, estimulando-os eletricamente. É indicado para pacientes com cócleas totalmente ossificadas, agenesia do nervo auditivo ou com alterações do nervo coclear. Embora os resultados de percepção de fala sejam inferiores aos dos pacientes usuários de implante coclear, o implante de tronco encefálico possibilita a detecção de sons ambientais e melhora a habilidade de leitura orofacial. Em caráter ainda experimental, o implante de colículo inferior está sendo estudado na Alemanha.
  • Imprenta:
  • Source:
    • Título do periódico: Anais
  • Conference titles: Encontro Internacional de Audiologia

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      COSTA FILHO, Orozimbo Alves. Avanços em dispositivos eletrônicos implantáveis. Anais.. São Paulo: Academia Brasileira de Audiologia, 2011.
    • APA

      Costa Filho, O. A. (2011). Avanços em dispositivos eletrônicos implantáveis. In Anais. São Paulo: Academia Brasileira de Audiologia.
    • NLM

      Costa Filho OA. Avanços em dispositivos eletrônicos implantáveis. Anais. 2011 ;
    • Vancouver

      Costa Filho OA. Avanços em dispositivos eletrônicos implantáveis. Anais. 2011 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021