Exportar registro bibliográfico

Impacto da atenção farmacêutica no cuidado de pacientes portadores de diabete melito tipo 2 atendidos em hospital de nível terciário de atenção (2011)

  • Authors:
  • Autor USP: CANI, CATARINA GOMES - FM
  • Unidade: FM
  • Sigla do Departamento: MCM
  • Subjects: DIABETES MELLITUS; EDUCAÇÃO EM SAÚDE; AUTOCUIDADO; QUALIDADE DE VIDA
  • Language: Português
  • Abstract: O objetivo desse estudo foi avaliar o impacto da atenção farmacêutica em desfechos clínicos e na qualidade de vida de pacientes portadores de diabete melito tipo 2 (DM2) atendidos em um hospital de nível terciário de atenção à saúde. O estudo foi clínico controlado randomizado com 70 pacientes portadores de DM2, com mais de 45 anos, em uso de insulina e hemoglobina glicada (HbA1c) 8%. Os pacientes do grupo controle (GC) (n=36) receberam tratamento usual e os do grupo intervenção (GI) (n=34) receberam acompanhamento farmacoterapêutico individualizado e educação para o DM2. A amostra total foi composta principalmente por mulheres (61,4%), com uma média de idade aproximada de 61 anos e tempo de DM2 de cerca de 14 anos, sendo que os grupos eram homogêneos quanto a essas características (p>0,05). Após seis meses de intervenção, os conhecimentos sobre o diabetes e sobre os medicamentos aumentaram significativamente no GI, de 9,91±2,69 para 15,74±3,03 e de 4,47±0,84 para 6,58±1,29, respectivamente, ambos permanecendo inalterados no GC. A adesão ao tratamento farmacológico, para o GI, segundo o questionário Morisky-Green e o Questionário de Adesão a Medicamentos passou de 17,6% para 70,6% e de 29,4% para 52,9%, respectivamente (p<0,05), permanecendo inalterada no GC. Houve aumentos significativos na realização correta das técnicas de aplicação de insulina e de monitorização de glicemia capilar ao final após a intervenção. No início do estudo, a média de HbA1c era para o GC 9,61±1,38 e, para o GI 9,78±1,55 (p>0,05). Após a intervenção, a média de HbA1c do GI diminuiu significativamente para 9,21±1,41, o que não ocorreu para o GC (9,53±1,68) (p>0,05). Ao final do estudo houve melhora significativa da qualidade de vida relacionada ao diabete no GI enquanto que para o GC esse desfecho piorou significativamente. (Continua)(Continuação) A atenção farmacêutica resultou em melhora significativa de desfechos clínicos e humanísticos dos pacientes com DM2 após seis meses de intervenção
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 10.06.2011
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      CANI, Catarina Gomes; NERY, Márcia. Impacto da atenção farmacêutica no cuidado de pacientes portadores de diabete melito tipo 2 atendidos em hospital de nível terciário de atenção. 2011.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2011. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5135/tde-24082011-161031/ >.
    • APA

      Cani, C. G., & Nery, M. (2011). Impacto da atenção farmacêutica no cuidado de pacientes portadores de diabete melito tipo 2 atendidos em hospital de nível terciário de atenção. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5135/tde-24082011-161031/
    • NLM

      Cani CG, Nery M. Impacto da atenção farmacêutica no cuidado de pacientes portadores de diabete melito tipo 2 atendidos em hospital de nível terciário de atenção [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5135/tde-24082011-161031/
    • Vancouver

      Cani CG, Nery M. Impacto da atenção farmacêutica no cuidado de pacientes portadores de diabete melito tipo 2 atendidos em hospital de nível terciário de atenção [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5135/tde-24082011-161031/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021