Exportar registro bibliográfico

A representação social dos enfermeiros de serviços de urgência e emergência acerca da assistência aos usuários de álcool e outras drogas (2011)

  • Authors:
  • Autor USP: PRATES, JOSÉ GILBERTO - EE
  • Unidade: EE
  • Sigla do Departamento: ENP
  • Subjects: SERVIÇO HOSPITALAR DE EMERGÊNCIA; TRANSTORNOS RELACIONADOS AO USO DE SUBSTÂNCIAS (ENFERMAGEM); REFORMA PSIQUIÁTRICA
  • Language: Português
  • Abstract: Este estudo objetivou identificar e analisar a representação social dos enfermeiros de serviços de urgência e emergência acerca da assistência aos usuários de álcool e outras drogas. Foram realizadas quatorze entrevistas e para a análise dos discursos utilizou-se a abordagem qualitativa hermenêutica dialética, norteada pelos pressupostos teóricos da Reforma Psiquiátrica brasileira. A análise dos dados possibilitou a construção de quatro categorias empíricas: Assistência de Enfermagem, Processo Saúde-Doença, Estigma e Educação Permanente. Os resultados apontam que assistir um paciente intoxicado ou em abstinência é algo que perturba a rotina de atendimento nos serviços de urgência/emergência, demonstrando a falta de preparo e o receio por parte dos profissionais para lidar com estas situações, fato que afeta não somente o atendimento a este público, como também a captação e o encaminhamento destes indivíduos, posteriormente, para serviços especializados como o Centro de Atenção Psicossocial em álcool e outras drogas. A concepção dos entrevistados acerca dos usuários de substâncias psicoativas encontra-se apoiada no modelo moral, que traz embutido o conceito de anormalidade, evidenciando o preconceito e o estigma relacionado a este público, sendo este um dos principais desafios a ser superado ao atender esta população, de forma que não se reproduza os cuidados relacionados à psiquiatria tradicional. Sobretudo, quando o uso abusivo de substâncias psicoativas é visto, pelosenfermeiros, como uma patologia que pressupõe o predomínio das estruturas biológicas sobre as psicológicas e sociais, baseado na teoria da multicausalidade. Portanto, qualificar os profissionais de saúde para o atendimento de situações tão prevalentes, como o uso de álcool e outras drogas, deve fazer parte de um conjunto de ações dos serviços de saúde, visando maior qualidade nos atendimentos a esta população na rede de atenção à saúde
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 16.06.2011
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      PRATES, José Gilberto; OLIVEIRA, Marcia Aparecida Ferreira de. A representação social dos enfermeiros de serviços de urgência e emergência acerca da assistência aos usuários de álcool e outras drogas. 2011.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2011. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/7/7141/tde-17082011-100855/ >.
    • APA

      Prates, J. G., & Oliveira, M. A. F. de. (2011). A representação social dos enfermeiros de serviços de urgência e emergência acerca da assistência aos usuários de álcool e outras drogas. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/7/7141/tde-17082011-100855/
    • NLM

      Prates JG, Oliveira MAF de. A representação social dos enfermeiros de serviços de urgência e emergência acerca da assistência aos usuários de álcool e outras drogas [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/7/7141/tde-17082011-100855/
    • Vancouver

      Prates JG, Oliveira MAF de. A representação social dos enfermeiros de serviços de urgência e emergência acerca da assistência aos usuários de álcool e outras drogas [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/7/7141/tde-17082011-100855/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021