Exportar registro bibliográfico

Propriedade antibacteriana da própolis verde sobre bactérias contaminantes da fermentação etanólica (2011)

  • Authors:
  • Autor USP: VIÉGAS, ELLEN KARINE DINIZ - ESALQ
  • Unidade: ESALQ
  • Sigla do Departamento: LAN
  • Subjects: AGENTES MICROBIANOS; BACTÉRIAS; CONTAMINAÇÃO; ETANOL; FERMENTAÇÃO ALCOÓLICA; PRÓPOLIS
  • Language: Português
  • Abstract: Os processos industriais de produção de álcool existentes no Brasil reutilizam o fermento em ciclos fermentativos consecutivos. Paralelamente, o excedente produzido pela multiplicação das células de levedura durante esse processo é seco e comercializado, principalmente no mercado externo, como ingrediente para ração animal. As práticas usualmente utilizadas nas indústrias para reduzir a contaminação bacteriana são o tratamento ácido do creme de levedura e a aplicação de antibióticos. Porém, desde que foram detectados altos níveis de resíduos de antibióticos na levedura destinada à ração animal, seu uso tem sido condenado pela comunidade internacional. Desde então as indústrias brasileiras têm buscado alternativas aos antibióticos para o controle da contaminação bacteriana. O objetivo deste trabalho foi avaliar a atividade antimicrobiana do extrato da própolis sobre as bactérias do gênero Lactobacillus fermentum e Bacillus subtillis, que são alguns dos contaminantes da fermentação alcoólica. O maior pico de produção de compostos fenólicos totais foi com uso de etanol 76% como solvente, à 58°C por 50 minutos, apresentando 68,95 mg de CFT/g de própolis e um halo de inibição de 6 e 5mm para Bacillus e Lactobacillus, respectivamente. As faixas das variáveis que maximizaram o teor alcoólico foi o processo fermentativo conduzido a 32°C, com 41 g de células de leveduras/L, em um meio contento 18,5°Brix. Apesar do antimicrobiano comercial ter apresentado maior eficiência na redução da contaminação (94,46% e 97,40% para Lactobacillus e Bacillus, respectivamente), o extrato de própolis tem potencial para ser utilizado no controle dos contaminantes bacterianos presentes nas fermentações etanólicas, sendo responsável por redução de 54,24% e 67,02% para Lactobacillus e Bacillus, respectivamente
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 25.07.2011
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      VIÉGAS, Ellen Karine Diniz; BRAZACA, Solange Guidolin Canniatti. Propriedade antibacteriana da própolis verde sobre bactérias contaminantes da fermentação etanólica. 2011.Universidade de São Paulo, Piracicaba, 2011. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11141/tde-02082011-093349/ >.
    • APA

      Viégas, E. K. D., & Brazaca, S. G. C. (2011). Propriedade antibacteriana da própolis verde sobre bactérias contaminantes da fermentação etanólica. Universidade de São Paulo, Piracicaba. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11141/tde-02082011-093349/
    • NLM

      Viégas EKD, Brazaca SGC. Propriedade antibacteriana da própolis verde sobre bactérias contaminantes da fermentação etanólica [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11141/tde-02082011-093349/
    • Vancouver

      Viégas EKD, Brazaca SGC. Propriedade antibacteriana da própolis verde sobre bactérias contaminantes da fermentação etanólica [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11141/tde-02082011-093349/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021