Exportar registro bibliográfico

Estudo dos grânulos de lipofucsina e das sinapses do córtex temporal durante o envelhecimento (2011)

  • Authors:
  • Autor USP: MERLO, SUÉLEN - FMRP
  • Unidade: FMRP
  • Sigla do Departamento: RNP
  • Subjects: CÓRTEX CEREBRAL; SINAPSE; MICROSCOPIA ELETRÔNICA
  • Language: Português
  • Abstract: Alterações morfológicas e funcionais ocorrem durante o envelhecimento, período da vida com maior incidência de doenças neurodegenerativas. No presente trabalho acompanhou-se a evolução dos grânulos de lipofucsina durante o envelhecimento para investigar alterações sinápticas, assim como proteínas associadas com doenças neurodegenerativas (alfa-sinucleína) e com o sistema ubiquitina-proteossoma em indivíduos de diferentes idades. No córtex temporal humano e de ratos determinou-se, nos diferentes grupos etários, seguindo a área, o número e as características dos grânulos de lipofucsina, o número de sinapses excitatórias, inibitórias e elétricas, os locais de contatos pós-sinápticos, o número de vesículas sinápticas por terminal e a expressão das proteínas alfa-sinucleína e ubiquitina. Amostras de córtex temporal humano de indivíduos com diferentes idades (20 - 28, 37 - 41 e 50 - 55 anos) foram coletadas de pacientes com epilepsia submetidos à lobectomia do lobo temporal. Amostras de ratos de 2, 6, 10 e 12 meses também foram coletadas. Foram utilizadas técnicas de microscopia de luz, eletrônica, confocal e western blots. Os dados obtidos de grânulos de lipofucsina são consistentes com outros estudos que observaram aumento dessa estrutura em mamíferos de maior idade. No entanto, os grânulos parecem crescer em volume, mas não em número, com aumento considerável da fração elétron lúcida (lipídica). Não houve diferença na expressão das proteínas alfa-sinucleína e ubiquitina entre os grupos das idades estudadas. A densidade sináptica foi similar entre os grupos experimentais, assim como o local de contato pós-sináptico. O aumento de vesículas elétron densas em sinapses inibitórias deve estar associado à demanda de neurotransmissores catecolaminérgicos. Estes resultados não expressam totalmente o processo de envelhecimento, pois as faixas etáriasde humanos e ratos correspondem a uma idade ainda jovem. A coleta de material humano mais idoso foi impossibilitada pela faixa etária dos doentes submetidos à lobectomia. Os ratos do biotério da FMRP, não sobrevivem mais do que 12 meses em no nosso ambiente, incluindo manutenção dos animais isolados em racks
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 14.04.2011
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MERLO, Suélen; MOREIRA, Jorge Eduardo. Estudo dos grânulos de lipofucsina e das sinapses do córtex temporal durante o envelhecimento. 2011.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2011. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17140/tde-17052011-164741/ >.
    • APA

      Merlo, S., & Moreira, J. E. (2011). Estudo dos grânulos de lipofucsina e das sinapses do córtex temporal durante o envelhecimento. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17140/tde-17052011-164741/
    • NLM

      Merlo S, Moreira JE. Estudo dos grânulos de lipofucsina e das sinapses do córtex temporal durante o envelhecimento [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17140/tde-17052011-164741/
    • Vancouver

      Merlo S, Moreira JE. Estudo dos grânulos de lipofucsina e das sinapses do córtex temporal durante o envelhecimento [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17140/tde-17052011-164741/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021