Exportar registro bibliográfico

Manufatura de microelementos ópticos difrativos (2010)

  • Authors:
  • Autor USP: COLAFEMINA, JOÃO PAULO - EESC
  • Unidade: EESC
  • Sigla do Departamento: SEM
  • Subjects: MANUFATURA; CAD; MOLDAGEM; INJEÇÃO (ENGENHARIA); METROLOGIA
  • Language: Português
  • Abstract: Os elementos ópticos difrativos representam um mercado em franco crescimento, da ordem de bilhões de dólares. Seu uso ostensivo está nos microeletrônicos, sistemas de iluminação, telecomunicações, equipamentos de segurança e outros. Por isso, esta tese teve como objetivo realizar investigação pública profunda no assunto. Insertos de cobre eletrolítico foram usados por proporcionar excelente acabamento superficial quando usinados com ferramenta de diamante mono cristalino obtendo valores de Ra = 10,2 nm, Rq = 13,56 e Rt = 363,06 'mü'm e para o aço inoxidável polido os resultados foram de Ra = 7,02 nm, Rq = 9,05 nrn e Rt= 225,19 nm. As réplicas foram construídas em PMMA - DH ECL P com transmitância da luz avaliada em aproximadamente 90% em todo o espectro visível e infravermelho. Foram produzidos sete tipos de microelementos ópticos difrativos, baseados na geometria de Fresnel e nos arranjos de microlentes esféricas. Foi necessário desenvolver o código computacional denominado LF2010 para auxiliar a construção do projeto das microlentes anesféricas de Fresnel e calcular sua modulação de fase. Quatro processos determiníticos na fabricação dos ‘mü’EODs foram usados: tomeamento de ultraprecisão com ferramenta de diamante, microforjamento, microfresamento e a combinação dos dois últimos. O método estocástico de polimento foi usado para gerar acabamento óptico e compará-lo ao tomeamento com SPDT. As análises metrológicas qualitativas e dimensionais foram conduzidas com o uso do MEV e da perfilometria óptica. No torneamento de ultraprecisão com ferramenta de diamante foi comprovada a presença do fenômeno conhecido como "stick slip" nos degraus da zona de Fresnel, corrigidos alterando-se o projeto.Para os arranjos de empacotamento completo os valores da rugosidade foram mais elevados em função da interatividade das lentes adjacentes do conjunto com ‘fi’ = 100%, chegando até mesmo a causar microfraturas na estrutura das microlentes. Após sucessivos processos de calibragem, foram manufaturadas as réplicas pelas técnicas de termomoldagem e moldagem por injeção. Os resultados de replicação das microlentes mostraram que a razão de aspecto e a relação superficie/volume influenciaram significativamente na fidelidade de replicação das microlentes, sendo constatado que as lentes de Fresnel com altura variável possuem maior volume em relação às de altura constante e, consequentemente, melhor fidelidade na replicação. Na termomoldagem, as variações nas dimensões das cristas foram de nanômetros e a fidelidade no processo foi de aproximadamente 100% para todas as zonas de Fresnel. Nesta técnica, porém, os tempos de ciclos são até 40 vezes maiores que os da moldagem por injeção. As investigações paraxiais de FTM para a microlente de Fresnel com altura variável convexa foram de 85,2% para 25 lp/mm, 67,5% para 50 lp/mm e 71,2% para 75 lp/mm. A simulação por elementos finitos foi usada para auxiliar nos estudos conferindo a sensibilidade do método de cálculo numérico do simulador nas escalas macroscópicas e microscópicas. No final, investigado o desgaste da aresta de corte da ferramenta, verificou-se o desgaste de flanco e a formação da APC, constituída de partículas do cavaco de cobre com formação lamelar. Conclui-se que é possível reproduzir diversos tipos de 'mü'EODs com métodos de produção em massa da moldagem por injeção tomando-se cuidado com as variáveis do processo, geometria da peça e propriedades físicas e químicas do material a ser replicado
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 17.12.2010
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      COLAFEMINA, João Paulo; JASINEVICIUS, Renato Goulart. Manufatura de microelementos ópticos difrativos. 2010.Universidade de São Paulo, São Carlos, 2010. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/18/18146/tde-15092011-172640/pt-br.php >.
    • APA

      Colafemina, J. P., & Jasinevicius, R. G. (2010). Manufatura de microelementos ópticos difrativos. Universidade de São Paulo, São Carlos. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/18/18146/tde-15092011-172640/pt-br.php
    • NLM

      Colafemina JP, Jasinevicius RG. Manufatura de microelementos ópticos difrativos [Internet]. 2010 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/18/18146/tde-15092011-172640/pt-br.php
    • Vancouver

      Colafemina JP, Jasinevicius RG. Manufatura de microelementos ópticos difrativos [Internet]. 2010 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/18/18146/tde-15092011-172640/pt-br.php

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020