Exportar registro bibliográfico

Correlação entre as espessuras da mácula e da camada de fibras nervosas da retina, medidas pelas tomografias de coerência óptica de dominio Fourier e de domínio do tempo, e a perimetria automatizada na atrofia em banda do nervo óptico (2011)

  • Authors:
  • Autor USP: CUNHA, LUCIANA VIRGÍNIA FERREIRA COSTA - FM
  • Unidade: FM
  • Subjects: RETINA (PATOLOGIA); TOMOGRAFIA (MÉTODOS); PERIMETRIA (MÉTODOS); SENSIBILIDADE E ESPECIFICIDADE; OFTALMOPATIAS (DIAGNÓSTICO); NERVO ÓPTICO (PATOLOGIA); FIBRAS NERVOSAS (PATOLOGIA)
  • Language: Português
  • Abstract: OBJETIVO: Investigar a correlação entre as espessuras da mácula e da camada de fibras nervosas da retina (CFNR), medidas pelas tomografias de coerência óptica de domínio Fourier (FD - OCT) e de domínio do tempo (TD - OCT) e a perda de sensibilidade no campo visual (CV) em pacientes com atrofia em banda do nervo óptico. Comparar a habilidade diagnóstica dos dois instrumentos. MÉTODOS: 36 olhos de 36 pacientes com perda de CV permanente por compressão do quiasma óptico e 36 controles normais foram submetidos ao exame de CV pela perimetria automatizada padrão (Humphrey Field Analyzer TM; Carl Zeiss Meditec, Dublin, CA), ao FD - OCT (3 D OCT-1000TM Topcon Corp., Tokyo, Japan) e ao TD - OCT (StratusTM ;Carl Zeiss Meditec Inc, Dublin, California, USA). Foram comparados os protocolos análogos de ambos os equipamentos para avaliação da espessura macular.Foi realizado a divisão macular em quatro quadrantes e em metades, sendo calculado a média da espessura macular global, a média da espessura dos quadrantes e a média da espessura das metades maculares. A média global e setorial da medida da espessura da CFNR peripapilar também foi analisada. A perda de sensibilidade no CV foi inicialmente avaliada pelo defeito temporal médio. O CV foi ainda dividido em 6 setores de acordo com a distribuição da CFNR e em 16 pontos centrais para a realização da correlação estrutura-função entre os parâmetros medidos pelo FD - OCT e a perda de sensibilidade no CV em decibéis e 1/Lambert. Foi calculado o coeficiente de correlação de Sperman e a análise de regressão linear. As áreas sobre a curva ROC e valores fixos de sensibilidade e especificidade foram calculados para cada parâmetro estudado. RESULTADOS: As medidas da espessura macular e da CFNR pelo FD - OCT e TD - OCT foram capazes de discriminar olhos com atrofia em banda do nervo óptico dos controles normais. (Continua)(Continuação) A espessura global e setorial dos parâmetros maculares e da CFNR mostraram diferenças significativas (p<0,001) entre os doentes e os controles e os dois aparelhos tiveram desempenho semelhante na discriminação entre pacientes e controles. Em ambos existiram correlações significativas entre a perda de sensibilidade do CV e as medidas da espessura macular e da CFNR. As medidas de espessura nos quadrantes e nas metades nasais da macula, avaliadas pelo FD - OCT tiveram os melhores desempenhos nas correlações com os defeitos de CV, sendo o parâmetro com a melhor correlação, a medida do quadrante infero-nasal da mácula e a perda de sensibilidade do CV central do quadrante temporal superior central (r = 0.78, R2 = 61%, p<0,001). CONCLUSÕES: A espessura macular e a espessura da CFNR medidas pelo FD - OCT e pelo TD - OCT se correlacionaram topograficamente com a perda de sensibilidade no CV de pacientes com hemianopsia temporal por compressäo quiasmática. A correlação entre os quadrantes maculares e a perda de sensibilidade no CV, foram melhores do que aquelas entre o CV e as medidas da CFNR, principalmente nas medidas realizadas pelo FD - OCT. Este estudo demonstrou a importância clínica das medidas maculares na correlação estrutura-função e na quantificaçäo do dano neural em pacientes com compressão quiasmática, podendo ser útil na monitorização destes pacientes
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 18.04.2011
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      CUNHA, Luciana Virgínia Ferreira Costa; MONTEIRO, Mario Luiz Ribeiro. Correlação entre as espessuras da mácula e da camada de fibras nervosas da retina, medidas pelas tomografias de coerência óptica de dominio Fourier e de domínio do tempo, e a perimetria automatizada na atrofia em banda do nervo óptico. 2011.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2011. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5149/tde-21072011-134114/ >.
    • APA

      Cunha, L. V. F. C., & Monteiro, M. L. R. (2011). Correlação entre as espessuras da mácula e da camada de fibras nervosas da retina, medidas pelas tomografias de coerência óptica de dominio Fourier e de domínio do tempo, e a perimetria automatizada na atrofia em banda do nervo óptico. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5149/tde-21072011-134114/
    • NLM

      Cunha LVFC, Monteiro MLR. Correlação entre as espessuras da mácula e da camada de fibras nervosas da retina, medidas pelas tomografias de coerência óptica de dominio Fourier e de domínio do tempo, e a perimetria automatizada na atrofia em banda do nervo óptico [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5149/tde-21072011-134114/
    • Vancouver

      Cunha LVFC, Monteiro MLR. Correlação entre as espessuras da mácula e da camada de fibras nervosas da retina, medidas pelas tomografias de coerência óptica de dominio Fourier e de domínio do tempo, e a perimetria automatizada na atrofia em banda do nervo óptico [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5149/tde-21072011-134114/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021