Exportar registro bibliográfico

Adsorção e oxidação eletrocatalítica do monóxido de carbono em superfícies de platina atomicamente bem-orientadas (2011)

  • Authors:
  • Autor USP: FARIAS, MANUEL DE JESUS SANTIAGO - IQSC
  • Unidade: IQSC
  • Assunto: ELETROQUÍMICA
  • Language: Português
  • Abstract: O presente trabalho apresenta um estudo sistemático sobre a adsorção e a eletrooxidação do CO sobre eletrodos monocristalinos de platina. A partir da análise das intensidades das bandas integradas e das freqüências do Pt(111)-CO, apresenta-se uma interpretação dos efeitos de acoplamento dipolo-dipolo e de interconversão do COads.. Assim, sobre a Pt(111) os espectros de FTIR in situ mostram que o aumento na razão da intensidade das bandas integradas ACOB/ACOL e nas freqüências do νCOB quando CO,total diminue é devido à redução do acoplamento dipolo-dipolo entre as moléculas do CO em diferentes sítios e, adicionalmente, à interconversão das formas inclinadas dos COL e COB para a forma do COB. No sentido de explicar esta interconversão, propomos um mechanism baseado nas interações dos orbitais de fronteiras do CO e do metal, associado com a retrodoação de elétrons. Nesse modelo, os deslocamentos das formas inclinadas do COL e do COB em direção à forma do COB são favoráveis provavelmente porque a retrodoação de elétrons, Ptd  CO2π* (LUMO), aumenta quando CO,total diminui. Experimentos potenciostáticos sugerem que a cinética de nucleação e crescimento é o melhor modelo para descrever a eletrooxidação do COPropomos que no potencial de oxidação, ECO oxi. pode existir uma via muito rápida de formação do precusros oxigenado e que este pode lateralmente colidir com as ilhas de CO, impedindo que ocorra a dissipação das ilhas do COads. no potencial de oxidação, ECO oxi.. Apresentamos a evolução do crescimento e da oxidação de sub-monocamada de CO sobre monocristais de platina facetados. Em baixo grau de recobrimento do CO foi observado que a adsorção dessa molécula ocorre sem ocupação preferencial de sítios quinas ou terraças. Assim, sugerimos que a adsorção é um processo randômico e que depois que as moléculas do CO são adsorvidas estas não apresentam apreciáveis deslocamentos a partir de CO-(111) em direção aos sítios CO-(110)Isto significa que depois da adsorção, as moléculas do CO têm um longo tempo de residência ou que apresentam um coeficiente de difusão muito baixo. Mas, para alto grau de recobrimento por CO, os resultados mostram que é possível que laterais interações desempanham importantes papéis na distribuição de ocupação dos sítios e observamos que durante a eletrooxidação, são liberados simultaneamente sítios quinas e sítios terraços. Quanto à pré-oxidação, foi observado que quatro condições experimentais precisam ser satisfeitas para que ela ocorra sobre os monocristais de platina: (i) alto grau de recobrimento por CO; (ii) que a superfície onde oncorre a oxidação do CO tenha defeitos, como sítios quinas (110); (iii) que a camada do CO seja formada sob potenciais mais negativos do que o potencial de carga total zero do metal; (iv) e que exista pequena quantidade de CO dissolvido. As condições (i) e (ii) precisam ser satisfeitas simultaneamente para promover a pré-oxidação do CO; as condições (iii) e (iv) essencialmente contribuem correspondendo à condição (i). Observamos que a magnitude do pre-pico aumenta com o aumento do grau de recobrimento por CO. Então, isto pode ser indicativo que a pré-oxidação não tem relação com a difusão do CO em superfície porque o aumento do grau de recobrimento reduz a probabilidade de difusão em superfície. O modelo de ilhas comprimidas parece ser mais apropriado para descrever a pré-oxidação do CO
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 10.02.2011

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      FARIAS, Manuel de Jesus Santiago; TREMILIOSI FILHO, Germano. Adsorção e oxidação eletrocatalítica do monóxido de carbono em superfícies de platina atomicamente bem-orientadas. 2011.Universidade de São Paulo, São Carlos, 2011.
    • APA

      Farias, M. de J. S., & Tremiliosi Filho, G. (2011). Adsorção e oxidação eletrocatalítica do monóxido de carbono em superfícies de platina atomicamente bem-orientadas. Universidade de São Paulo, São Carlos.
    • NLM

      Farias M de JS, Tremiliosi Filho G. Adsorção e oxidação eletrocatalítica do monóxido de carbono em superfícies de platina atomicamente bem-orientadas. 2011 ;
    • Vancouver

      Farias M de JS, Tremiliosi Filho G. Adsorção e oxidação eletrocatalítica do monóxido de carbono em superfícies de platina atomicamente bem-orientadas. 2011 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021