Exportar registro bibliográfico

Estimativa da idade cronológica por meio de avaliação radiográfica da mineralização de terceiros molares e altura do ramo da mandíbula (2010)

  • Authors:
  • Autor USP: OLIVEIRA, FERNANDO TOLEDO DE - FOB
  • Unidade: FOB
  • Sigla do Departamento: BAE
  • Subjects: ANTROPOLOGIA JURÍDICA; DETERMINAÇÃO DA IDADE PELO ESQUELETO; MANDÍBULA; DETERMINAÇÃO DA IDADE PELOS DENTES; RADIOGRAFIA PANORÂMICA
  • Language: Português
  • Abstract: A estimativa da idade é um elemento importante na investigação antropológica, sendo uma das fontes preliminares dos dados para estabelecer a identidade de pessoas vivas ou restos mortais desconhecidos. Os métodos mais utilizados para este fim são os baseados no desenvolvimento ósseo e dentário dos indivíduos. Neste sentido, o presente trabalho apresentou como objetivo, estabelecer valores de referência na população brasileira para a estimativa da idade, por meio de dois métodos: a análise da mineralização dos terceiros molares; e a mensuração da altura do ramo mandibular. Para isso, foram escaneadas radiografias (407 panorâmicas e 289 cefalométricas em norma lateral) de pacientes, de 6 a 25 anos de idade, atendidos na Faculdade de Odontologia de Bauru. As imagens radiográficas panorâmicas foram utilizadas para análise da mineralização dos terceiros molares inferiores, através do método proposto por Demirjian, Goldstein e Tanner (1973), e as imagens radiográficas cefalométricas utilizadas para medir a altura do ramo da mandíbula. Os resultados indicam uma forte correlação entre a idade cronológica e ambos os métodos utilizados, proporcionando a elaboração de fórmulas para o cálculo da idade aproximada dos indivíduos na população estuda. Não houve diferença estatisticamente significante para o desenvolvimento dos terceiros molares entre os sexos. Já para a altura do ramo da mandíbula, essa diferença ocorreu entre os 16 e 25 anos de idade. A probabilidade de afirmamos que um indivíduo tem 18 anos ou mais de idade, com base nas duas metodologias proposta neste trabalho, é extremamente alta (>90%). Concluiu-se que ambos os métodos estariam aptos a serem utilizados para estimar a idade na população brasileira, entretanto, pelo fato do Brasil ser um país com extenso território e apresentar uma população bastante miscigenada, novos estudos devem serrealizados, aumentando a amostra dessa população, e permitindo o aprimoramento dos valores aqui informados.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 23.09.2010
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      OLIVEIRA, Fernando Toledo de; RUBIRA-BULLEN, Izabel Regina Fischer. Estimativa da idade cronológica por meio de avaliação radiográfica da mineralização de terceiros molares e altura do ramo da mandíbula. 2010.Universidade de São Paulo, Bauru, 2010. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/25/25132/tde-02062011-095629/pt-br.php >.
    • APA

      Oliveira, F. T. de, & Rubira-Bullen, I. R. F. (2010). Estimativa da idade cronológica por meio de avaliação radiográfica da mineralização de terceiros molares e altura do ramo da mandíbula. Universidade de São Paulo, Bauru. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/25/25132/tde-02062011-095629/pt-br.php
    • NLM

      Oliveira FT de, Rubira-Bullen IRF. Estimativa da idade cronológica por meio de avaliação radiográfica da mineralização de terceiros molares e altura do ramo da mandíbula [Internet]. 2010 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/25/25132/tde-02062011-095629/pt-br.php
    • Vancouver

      Oliveira FT de, Rubira-Bullen IRF. Estimativa da idade cronológica por meio de avaliação radiográfica da mineralização de terceiros molares e altura do ramo da mandíbula [Internet]. 2010 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/25/25132/tde-02062011-095629/pt-br.php


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021