Exportar registro bibliográfico

Influência dos cactos hospedeiros na variação de caracteres sistemático-taxonômicos nas espécies Drosophila serido e Drosophila antonietae (2011)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: SANTOS, CÍNTIA GRAZIELA - FFCLRP
  • Unidades: FFCLRP
  • Sigla do Departamento: 592
  • Subjects: DROSOPHILA; PLANTAS HOSPEDEIRAS; MORFOMETRIA; EVOLUÇÃO FENOTÍPICA; GENÉTICA ANIMAL
  • Language: Português
  • Abstract: Variações fenotípicas no tamanho e forma de caracteres morfológicos, em resposta ao ambiente, é uma característica de vários organismos. Como a planta hospedeira é um fator ambiental que afeta o desenvolvimento dos insetos, observações de plasticidade fenotípica da asa e do edeago na associação inseto/planta hospedeira são importantes para a compreensão dos processos envolvidos na variação morfológica em ambientes heterogêneos. Neste sentido, utilizando as espécies cactófilas Drosophila serido e D. antonietae do "cluster" D. buzzatii e suas populações avaliamos o efeito do cacto hospedeiro na morfologia da asa e do edeago, por meio de plasticidade fenotípica. Para isso, indivíduos das populações das duas espécies forma criados em meio de cultura semi-natural preparado com os cactos Cereus hildmannianus e Opuntia monacantha. Esse desenho experimental permitiu testar efeitos genéticos, ambientais e a interação entre eles. Nossos resultados mostraram que asa e edeago respondem diferentemente aos cactos de criação. O tamanho e forma da asa e do edeago variaram substancialmente nas duas espécies e entre suas populações analisadas, sendo que uma porção significativa dessa variação foi determinada geneticamente. Para a forma da asa, além das diferenças genéticas no nível interespecífico, reposta plástica foi observada tanto para forma quanto para tamanho, mas somente em relação à forma as espécies reagiram aos cactos hospedeiros de maneira diferente. As populações das duas espécies apresentaram respostas plásticas com norma de reação paralela tanto para o tamanho quanto para a forma da asa. Para o edeago ocorreu resposta plástica entre as duas espécies, mas no caso populacional, apenas em Drosophila serido e, somente na forma do órgão e não no tamanho. Neste contexto, podemos concluir que o cacto hospedeiro é um importante fator ambiental biótico, que promove mudanças fenotípicas inter eintra-específico, e parece ser importante na diferenciação das populações e espécies do "cluster" D. buzzatii. Apesar deste trabalho estar empiricamente restrito às moscas do "cluster" D. buzzatii e aos cactos Cereus hildmannianus e Opuntia monacantha, suas conclusões podem ser estendidas às relações gerais da interação inseto/planta e consequentemente ao papel desta no desenvolvimento de novidades fenotípicas e possível especiação
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 29.04.2011

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SANTOS, Cintia Graziela; MANFRIN, Maura Helena. Influência dos cactos hospedeiros na variação de caracteres sistemático-taxonômicos nas espécies Drosophila serido e Drosophila antonietae. 2011.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2011.
    • APA

      Santos, C. G., & Manfrin, M. H. (2011). Influência dos cactos hospedeiros na variação de caracteres sistemático-taxonômicos nas espécies Drosophila serido e Drosophila antonietae. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Santos CG, Manfrin MH. Influência dos cactos hospedeiros na variação de caracteres sistemático-taxonômicos nas espécies Drosophila serido e Drosophila antonietae. 2011 ;
    • Vancouver

      Santos CG, Manfrin MH. Influência dos cactos hospedeiros na variação de caracteres sistemático-taxonômicos nas espécies Drosophila serido e Drosophila antonietae. 2011 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020