Exportar registro bibliográfico

Estudo caso-controle dos marcadores clínico-patológicos e imuno-histoquímicos no câncer de mama masculino em relação ao feminino e seu impacto com a sobrevida (2011)

  • Authors:
  • USP affiliated author: MICHELLI, RODRIGO AUGUSTO DEPIERI - FM
  • School: FM
  • Sigla do Departamento: MDR
  • Subjects: NEOPLASIAS MAMÁRIAS (MASCULINO); ESTUDO DE CASO (CONTROLE); IMUNOHISTOQUÍMICA; BIOLOGIA MOLECULAR; PROGNÓSTICO
  • Language: Português
  • Abstract: INTRODUÇÃO: O câncer de mama masculino é uma doença rara, apresentando uma baixa frequência, representando cerca de 0,2% de todos os cânceres, 1% dos cânceres de mama e 1,5% de todos os tumores malignos em homens. A etiologia e o prognóstico do câncer de mama masculino são pouco conhecidos. Estudos pareados de grupo controle foram realizados para melhor responder a estes questionamentos, porém o número limitado de casos de câncer de mama nos homens nos diversos serviços dificulta maiores estudos. O uso dos marcadores moleculares e técnicas imuno-histoquímicas têm sido muito úteis na compreensão do desenvolvimento e progressão desta patologia, e a relação destes marcadores moleculares com a sobrevida global e sobrevida livre de doença, bem como a sua relação entre o câncer de mama nos homens e nas mulheres não estão bem estabelecidos. O objetivo foi analisar as características clínicas, patológicas e imuno-histoquímicas do câncer de mama no sexo masculino observadas em uma coorte histórica, em comparação com aquelas observadas no sexo feminino, relacionando com a sobrevida global e sobrevida livre de doença destes grupos de pacientes. MÉTODOS: Estudo caso-controle retrospectivo de pacientes portadores de câncer de mama masculino, atendidos no período de 1983 a 2008, no Hospital de Câncer de Barretos e no Hospital A.C. Camargo. No grupo controle foram incluídas mulheres com câncer de mama, pareadas por década de diagnóstico, estádio clínico e faixa etária. Foram incluídos 44 pacientes do sexo masculino e 136 do sexo feminino e foram analisadas as variáveis clínicas (sexo, idade, história familiar de câncer, comorbidades associadas (Continua)(Continuação) tamanho do tumor, estado linfonodal da axila, estádio clínico/TNM e modalidades de tratamento realizado), patológicas (tipo e grau histológico, embolização linfática, embolização sanguínea, invasão perineural) e as expressas pela imuno-histoquímica (receptor de estrógeno, receptor de progesterona, receptor de andrógeno, bcl-2, Ki-67, ciclina D1, citoqueratinas 5, 6, 8, 14, 17,18 e HER2, confirmada por FISH). No presente estudo, a caracterização dos subtipos moleculares pelo método imuno-histoquímico foi baseada no modelo proposto por Carey et al. (2006), resultando nos grupos Luminal A, Luminal B, HER2 superexpresso, basal-like e não classificável. Avaliou-se a sobrevida global e livre de doença. RESULTADOS: O câncer de mama no homem apresentou-se mais frequentemente com histologia não lobular, receptores hormonais positivos e HER2 negativos, e maior expressão de bcl-2 e ciclina D1. O estádio clínico e o estado linfonodal tiveram influência na sobrevida, sendo de pior prognóstico os pacientes em estádios clínicos mais avançados e com linfonodos axilares positivos. O receptor de andrógeno positivo foi mais frequente nos homens, nos fenótipos luminais e não teve correlação com a sobrevida. Não houve diferença entre os fenótipos moleculares caracterizados pelaimuno-histoquímica e o fenótipo basal-like teve pior prognóstico nos sexos masculino e feminino. Porém, o sexo não foi considerado fator prognóstico independente e não houve diferença na sobrevida entre os homens e mulheres. CONCLUSÕES: Apesar de apresentarem características clínicas, histológicas e expressão de marcadores pela imunohistoquímica diferentes, a sobrevida foi semelhante nos sexos masculino e feminino, não sendo o sexo um fator prognóstico independente no câncer de mama
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 04.03.2011
  • Online source access
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MICHELLI, Rodrigo Augusto Depieri; BRENTANI, Ricardo Renzo. Estudo caso-controle dos marcadores clínico-patológicos e imuno-histoquímicos no câncer de mama masculino em relação ao feminino e seu impacto com a sobrevida. 2011.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2011. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5155/tde-24052011-121235/ >.
    • APA

      Michelli, R. A. D., & Brentani, R. R. (2011). Estudo caso-controle dos marcadores clínico-patológicos e imuno-histoquímicos no câncer de mama masculino em relação ao feminino e seu impacto com a sobrevida. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5155/tde-24052011-121235/
    • NLM

      Michelli RAD, Brentani RR. Estudo caso-controle dos marcadores clínico-patológicos e imuno-histoquímicos no câncer de mama masculino em relação ao feminino e seu impacto com a sobrevida [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5155/tde-24052011-121235/
    • Vancouver

      Michelli RAD, Brentani RR. Estudo caso-controle dos marcadores clínico-patológicos e imuno-histoquímicos no câncer de mama masculino em relação ao feminino e seu impacto com a sobrevida [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5155/tde-24052011-121235/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020