Exportar registro bibliográfico

Filogenia molecular de protozoários pertencentes à sub-família Toxoplasmatinae pela análise de genes mitocondriais e de apicoplasto (2010)

  • Authors:
  • USP affiliated author: SERCUNDES, MICHELLE KLEIN - FMVZ
  • School: FMVZ
  • Sigla do Departamento: VPS
  • Subjects: FILOGENIA; MITOCÔNDRIAS; REAÇÃO EM CADEIA POR POLIMERASE
  • Language: Português
  • Abstract: Os membros da sub-família Toxoplasmatinae conhecidos são Hammondia hammondi, Toxoplasma gondii, Neospora hughesi, Neospora caninum, Hammondia heydorni e Besnoitia spp. Os cães (e provavelmente outras espécies de canídeos) são hospedeiros definitivos de N. caninum e H. heydorni. Os oocistos destas espécies de coccídios são morfologicamente indistinguíveis de forma que o diagnóstico coprológico diferencial entre os dois agentes é virtualmente impossível, se utilizadas metodologias convencionais de diagnóstico. Situação análoga é verificada com os gatos (e outras espécies de felídeos) com relação à infecção por T. gondii e H. hammondi. O objetivo deste trabalho foi propor a reconstrução filogenética de protozoários pertencentes à sub-família Toxoplasmatinae pela análise de seqüências de nucleotídeos de genes mitocondriais e de apicoplasto. Foram empregadas seqüências gênicas de CytB mitocondrial e de dois genes de apicoplasto, o gene codificador da subunidade beta de RNA polimerase DNA dependente (RpoB) e o gene codificador de proteína caseinolitica (ClpC). Pelas análises filogenéticas e de variabilidade nucleotídica e de aminoácidos, verifica-se que a espécie H. heydorni é eqüidistante de todas as outras espécies de toxoplasmatineos. Os posicionamentos relativos dos gêneros Toxoplasma, Neospora e Hammondia nas árvores filogenéticas não foram congruentes em todas as reconstruções, pois dependendo dos táxons que são empregados como grupos externos, as topologias das reconstruções variam e os clados formados são estatisticamente pouco suportados. Assim, a reconstrução de topologias produzindo com ramos curtos que derivam nós de baixo suporte estatístico, somado à eqüidistância evolutiva entre os táxons avaliados (Neospora spp., H. heydorny e T. gondii) permite supor que uma politomia consistente explicaria a evolução para estes organismos,ou seja, a resolução para o posicionamento relativo entre estes táxons poderia ser resultado de evolução radiada. Os genes de organelas mostraram-se mais conservados em relação aos genes nucleares. Embora os genes de apicoplasto possam ser mais conservados que genes nucleares, eles parecem ter relações entre substituições não sinônimas e substituições sinônimas consideravelmente superiores àquelas de genes nucleares e mitocondriais, o que pode indicar que os produtos gênicos estejam sendo submetidos a pressão seletiva positiva. No caso dos genes mitocondriais e nucleares, é possível supor que os mesmos estejam submetidos à pressão seletiva negativa, indicando que as substituições tendem a ser deletérias aos organismos e por isso as mudanças nos produtos gênicos devam ser menos freqüentemente registradas. Ainda, a variabilidade em sítios não sinônimos é consideravelmente superior para seqüências de apicoplasto em relação às demais, particularmente no caso das seqüências RpoB. Também em termos de variabilidade em sítios não sinônimos, percebe-se que as seqüências de genes de apicoplasto de H. heydorni são tão distintas das de T. gondii quanto de N. caninum. Nas análises realizadas com genes de apicoplasto, é marcante a divergência entre as duas linhagens de H. heydorni. Vale ressaltar que as diferenças genotípicas entre as duas linhagens de H. heydorni são maiores que as diferenças entre as duas espécies reconhecidas de Neospora, indicando que as duas linhagens de H. heydorni poderiam ser classificadas como duas espécies distintas, se apenas critérios de evolução molecular fossem considerados
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 23.02.2010
  • Online source access
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SERCUNDES, Michelle Klein; SOARES, Rodrigo Martins. Filogenia molecular de protozoários pertencentes à sub-família Toxoplasmatinae pela análise de genes mitocondriais e de apicoplasto. 2010.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2010. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10134/tde-23032011-131635/ >.
    • APA

      Sercundes, M. K., & Soares, R. M. (2010). Filogenia molecular de protozoários pertencentes à sub-família Toxoplasmatinae pela análise de genes mitocondriais e de apicoplasto. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10134/tde-23032011-131635/
    • NLM

      Sercundes MK, Soares RM. Filogenia molecular de protozoários pertencentes à sub-família Toxoplasmatinae pela análise de genes mitocondriais e de apicoplasto [Internet]. 2010 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10134/tde-23032011-131635/
    • Vancouver

      Sercundes MK, Soares RM. Filogenia molecular de protozoários pertencentes à sub-família Toxoplasmatinae pela análise de genes mitocondriais e de apicoplasto [Internet]. 2010 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10134/tde-23032011-131635/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020