Exportar registro bibliográfico

Teleconexões atmosféricas e a previsão numéricas do clima na América do Sul (2010)

  • Authors:
  • Autor USP: SACCO, MARCELO ALEJANDRO LUNA - IAG
  • Unidade: IAG
  • Sigla do Departamento: ACA
  • Subjects: CLIMATOLOGIA; CLIMA; PRECIPITAÇÃO
  • Language: Português
  • Abstract: Este estudo analisa o desempenho das previsões por conjunto do modelo do European Center for Medium-Range Weather Forecast (ECMWF), utilizando métodos estatísticos e a teoria linear das ondas, a fim de verificar seu desempenho e seus erros específicos. As variáveis utilizadas na validação do modelo foram o vento zonal e meridional no nível de 200 hPa., e a precipitação total, utilizando composições sazonais para o período de dezembro de 1981 até novembro de 2002, que foi comparado com dados de reanálises do ECMWF (ERA40) e dados de precipitação do CMAP. Os resultados indicam uma boa concordância entre a simulação do modelo e dados de reanálise na representação dos jatos subtropical (JST) e polar (JP). No entanto, em 30°S e 50°S o modelo superestima o máximo do vento zonal e o desloca para o leste seu fluxo médio. A partir da análise do número de onda total (Ks) foi observado que a principal atividade de ondas ocorre na região do jato subtropical e polar, que atuam como guias de onda, havendo uma boa concordância entre a simulação (previsão) e o reanálise, apesar da grande variabilidade entre os membros, mas os máximos do jato do primário (JST) e secundário (JP) são bem representados. Foi observado também que as composições de verão (DJF) são melhores representadas pelo modelo. O perfíl meridional de Ks mostrou os seguintes resultados: ondas longas (número de onda zonal 1-2) estão confinadas entre o polo e 60°S (50°S), ondas de 3 e 4 são distribuídos em torno de 50°S (40°S), e comprimentos de onda mais curto (entre 5 e 8) estão confinados até 25° S. As ondas consideradas muito curtas (número de onda acima de 8) estão espalhadas ao redor do equador tanto para os dados do ERA40 como para o modelo. Para uma melhor avaliação do fluxo médio zonal do modelo, a técnica de traçado de raios ("ray tracing") foi usada. Os resultados indicam que o número de onda 2, durante o inverno (Continuação)(Continua) (JJA) não concorda com a latitude de retorno (40°S) representado pelo cálculo da reanálise. No entanto, para as outras estações do ano, a simulação parece muito melhor. Para o número de onda 3 no verão, os 11 membros do ECMWF conseguem seguir o traçado de raio descrito pelo ERA40, porém em outras estações a variabilidade é grande, o que também é observado para o número de onda 4. As diferenças obtidas no "ray tracing" demonstram que o modelo não é capaz de reproduzir o correto estado básico médio da atmosfera na revisão sazonal. Dependendo da época do ano ou do comprimento de onda o impacto da propagação remota pode ser muito diferente, uma vez que a fase e a energia das ondas estão deslocadas em relação à realidade (dados observacionais) e, portanto, a possibilidade de, por exemlo, a chuva ou não chuva em uma região específica (previsão) pode ser comprometida. Através da análise da precipitação notou-se que o modelo subestima as principais regiões de precipitação sobre a parte central da América do Sul e na Zona de Convergência Inter Tropical (ZCIT), no entanto, representa bem o seu ciclo anual. Pela comparação das anomalias da previsão e o observado (CMAP), notou-se uma boa concordância entre elas, onde o modelo consegue reproduzir a influência de forçantes remotas como o ENOS (EL Niño-Oscilação Sul) com o aumento ou diminuição da precipitação em regiões da América do Sul.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 21.09.2010

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SACCO, Marcelo Alejandro Luna; AMBRIZZI, Tércio. Teleconexões atmosféricas e a previsão numéricas do clima na América do Sul. 2010.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2010.
    • APA

      Sacco, M. A. L., & Ambrizzi, T. (2010). Teleconexões atmosféricas e a previsão numéricas do clima na América do Sul. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Sacco MAL, Ambrizzi T. Teleconexões atmosféricas e a previsão numéricas do clima na América do Sul. 2010 ;
    • Vancouver

      Sacco MAL, Ambrizzi T. Teleconexões atmosféricas e a previsão numéricas do clima na América do Sul. 2010 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021