Exportar registro bibliográfico

Estudo morfométrico endoscópico da faringe em pacientes portadores da síndrome da apneia e hipopneia obstrutiva do sono tratados com cirurgia de avanço maxilomandibular (2010)

  • Authors:
  • Autor USP: SILVA JÚNIOR, SÁVIO NOGUEIRA DA - FMRP
  • Unidade: FMRP
  • Sigla do Departamento: ROO
  • Subjects: APNEIA DO SONO; ENDOSCOPIA; TÉCNICAS DE DIAGNÓSTICO DO SISTEMA RESPIRATÓRIO; OBSTRUÇÃO DAS VIAS RESPIRATÓRIAS; AVANÇO MANDIBULAR
  • Language: Português
  • Abstract: Em amostra de 18 pacientes com SAHOS de grau leve a severo, que foram submetidos à cirurgia de avanço maxilomandibular, avaliou-se endoscopicamente a faringe no pré e pós-cirúrgico. Foram verificadas as modificações nas seguintes situações: vigília sentado e deitado respirando naturalmente, com manobras de Müller e Müller modificado, bem como em sono induzido em decúbito dorsal respirando naturalmente. Os exames de nasofibrolaringoscopia da faringe foram gravados em DVD e, por meio do programa de computador Sony Vegas 8.0, foram capturadas imagens da faringe na região retro-lingual no pré e pós-operatório, em menor abertura, maior abertura, Müller, canudo 1 e canudo 2. A seguir foi utilizado outro programa, o Image J, para obter medidas de áreas, linear ântero-posterior, linear da borda da epiglote à base da língua, linear da borda da epiglote à parede posterior da faringe e linear látero-lateral, para compará-las entre si. Os achados do presente estudo mostraram que as dimensões da faringe sempre aumentaram de modo significativo em todas as medidas, quando os pacientes foram comparados no pré e pós-operatório. Quando em vigília, sentado e deitado, observou-se que o maior ganho ocorreu na medida de área quando realizada a manobra de Müller modificada. Quando em sono induzido em decúbito dorsal, verificou-se que a abertura faringes sempre aumentou e de maneira mais acentuada em todas as medidas; ocorrendo maior aumento na medida de área na menor abertura (201,33%). As dimensões ântero-posterior e látero-lateral também aumentaram em todas as suas medidas, sendo que a maior expressão ocorreu também com o paciente em sono induzido na menor abertura com 124,90% e 76,59%, respectivamente. Concluiu-se que a medida de área é a mais importante a ser observada e sugere que tanto a melhora da dimensão quanto do colapso da faringe pode explicar o sucesso da cirurgia do avanço maxilomandibular
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 30.11.2010

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SILVA JÚNIOR, Sávio Nogueira da; MELLO-FILHO, Francisco Veríssimo de. Estudo morfométrico endoscópico da faringe em pacientes portadores da síndrome da apneia e hipopneia obstrutiva do sono tratados com cirurgia de avanço maxilomandibular. 2010.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2010.
    • APA

      Silva Júnior, S. N. da, & Mello-Filho, F. V. de. (2010). Estudo morfométrico endoscópico da faringe em pacientes portadores da síndrome da apneia e hipopneia obstrutiva do sono tratados com cirurgia de avanço maxilomandibular. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Silva Júnior SN da, Mello-Filho FV de. Estudo morfométrico endoscópico da faringe em pacientes portadores da síndrome da apneia e hipopneia obstrutiva do sono tratados com cirurgia de avanço maxilomandibular. 2010 ;
    • Vancouver

      Silva Júnior SN da, Mello-Filho FV de. Estudo morfométrico endoscópico da faringe em pacientes portadores da síndrome da apneia e hipopneia obstrutiva do sono tratados com cirurgia de avanço maxilomandibular. 2010 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021