Exportar registro bibliográfico

Avaliação da segurança in vivo de filtros solares em formulação fotoprotetora (2010)

  • Authors:
  • Autor USP: VILELA, FERNANDA MARIA PINTO - FCFRP
  • Unidade: FCFRP
  • Sigla do Departamento: S/D
  • Subjects: FILTRO SOLAR (AVALIAÇÃO;SEGURANÇA;FORMULAÇÃO;PROTEÇÃO); METALOPROTEINASES; SUPERÓXIDO DISMUTASE
  • Keywords: ultraviolet filters; glutationa reduzida; mieloperoxidase; retenção cutânea; segurança; superóxido dismutase; metalloproteinases; idase and superoxide dismutase; reduced glutathione; safety; skin retention
  • Language: Português
  • Abstract: Em decorrência da destruição da camada de ozônio pela poluição, a incidência da radiação ultravioleta sobre a Terra tem aumentado, e consequentemente, o número de casos de câncer de pele tem elevado cada vez mais. Diversos estudos têm demonstrado que os danos causados pela radiação solar à pele são causados frequentemente pela geração de radicais livres e ativação de mediadores do processo inflamatório. Estudos têm concluído que os filtros solares são capazes de penetrarem na pele e agirem como fontes de formação de espécies reativas de oxigênio (EROs) quando submetidos à radiação ultravioleta, o que leva a uma preocupação de que as moléculas fotoprotetoras podem ser geradores de EROs ao invés de prevenir a formação dessas espécies pelo bloqueio da radiação solar. Desta forma, o objetivo deste estudo foi avaliar os efeitos dos filtros solares 3-benzofenona (3-BZ), octilmetoxicinamato (OMC) e salicilato de octila (OS) na pele de camundongos sem pêlos submetida ou não à radiação UVB. Além disso, a retenção cutânea dos filtros solares foi avaliada in vitro utilizando pele de orelha de porco em células de difusão e in vivo em pele de camundongos sem pêlos. Os resultados de retenção cutânea in vitro demonstraram que a formulação gel creme promoveu maior retenção dos filtros solares na pele em comparação às formulações loção e creme. Além disso, a 3-BZ apresentou a maior retenção na pele quando comparadas as retenções dos filtros solares veiculados na mesma formulação. Todos os filtros solares penetraram na pele de camundongos sem pêlos após 1 hora da aplicação da formulação gel creme, o que garantiu a presença dos filtros solares na derme e epiderme no momento da exposição à radiação UVB. A formulação adicionada dos filtros solares preveniu em 76% a depleção de GSH induzida pela radiação UVB. Entretanto, o tratamento dos animaiscom a formulação contendo os filtros solares não foi capaz de impedir o aumento das atividades da metaloproteinase-9 e mieloperoxidases induzido pela radiação. Além disso, a utilização da formulação adicionada dos filtros solares em associação à exposição à radiação UVB provocou uma diminuição da atividade da enzima antioxidante superóxido dismutase presente na pele. Desta forma, considerando os parâmetros avaliados neste estudo, a formulação fotoprotetora parece não proteger a pele contra os danos causados pela radiação UVB quanto deveria. Além disso, estes filtros parecem ser instáveis frente à radiação o que comprometendo assim a eficácia e segurança dos mesmos.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 08.11.2010
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      VILELA, Fernanda Maria Pinto; FONSECA, Maria José Vieira. Avaliação da segurança in vivo de filtros solares em formulação fotoprotetora. 2010.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2010. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/60/60137/tde-29032012-084417/ >.
    • APA

      Vilela, F. M. P., & Fonseca, M. J. V. (2010). Avaliação da segurança in vivo de filtros solares em formulação fotoprotetora. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/60/60137/tde-29032012-084417/
    • NLM

      Vilela FMP, Fonseca MJV. Avaliação da segurança in vivo de filtros solares em formulação fotoprotetora [Internet]. 2010 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/60/60137/tde-29032012-084417/
    • Vancouver

      Vilela FMP, Fonseca MJV. Avaliação da segurança in vivo de filtros solares em formulação fotoprotetora [Internet]. 2010 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/60/60137/tde-29032012-084417/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021