Exportar registro bibliográfico

Análise da percepção e registro das medidas de prevenção de doenças por profissionais da atenção primária (2010)

  • Authors:
  • USP affiliated author: SANTOS, LUCIANE LOURES DOS - FMRP
  • School: FMRP
  • Sigla do Departamento: RCA
  • Subjects: ATENÇÃO À SAÚDE; DOENÇAS (PREVENÇÃO E CONTROLE); SAÚDE DA FAMÍLIA
  • Language: Português
  • Abstract: A aplicação das medidas preventivas, principalmente das doenças crônicas não transmissíveis (DCNT), tem sido debatida mundialmente, já que poucos fatores de risco respondem pela maioria das mortes por DCNT, como o tabagismo, alcoolismo, obesidade e dislipidemias. A sistematização das medidas de promoção de saúde e prevenção de doenças (PSPD) pode contribuir para o trabalho das equipes de Saúde da Família, potencializando as suas ações e fortalecendo a Atenção Primária à Saúde (APS). Face ao baixo registro das medidas de prevenção das DCNTs no Brasil e à ausência de parâmetros na literatura nacional, comparamos a percepção dos profissionais e o registro das medidas de PSPD dos centros de saúde brasileiros com os serviços espanhóis, considerados referência no assunto. Realizamos um estudo descritivo e quantitativo, por meio da aplicação de um questionário aos profissionais e da análise dos prontuários dos serviços de APS de municípios de pequeno, médio e grande porte do Brasil e da Espanha. Entrevistamos 82 profissionais entre médicos (50%) e enfermeiros (50%), com elevado grau de especialização (77,5%). A maioria dos espanhóis tinha mais de 10 anos de formado (73%), e 54% atuavam na APS há mais de 10 anos, ao contrário dos brasileiros (63,2%) com uma formação mais jovem (menos de 6 anos de formado) e alta rotatividade na APS. Quase metade dos entrevistados (47,6%) relatou que qualquer encontro com o usuário é adequado para prevenção, enquanto outros preferem a consulta agendada (43,9%), a visita domiciliar (22%) e os grupos (22%). Já 86,6% desaprovam a consulta eventual como local para prevenção. A medida mais empregada pelos profissionais entrevistados foi o aconselhamento, seguida da vacinação e do rastreamento entre brasileiros, para os espanhóis o rastreamento foi mais citado que a vacinação. Apesar do aconselhamento ter sido o mais citado, orastreamento foi a medida mais registrada pelos serviços estudados. O aconselhamento teve mais registros nos prontuários brasileiros que nos espanhóis, e o inverso ocorreu com a vacinação. Apesar de todos concordarem que a prevenção é importante parte da assistência, estarem motivados (96%) e possuírem conhecimento para aplicá-lo (94%), houve um baixo percentual de registro do rastreamento de tabagismo, alcoolismo e vacinação nos dois países. No Brasil, encontramos um alto percentual de rastreamento em algumas medidas entre os usuários, porém, quando analisamos a cobertura populacional (5%), esse valor fica abaixo da média espanhola (25%). Segundo os espanhóis, os obstáculos para aplicar as medidas preventivas são a falta de tempo, orientações conflitantes das sociedades, falta de incentivo e outras prioridades. Já para os brasileiros, a falta de incentivo e de interesse, o desconhecimento e a presença de medidas conflitantes são os maiores desafios. Os obstáculos refletem as realidades distintas e a necessidade de investimento em diferentes áreas. No Brasil faz-se necessário investir na formação dos profissionais e em instrumentos que auxiliem a equipe na aplicação das ações preventivas, enquanto na Espanha é possível que a reorganização do serviço, principalmente quanto à administração do tempo e criação de recomendações consensuais entre as sociedades, favoreça a aplicação das medidas preventivas pelos profissionais
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 26.11.2010
  • Online source access
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SANTOS, Luciane Loures dos; SANKARANKUTTY, Ajith Kumar. Análise da percepção e registro das medidas de prevenção de doenças por profissionais da atenção primária. 2010.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2010. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17137/tde-21122010-134128/ >.
    • APA

      Santos, L. L. dos, & Sankarankutty, A. K. (2010). Análise da percepção e registro das medidas de prevenção de doenças por profissionais da atenção primária. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17137/tde-21122010-134128/
    • NLM

      Santos LL dos, Sankarankutty AK. Análise da percepção e registro das medidas de prevenção de doenças por profissionais da atenção primária [Internet]. 2010 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17137/tde-21122010-134128/
    • Vancouver

      Santos LL dos, Sankarankutty AK. Análise da percepção e registro das medidas de prevenção de doenças por profissionais da atenção primária [Internet]. 2010 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17137/tde-21122010-134128/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020