Exportar registro bibliográfico

Efeitos deletérios de microcistina em matrinxã (Brycon cephalus) e tilápia nilótica (Oreochromis niloticus) (2010)

  • Authors:
  • Autor USP: RIBEIRO, MARIA ANGÉLICA ROSA - FZEA
  • Unidade: FZEA
  • Sigla do Departamento: ZAZ
  • Subjects: TOXICIDADE EM ANIMAL; PISCICULTURA; FLORAÇÃO; CYANOPHYTA; EUTROFIZAÇÃO; HISTOPATOLOGIA ANIMAL
  • Language: Português
  • Abstract: O trabalho teve por objetivo avaliar a qualidade de água em viveiro de piscicultura com florescimento de cianobactérias e a toxicidade aguda (DL50-24h) de microcistina nas espécies matrinxã (Brycon cephalus) e tilápia nilótica (Oreochromis niloticus), bem como as alterações histológicas nas brânquias, rins e fígado nos peixes. Foi realizado o monitoramento da qualidade de água de um empreendimento piscícola localizado na cidade de Espírito Santo do Pinhal/SP, Brasil. Foram realizadas, em datas distintas, duas coletas de amostras de água contendo floração de microalgas, para análise da composição fitoplanctônica, determinação de toxinas e bioensaios toxicológicos em laboratório. Foram realizadas medições das variáveis físicas, químicas e biológicas da água, e determinação do estado trófico do viveiro monitorado. O viveiro apresentava-se hipereutrófico, com presença de cianotoxinas representadas por microcistinas com valores variando entre 229,2 e 147,4 µg/g. O florescimento de cianobactérias apresentou-se de composição mista, representado principalmente pelas espécies Anabaena circinalis, A. spiroides, Aphanocapsa sp., Microcystis aeruginosa, M. panniformis, M. viridis, M. cf. wesembergii, Pseudanabaena mucicola, entre outras espécies. Os resultados dos bioensaios com microcistina obtida do extrato bruto de fitoplâncton do florescimento não apresentaram letalidade para os peixes. Contudo, foram verificadas alterações em órgãos dos peixes testados, como a presença de depósitoshepatocelulares intracitoplasmáticos, degeneração vacuolar observada em epitélio tubular renal, e proliferação de epitélio de revestimento (hiperplasia) das brânquias, com casos de fusão total das lamelas secundárias, tanto para matrinxã como para tilápia nilótica. Extratos brutos de cianotoxina, em concentrações a partir de 125 mg/kg de peso corporal, injetados em peixes provocam efeitos deletérios com expressiva alteração nas brânquias, rins e fígado
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 09.12.2010
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      RIBEIRO, Maria Angélica Rosa; VIEGAS, Elisabete Maria Macedo; ELER, Marcia Noelia. Efeitos deletérios de microcistina em matrinxã (Brycon cephalus) e tilápia nilótica (Oreochromis niloticus). 2010.Universidade de São Paulo, Pirassununga, 2010. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/74/74131/tde-21022011-110930/ >.
    • APA

      Ribeiro, M. A. R., Viegas, E. M. M., & Eler, M. N. (2010). Efeitos deletérios de microcistina em matrinxã (Brycon cephalus) e tilápia nilótica (Oreochromis niloticus). Universidade de São Paulo, Pirassununga. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/74/74131/tde-21022011-110930/
    • NLM

      Ribeiro MAR, Viegas EMM, Eler MN. Efeitos deletérios de microcistina em matrinxã (Brycon cephalus) e tilápia nilótica (Oreochromis niloticus) [Internet]. 2010 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/74/74131/tde-21022011-110930/
    • Vancouver

      Ribeiro MAR, Viegas EMM, Eler MN. Efeitos deletérios de microcistina em matrinxã (Brycon cephalus) e tilápia nilótica (Oreochromis niloticus) [Internet]. 2010 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/74/74131/tde-21022011-110930/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021