Exportar registro bibliográfico


Metrics:

Tendências e diferenciais na saúde perinatal no município de Fortaleza, Ceará: 1995 e 2005 (2010)

  • Authors:
  • Autor USP: SILVA, ANA VALESKA SIEBRA E - FSP
  • Unidade: FSP
  • Sigla do Departamento: HEP
  • DOI: 10.11606/T.6.2010.tde-27012011-134022
  • Subjects: MORTALIDADE PERINATAL; RECÉM-NASCIDO DE MUITO BAIXO PESO (MORTALIDADE); INDICADORES DE SAÚDE (EVOLUÇÃO); SAÚDE MATERNO-INFANTIL (ASSISTÊNCIA); MORTALIDADE NEONATAL; MORTALIDADE FETAL; MORTALIDADE HOSPITALAR
  • Language: Português
  • Abstract: Introdução: O presente estudo trata da evolução da mortalidade perinatal hospitalar do município de Fortaleza-Ceará em dois momentos: 1995 e 2005. O interesse para a realização desta pesquisa parte da relevância dos cuidados oferecidos à mulher grávida e ao recém nascidocomo importante indicador da saúde materno infantil.Objetivos: Avaliar a evolução dos indicadores de saúde perinatal referentes aos nascimentos hospitalares de Fortaleza, Ceará, ocorridos em 1995 e em 2005.Metodologia: Estudo epidemiológico, do tipo ecológico, que estuda a evolução da saúde perinatal em Fortaleza, de 1995 a 2005, a partir da análise dos dados de dois estudos de base hospitalar. Todos os nascimentos foram acompanhados desde o parto até a alta ou óbito em hospital.Fizeram parte da população, todos os nascimentos e respectivos óbitos perinatais ocorridos em hospitais/maternidades públicas e particulares, conveniados com o SUS, no município de Fortaleza, CE, em 1995 e em 2005, disponíveis em dois bancos de dados já existentes.Resultados: Os resultados evidenciaram que nos dez anos (1995-2005) houve melhoria nos indicadores de saúde perinatal em Fortaleza. Os coeficientes de mortalidade perinatal hospitalar, fetal e neonatal precoce tiveram redução de 29 por cento, 19,0 por cento e de 42 por cento respectivamente. Em crianças com baixo peso ao nascer,observou-se declínio na mortalidade perinatal, fetal e neonatal precoce em todas as categorias.Chama-se atenção para a redução do coeficiente de mortalidade perinatal no grupo de recém nascidos de muito baixo peso (< 1500g), que passou de 821,1/1000 NV em 1995 para 532,2/1000 NV em 2005, com um declínio de 35,2 por cento. Quanto ao coeficiente de mortalidade neonatal precoce, a redução foi de 53,8 por cento, passando de 703,0/1000 NV para 324,7/1000 NV. Foi possível evidenciar mudanças referentes à reorganização da atenção perinatal em Fortaleza, quando se detectou uma maior participação dos hospitais públicos, que realizou um maior número de partos nos dez anos em 121 por cento por cento. Em 1995 a proporção de partos foi de 32,4 por cento e em 2005 de 71,7 por cento. Quanto à idade materna, os coeficientes de mortalidade perinatal, fetal e neonatal precoce nos dez anos tiveram reduções, com ênfase entre os filhos de mães adolescentes (10 a 19 anos). Para este grupo, o coeficiente de mortalidade perinatal obteve declínio de 54,2 por cento o de mortalidade fetal de 16,2 por cento e o de mortalidade neonatal precoce de 36,8 por cento. Conclusões: A mudança nos indicadores da saúde perinatal no município de Fortaleza mostra que houve uma melhora da atenção ao longo dos dez anos, revelando um cenário favorável na atenção prestada à mulher grávida e ao recém nascido na capital. Contudo, sabe-se que aspectos relacionados com o processo de trabalho e a organização da rede, ainda permanecem em níveis inferiores em relação , quando compara-se com outras capitais brasileiras, sendo necessárias medidas governamentais para que estas lacunas sejam remediadas.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 29.11.2010
  • Acesso à fonteDOI
    Informações sobre o DOI: 10.11606/T.6.2010.tde-27012011-134022 (Fonte: oaDOI API)
    • Este periódico é de acesso aberto
    • Este artigo é de acesso aberto
    • URL de acesso aberto
    • Cor do Acesso Aberto: gold

    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SILVA, Ana Valeska Siebra e; GOTLIEB, Sabina Lea Davidson. Tendências e diferenciais na saúde perinatal no município de Fortaleza, Ceará: 1995 e 2005. 2010.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2010. Disponível em: < https://teses.usp.br/teses/disponiveis/6/6132/tde-27012011-134022/pt-br.php > DOI: 10.11606/T.6.2010.tde-27012011-134022.
    • APA

      Silva, A. V. S. e, & Gotlieb, S. L. D. (2010). Tendências e diferenciais na saúde perinatal no município de Fortaleza, Ceará: 1995 e 2005. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de https://teses.usp.br/teses/disponiveis/6/6132/tde-27012011-134022/pt-br.php
    • NLM

      Silva AVS e, Gotlieb SLD. Tendências e diferenciais na saúde perinatal no município de Fortaleza, Ceará: 1995 e 2005 [Internet]. 2010 ;Available from: https://teses.usp.br/teses/disponiveis/6/6132/tde-27012011-134022/pt-br.php
    • Vancouver

      Silva AVS e, Gotlieb SLD. Tendências e diferenciais na saúde perinatal no município de Fortaleza, Ceará: 1995 e 2005 [Internet]. 2010 ;Available from: https://teses.usp.br/teses/disponiveis/6/6132/tde-27012011-134022/pt-br.php

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020