Exportar registro bibliográfico

Biodisponibilidade, distribuição tecidual e atividade antioxidante do extrato hidroetanólico de Ilex paraguariensis hidrolisado e não hidrolisado (2010)

  • Authors:
  • USP affiliated author: RIVELLI, DIOGO PINEDA - FCF
  • School: FCF
  • Sigla do Departamento: FBF
  • Subjects: FITOQUÍMICA; ANTIOXIDANTES (ATIVIDADE;AVALIAÇÃO); BIODISPONIBILIDADE; MATE (PROPRIEDADES;PESQUISA)
  • Language: Português
  • Abstract: llex paraguariensis (erva mate) é uma planta amplamente usada na América Latina sob a forma de infusão aquosa. Dentre as propriedades atribuídas a esta planta encontra-se a atividade antioxidante que sugere um papel importante desta droga vegetal na prevenção e tratamento de doenças associadas ao estresse oxidativo como a aterosclerose, fotocarcinogênese e fotoenvelhecimento, entre outras. No entanto alguns compostos presentes nesta planta se encontram sob a forma esterificada, o que poderia dificultar a sua adequada absorção. Uma maneira de aumentar a biodisponibilidade de antioxidantes em extratos vegetais é promover a sua hidrólise visando à liberação dos compostos ativos. O objetivo deste trabalho foi estudar comparativamente o extrato hidroetanólico de Ilex paraguariensis antes e após hidrólise enzimática quanto à composição fitoquímica, atividade antioxidante in vitro e in vivo, biodisponibilidade de compostos antioxidantes e distribuição tecidual destes compostos em animais de experimentação. Para tanto o extrato foi obtido por percolação etanol:água (50% v/v) e sua hidrólise realizada por reação enzimática. A caracterização fitoquímica foi realizada por cromatografia líquida de alta eficiência (CLAE) e espectrofotometria e a atividade antioxidante dos extratos pelos métodos de DPPH e ORAC. Para os ensaios in vivo os extratos (hidrolisado e não hidrolisado) foram administrados oralmente (por gavage) a ratos Wistar machos em sistema de dose única ou doses repetidas(30 dias). Coletou-se o sangue, pele, fígado e cérebro, analisando-se a concentração dos compostos de interesse e a atividade antioxidante destes tecidos pelo método de ORAC. O extrato apresentou boa atividade antioxidante e conteúdo fenólico, sendo que estes valores não foram significativamente alterados pela hidrólise. No entanto, a hidrólise possibilitou uma maior absorção dos compostos de interesse, aumentando a atividade antioxidante plasmática
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 17.12.2010
  • Online source access
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      RIVELLI, Diogo Pineda; BARROS, Silvia Berlanga de Moraes. Biodisponibilidade, distribuição tecidual e atividade antioxidante do extrato hidroetanólico de Ilex paraguariensis hidrolisado e não hidrolisado. 2010.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2010. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/9/9138/tde-17012011-112447/ >.
    • APA

      Rivelli, D. P., & Barros, S. B. de M. (2010). Biodisponibilidade, distribuição tecidual e atividade antioxidante do extrato hidroetanólico de Ilex paraguariensis hidrolisado e não hidrolisado. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/9/9138/tde-17012011-112447/
    • NLM

      Rivelli DP, Barros SB de M. Biodisponibilidade, distribuição tecidual e atividade antioxidante do extrato hidroetanólico de Ilex paraguariensis hidrolisado e não hidrolisado [Internet]. 2010 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/9/9138/tde-17012011-112447/
    • Vancouver

      Rivelli DP, Barros SB de M. Biodisponibilidade, distribuição tecidual e atividade antioxidante do extrato hidroetanólico de Ilex paraguariensis hidrolisado e não hidrolisado [Internet]. 2010 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/9/9138/tde-17012011-112447/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020