Exportar registro bibliográfico

Delineamento adaptativo/psicológico de mães de crianças abrigadas (2010)

  • Authors:
  • Autor USP: VALENTIM, NIRã DOS SANTOS - IP
  • Unidade: IP
  • Sigla do Departamento: PSC
  • Subjects: INSTITUIÇÕES; CRIANÇAS ABRIGADAS; MÃES; ESCALA DIAGNÓSTICA ADAPTATIVA OPERACIONALIZADA; DESENHO DE FIGURAS HUMANAS
  • Language: Português
  • Abstract: O abrigo é uma medida provisória de proteção a crianças e adolescentes em situação de risco em suas famílias. Além da função de proteção, outra função das instituições de abrigo é zelar pela preservação dos vínculos familiares e reinserção da criança ao convívio familiar. No entanto, os motivos que levam as crianças à institucionalização, dentre os quais a violência intrafamiliar, a negligência, o abandono parental e condições socioeconômicas desfavoráveis, dificultam o retorno das crianças para suas famílias tornando-se um desafio para o trabalho preventivo. Com interesse na compreensão desse tema, a presente pesquisa teve por objetivo geral: delinear aspectos adaptativos e psicológicos de mães de crianças abrigadas, e por objetivos específicos: 1) investigar o funcionamento adaptativo das mães de crianças abrigadas; 2) averiguar a autoimagem e autoconceito dessas mães e 3) identificar fatores adaptativos e psicológicos das mães, que estariam associados ao abrigamento dos filhos. Participaram deste estudo sete mães, cujos filhos com idade entre de 0 a 10 anos e 11 meses estavam abrigados e recebiam visitas regulares das mesmas. Os instrumentos utilizados foram: a) entrevista preventiva; b) Escala Diagnóstica Adaptativa Operacionalizada (EDAO); c) Teste do Desenho da Figura Humana. Os resultados mostraram adaptação ineficaz grave em três mães, adaptação ineficaz severa em três mães e adaptação ineficaz moderada em uma mãe. Na avaliação da adequação setorial, os setoresafetivo-relacional, produtividade e sócio-cultural mostraram-se os mais comprometidos. Os dados coletados nas entrevistas revelaram excessiva idealização na busca principalmente por parceiros, repetição e transmissão transgeracional da violência e do abandono vivenciados na própria infância e o empobrecimento do papel materno com falha na função de proteção e cuidados aos filhos. No Desenho da Figura Humana predominaram autoconceito e autoimagem preponderantemente negativos com sentimentos de insegurança, inadequação e inferioridade. Constatou-se que os fatores psicológicos e adaptativos, assim evidenciados, apresentaram-se fortemente associados ao abrigamento dos filhos
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 02.06.2010
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      VALENTIM, Nirã dos Santos; YAMAMOTO, Kayoko. Delineamento adaptativo/psicológico de mães de crianças abrigadas. 2010.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2010. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/47/47133/tde-02022011-163324/ >.
    • APA

      Valentim, N. dos S., & Yamamoto, K. (2010). Delineamento adaptativo/psicológico de mães de crianças abrigadas. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/47/47133/tde-02022011-163324/
    • NLM

      Valentim N dos S, Yamamoto K. Delineamento adaptativo/psicológico de mães de crianças abrigadas [Internet]. 2010 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/47/47133/tde-02022011-163324/
    • Vancouver

      Valentim N dos S, Yamamoto K. Delineamento adaptativo/psicológico de mães de crianças abrigadas [Internet]. 2010 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/47/47133/tde-02022011-163324/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021