Exportar registro bibliográfico

Prevalência de sintomas depressivos,  ansiosos e estresse em acadêmicos de medicina (2011)

  • Authors:
  • Autor USP: SOUZA, LUCIANO - FM
  • Unidade: FM
  • Sigla do Departamento: MCP
  • Subjects: ESTUDANTES UNIVERSITÁRIOS; DEPRESSÃO; ANSIEDADE; ESTRESSE; SUICÍDIO; ESTUDOS TRANSVERSAIS
  • Language: Português
  • Abstract: Objetivo: Considera-se a formação médica como um momento de estresse, tornando os estudantes de medicina vulneráveis a transtornos psiquiátricos como depressão e ansiedade. Portanto, o objetivo deste estudo foi identificar a prevalência de sintomas depressivos e ansiosos em estudantes de uma escola pública medicina, do primeiro ao sexto ano. Método: Trata-se de um estudo transversal, observacional de uma amostra representativa de estudantes de medicina do primeiro ao sexto ano, regularmente matriculados. Foram utilizados no presente estudo um questionário sócio demográfico, o Inventário Beck de Depressão (IBD) e o Inventário de Ansiedade Traço-Estado (IDATE), e, para verificar diferenças estatisticamente significativas (testar hipóteses) foi utilizada a ANOVA seguida (quando significativas) com os testes Scheffe, Tukey ou Fischer. Resultados: O grupo estudado caracterizou-se por ser predominantemente do gênero feminino (56,5%) com idade entre 17 e 26 anos (95,5%). Na avaliação da manifestação depressiva com a utilização do IBD, obteve-se um escore médio de 9,08 (delta = 6,7). E na avaliação da manifestação de ansiedade com a utilização IDATE obteve-se para o conceito ansiedadetraço o escore médio de 46,1 pontos (delta = 6,0), e, para o conceito ansiedadeestado escore médio de 46,25 pontos (delta = 5,37). Quando estratificado por ano, o terceiro ano do curso obteve o maior escore médio no IBD com 10,1 pontos (delta = 8,0). E, o segundo e o terceiro ano do curso obtiveram o maior escore médio no IDATE (traço) com 46,7 pontos (delta = 6,0 e delta = 6,2 respectivamente), e o segundo ano, no IDATE (estado), obteve o maior escore médio com 47,1 pontos (delta = 5,5). As associações do ano do curso com os escores do IBD se mostraram estatisticamente significativa (p=0,06). E, as associações do ano do curso com os escores do IDATE, nos conceito traço e estado, (Continua)(Continuação) não se mostraram estatisticamente significativa (p=0,45). As associações do gênero com os escores do IBD e IDATE se mostraram estatisticamente significativa (p=0,05). Ainda em relação aos resultados da pergunta sobre ideação suicida do IBD quando associadas com o ano do curso, observou-se que os participantes do primeiro ano do curso obtiveram o maior escore médio de 3,0 pontos (delta = 0,4), seguidos pelos participantes do terceiro e sexto ano com escore médio de 2,0 pontos (delta = 0,4 e delta = 0,3 respectivamente). Conclusão: O estudo ratificou a prevalência de sintomas depressivos e ansiosos presentes em outros estudos. Contudo, a grande maioria dos participantes apresentou manifestações típicas de luto. Sendo assim, estratégias devem ser desenvolvidas para habilitar o estudante de medicina no enfretamento de situações de estresse e idealizações do ser médico
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 11.01.2011
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SOUZA, Luciano; ROMANO, Bellkiss Wilma. Prevalência de sintomas depressivos,  ansiosos e estresse em acadêmicos de medicina. 2011.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2011. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5131/tde-01022011-181552/ >.
    • APA

      Souza, L., & Romano, B. W. (2011). Prevalência de sintomas depressivos,  ansiosos e estresse em acadêmicos de medicina. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5131/tde-01022011-181552/
    • NLM

      Souza L, Romano BW. Prevalência de sintomas depressivos,  ansiosos e estresse em acadêmicos de medicina [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5131/tde-01022011-181552/
    • Vancouver

      Souza L, Romano BW. Prevalência de sintomas depressivos,  ansiosos e estresse em acadêmicos de medicina [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5131/tde-01022011-181552/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021