Exportar registro bibliográfico

Revisão taxonômica do gênero Leopardus Gray, 1842 (Carnivora, Felidae) (2010)

  • Authors:
  • Autor USP: NASCIMENTO, FABIO OLIVEIRA DO - IB
  • Unidade: IB
  • Sigla do Departamento: BIZ
  • Subjects: FELIDAE; CARNIVORA; ZOOLOGIA (CLASSIFICAÇÃO)
  • Language: Português
  • Abstract: Leopardus Gray, 1842 apresenta uma ampla distribuição geográfica na Região Neotropical e na porção meridional da Região Neártica, ocorrendo desde o extremo sul dos Estados Unidos até a região Patagônica na América do Sul. Atualmente são reconhecidas oito espécies para o gênero e, como a grande maioria dos mamíferos de médio e grande porte, os gatos-do-mato neotropicais do gênero Leopardus são freqüentemente associados a uma taxonomia estável, porém é evidente a grande variação ao longo da distribuição dos táxons. Apesar dos esforços dos diferentes autores ao longo dos anos em elucidar a taxonomia de Leopardus, existem discordâncias no reconhecimento do número de táxons do nível do gênero e do nível da espécie, o que gerou uma variedade extensa de esquemas taxonômicos. Com o objetivo de caracterizar os táxons em termos morfológicos e morfométricos, descrever sua variação intra e interespecífica; estabelecer a distribuição geográfica de cada espécie reconhecida; fornecer uma sinonímia e atribuir nomes válidos que se apliquem para as espécies analisei 591 exemplares de Leopardus depositados em diversas coleções científicas nacionais e internacionais. Aferi 29 medidas cranianas e analisei 14 .caracteres morfológicos, os quais foram submetidos a testes estatísticos de dimorfismo sexual, análise discriminante e análise geográfica por meio de transectos. A partir deste conjunto de dados reconheci 16 espécies válidas para o gênero de Leopardus. Elevei as quatro subespécies deLeopardus tigrinus para espécie (Leopardus tigrinus, L. guttulus, L. oncilla, L. pardinoides), em L. pajeros defini com espécies válidas L. pajeros, L. budini, L. garleppi, e em L. braccatus elevei a subpécie L. braccatus munoai para espécie L. munoai. Leopardus pardalis, agora restrito para a região ao norte da Nicaraguá possui uma pelagem predominantemente acinzentada enquanto que sua contraparte meridional, chamada de Leopardus mittis, apresenta coloração pardo alaranjada. Neste arranjo taxonômico estão presentes no Brasil seis espécies do gênero no Brasil (L. mittis, L. tigrinus, L. wiedii, L. guttulus, L. geoffroyi, L. braccatus)
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 01.10.2010
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      NASCIMENTO, Fabio Oliveira do; VIVO, Mario de. Revisão taxonômica do gênero Leopardus Gray, 1842 (Carnivora, Felidae). 2010.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2010. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/41/41133/tde-09122010-104050/ >.
    • APA

      Nascimento, F. O. do, & Vivo, M. de. (2010). Revisão taxonômica do gênero Leopardus Gray, 1842 (Carnivora, Felidae). Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/41/41133/tde-09122010-104050/
    • NLM

      Nascimento FO do, Vivo M de. Revisão taxonômica do gênero Leopardus Gray, 1842 (Carnivora, Felidae) [Internet]. 2010 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/41/41133/tde-09122010-104050/
    • Vancouver

      Nascimento FO do, Vivo M de. Revisão taxonômica do gênero Leopardus Gray, 1842 (Carnivora, Felidae) [Internet]. 2010 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/41/41133/tde-09122010-104050/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020