Exportar registro bibliográfico

Efeito subcrônico do diesel no epitélio nasal e na via aérea em modelo murino (2010)

  • Authors:
  • Autor USP: YOSHIZAKI, KELLY - FM
  • Unidade: FM
  • Sigla do Departamento: MPT
  • Subjects: POLUIÇÃO ATMOSFÉRICA; NARIZ (SISTEMA RESPIRATÓRIO); PULMÃO; INTERLEUCINAS; HIPERPLASIAS; CAMUNDONGOS; MUCOSA RESPIRATÓRIA
  • Language: Português
  • Abstract: A combustão do diesel (DEP) é a principal fonte de partículas ultrafinas (PUFs) relacionadas à poluição causada pelo tráfego. Indivíduos com doenças respiratórias crônicas estão propensos a exacerbações durante a exposição à poluição ambiente. Este estudo avaliou os efeitos de exposição subcrônica a uma baixa dose de partículas de combustão de diesel (DEP). 90 camundongos machos BALB/c foram divididos em 3 grupos: (a) Controle: instilação nasal de solução salina (n = 30); (b) DEP15: 15?g de DEP/10?l de solução salina (n = 30); e (c) DEP30: 30?g de DEP/10?l de solução salina (n = 30) durante cinco dias por semana, por 30 e 60 dias. Os animais foram anestesiados com pentobarbital de sódio (50mg/kg ip) e sacrificados por exanguinação. A contagem de células inflamatórias e as concentrações de interleucinas (IL) -4, -10, -13 e -17 no lavado broncoalveolar (LBA) foram avaliadas por ensaio imunoenzimático (Elisa). mRNA da MUC5ac foi avaliado por PCR em tempo real. A análise histológica do septo nasal e bronquíolos foi realizada para avaliar: (a) a espessura do epitélio brônquico e nasal, (b) o conteúdo de muco neutro e ácido na mucosa nasal. Nossos resultados mostraram que a instilação de DEP30 após 30 dias aumentou o número de células inflamatórias totais em relação ao controle (p=0,033). Ao comparar os resultados de DEP30 com o grupo Controle após 60 dias observamos os seguintes aumentos: (a) na expressão de MUC5AC nos pulmões (p = 0,016), no conteúdo de muco ácido no septo nasal (p = 0,017), nas células inflamatórias totais no LBA (p<0,001), no número de macrófagos no LBA (p=0,035) e na espessura do epitélio nasal (p=0,042). Nossos dados sugerem que dose baixa de DEP induz inflamação do trato respiratório com padrão tempo-dependente.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 14.01.2010
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      YOSHIZAKI, Kelly; MACCHIONE, Mariangela. Efeito subcrônico do diesel no epitélio nasal e na via aérea em modelo murino. 2010.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2010. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5160/tde-12012011-175020/ >.
    • APA

      Yoshizaki, K., & Macchione, M. (2010). Efeito subcrônico do diesel no epitélio nasal e na via aérea em modelo murino. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5160/tde-12012011-175020/
    • NLM

      Yoshizaki K, Macchione M. Efeito subcrônico do diesel no epitélio nasal e na via aérea em modelo murino [Internet]. 2010 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5160/tde-12012011-175020/
    • Vancouver

      Yoshizaki K, Macchione M. Efeito subcrônico do diesel no epitélio nasal e na via aérea em modelo murino [Internet]. 2010 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5160/tde-12012011-175020/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020