Exportar registro bibliográfico

O que crer (não) quer dizer: multiplicidade de vozes na manifestação de crenças e estereótipos de estudantes de tradução de língua espanhola (2009)

  • Authors:
  • Autor USP: SIMãO, ANGÉLICA KARIM GARCIA - FFLCH
  • Unidade: FFLCH
  • Sigla do Departamento: FLM
  • Subjects: LÍNGUA ESPANHOLA; TRADUÇÃO (ENSINO); ESTEREÓTIPOS (PSICOLOGIA)
  • Language: Português
  • Abstract: Os objetivos desta pesquisa foram fazer um levantamento das crenças de estudantes de tradução em formação e estabelecer até que ponto o compartilhamento de tais crenças pelo grupo configurou estereótipos sobre a tradução da língua espanhola por estudantes brasileiros. Para tanto, partimos de algumas hipóteses formuladas sobre as supostas crenças de estudantes de tradução e a relação com o contexto no qual se inserem. A análise fundamentou-se tanto no conteúdo das crenças e estereótipos, como na forma como eles foram manifestados nos enunciados presentes na amostra analisada, compondo uma análise semântica e sintático-enunciativa. Os diferentes níveis de análise apoiaram-se em trabalhos da Lingüística Aplicada, na Psicologia Social e na Teoria da Enunciação, e permitiram identificar um modo sintático-enunciativo marcado por contornos e contradições, que evitou a afirmação direta, caracterizando um modo de dizer marcadamente polifônico. Do ponto de vista semântico, pode-se confirmar algumas das hipóteses levantadas inicialmente ao observar a presença de crenças compartilhadas, que podem ser consideradas como estereótipos sobre a tradução da língua espanhola, destacando-se fortemente dois deles: a proximidade entre as línguas portuguesa e espanhola, responsável pela suposta facilidade do idioma para o tradutor brasileiro, e a projeção de um mercado de trabalho promissor em função do desenvolvimento do MERCOSUL. As crenças e estereótipos foram discutidos à luz das relaçõesestabelecidas com o contexto do qual emergiram, considerando aspectos relacionados ao mercado de trabalho para o tradutor, as características implicadas no currículo do curso de Tradução e a situação do MERCOSUL, desde o seu surgimento, até o momento atual. Os dados, coletados por meio de 2 questionários, pautaram-se em duas técnicas de coleta específicas (substituição e descontextualização normativa) e foram extraídos de um contexto de ensino de tradução de nível superior público
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 23.03.2009
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SIMÃO, Angélica Karim Garcia; GONZALEZ, Neide Therezinha Maia. O que crer (não) quer dizer: multiplicidade de vozes na manifestação de crenças e estereótipos de estudantes de tradução de língua espanhola. 2009.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2009. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8145/tde-03122010-153903/ >.
    • APA

      Simão, A. K. G., & Gonzalez, N. T. M. (2009). O que crer (não) quer dizer: multiplicidade de vozes na manifestação de crenças e estereótipos de estudantes de tradução de língua espanhola. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8145/tde-03122010-153903/
    • NLM

      Simão AKG, Gonzalez NTM. O que crer (não) quer dizer: multiplicidade de vozes na manifestação de crenças e estereótipos de estudantes de tradução de língua espanhola [Internet]. 2009 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8145/tde-03122010-153903/
    • Vancouver

      Simão AKG, Gonzalez NTM. O que crer (não) quer dizer: multiplicidade de vozes na manifestação de crenças e estereótipos de estudantes de tradução de língua espanhola [Internet]. 2009 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8145/tde-03122010-153903/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021