Exportar registro bibliográfico

A questão do gênero na avaliação da eficácia de instrumentos de detecção de uso nocivo de álcool em um estudo populacional na região metropolitana de São Paulo - um recorte do projeto GENACIS (2010)

  • Authors:
  • Autor USP: OLIVEIRA, JANAINA BARBOSA DE - FMRP
  • Unidade: FMRP
  • Sigla do Departamento: RNP
  • Subjects: ALCOOLISMO (MÉTODOS DE AVALIAÇÃO;EFICIÊNCIA); GÊNEROS (GRUPOS SOCIAIS); ATENÇÃO À SAÚDE
  • Language: Português
  • Abstract: Tendo em vista os diversos problemas associados, o uso de risco de álcool é considerado uma relevante questão de saúde pública. Uma das estratégias de prevenção primária e/ou secundário recomendada é a utilização dos instrumentos de rastreamento associados às intervenções breves em serviços de atenção primária à saúde. Muitos instrumentos de rastreamento têm sido desenvolvidos para auxiliar na detecção precoce dos problemas causados pelo consumo de risco de álcool, tornando possível evitar a identificação de problemas apenas quando estes já se tornaram crônicos. Mas o desempenho desses instrumentos tem sido avaliado mais frequentemente em contexto clinico, pouco se conhece sobre sua eficácia na população geral. O objetivo geral deste trabalho foi comparar a eficácia dos instrumentos CAGE, TWEAK e T-ACE, de mais fácil e rápida aplicação, com o AUDIT (padrão-ouro), segundo gênero e faixa etária. O presente estudo é uma comparação de instrumentos de rastreamento realizado a partir dos dados de um inquérito epidemiológico transversal em amostra estratificada e representativa. É um recorte do projeto GENACIS, realizado na região metropolitana de São Paulo, cuja amostra totalizou 2083 pessoas maiores de 18 anos. A coleta de dados foi feita através de aplicação do questionário GENACIS em entrevistas individuais nos domicílios sorteados. Foram avaliados a sensibilidade (S), especificidade (E), valores preditivos positivo (VPP) e negativo (VPN), área sob a curva ROC {Receiving O~erating-Characteristic - ASC RQC) e os respectivos intervalos de confiança para cada instrumento. Os resultados foram comparados pelos testes usuais de proporções, por meio da distribuição binomial ou de aproximação normal. Um teste de associação que corrige para o efeito do desenho amostral (Teste de Rao-Scott, Intervalos de Confiança de 95%) foi utilizado na análise univariada.Em todas as análises foi fixado como probabilidade de ocorrência do erro de primeira espécie o valor alfa de 5%.A taxa de resposta foi de 74,9%. Houve predominância de mulheres (58,4%),indivíduos casados (60,8%), renda per capita inferior a 150 Reais (37,9%), mulheres abstinentes (69,7%) e homens com consumo pesado de álcool (24,2%).Os abstinentes aumentaram conforme a idade e o consumo pesado apresentou-se maior entre os mais jovens.Os escores do AUDIT referentes a consumo de baixo risco foram mais prevalentes entre as mulheres (97,2%) e os demais escores foram maiores para os homens.A maioria dos escores do AUDIT foram maiores entre os mais jovens (18 a 29 anos de idade) em ambos os gêneros,com exceção dos escores entre 20 e 40,que foram mais prevalentes entre homens de 40 a 49 anos (40,2%) e 30 a 39 anos de idade (32,4%).Em comparação com o AUDIT, com o aumento do ponto de corte (PC) dos instrumentos,em geral observou-se o aumento da E em até 50% e a diminuição da S em até 100%.Entre homens de todas as idades,o T-ACE foi mais eficaz (ASC ROC 0,92).Apresentaram diferença estatisticamente significante o TWEAK entre homens de 18 a 29 anos de idade (ASC ROC 0,92) e o T-ACE entre os homens de 30 a 39 anos (ASC ROC 0,90) e de 40 a 49 anos de idade (ASC ROC 0,92). Para as mulheres,apresentaram diferença estatisticamente significante o TWEAK entre as de 18 a 29 anos (ASC ROC 0,93) e o T-ACE entre mulheres de 30 a 39 anos de idade (ASC ROC 0,92).O CAGE teve a menor ASC ROC em todas as faixas etárias em ambos os géneros. A maioria dos estudos compara o desempenho desses instrumentos em populações especiais,em tratamento ou unidades básicas de saúde.Comparar instrumentos de detecção em amostra populacional representativa pode melhor elucidar sua aplicabilidade no rastreamento precoce dos problemas relacionados ao álcool na população geral.Apoio FAPESP (04/11729-2; bolsa dedoutorado 07/56124-9)
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 28.09.2010

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      OLIVEIRA, Janaina Barbosa de; SANTOS, Jair Lício Ferreira. A questão do gênero na avaliação da eficácia de instrumentos de detecção de uso nocivo de álcool em um estudo populacional na região metropolitana de São Paulo - um recorte do projeto GENACIS. 2010.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2010.
    • APA

      Oliveira, J. B. de, & Santos, J. L. F. (2010). A questão do gênero na avaliação da eficácia de instrumentos de detecção de uso nocivo de álcool em um estudo populacional na região metropolitana de São Paulo - um recorte do projeto GENACIS. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Oliveira JB de, Santos JLF. A questão do gênero na avaliação da eficácia de instrumentos de detecção de uso nocivo de álcool em um estudo populacional na região metropolitana de São Paulo - um recorte do projeto GENACIS. 2010 ;
    • Vancouver

      Oliveira JB de, Santos JLF. A questão do gênero na avaliação da eficácia de instrumentos de detecção de uso nocivo de álcool em um estudo populacional na região metropolitana de São Paulo - um recorte do projeto GENACIS. 2010 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021