Exportar registro bibliográfico

Ecologia médica: uma reavaliação na realidade brasileira, 2010 (2010)

  • Authors:
  • Autor USP: RONCOLETTA, ADRIANA FERNANDA TAMASSIA - FM
  • Unidade: FM
  • Sigla do Departamento: MCM
  • Subjects: EDUCAÇÃO MÉDICA; SERVIÇOS DE SAÚDE; HOSPITAIS UNIVERSITÁRIOS; SINAIS E SINTOMAS
  • Language: Português
  • Abstract: Introdução A educação médica sofreu transformações ao longo do século XX. Alguns educadores médicos já reconheceram o problema do modelo centrado na doença e focado em condições não usuais de pacientes hospitalizados e a carência do ensino sobre problemas comuns de saúde. O termo ecologia do cuidado médico é como se conhece a relação entre as pessoas e os cenários de saúde. Esse conceito foi introduzido em 1961 por K. White (e atualizado por Green em 2001), que mostrou graficamente a proporção de pessoas que utilizaram serviços de saúde no período de um mês. Esses resultados influenciaram organizações do sistema de saúde, pesquisa científica e educação médica ao longo dos anos. Objetivos Reavaliar a ecologia médica, agora na população brasileira, identificando, no período de um mês, o número de pessoas que apresentaram sintomas, qual atitude tomaram em relação a eles e comparar as queixas apresentadas com o conteúdo dos livros tradicionais de clínica médica. Métodos Entrevistas telefônicas realizadas por auxiliares de enfermagem a 1.065 participantes consecutivos de uma empresa de convênio médico no período de maio de 2008 a fevereiro de 2009 em São Paulo. Resultados Dos entrevistados, 70% eram mulheres e a idade média foi de 68 anos. No período de 30 dias, em 1.000 pessoas: 398 apresentaram algum sintoma; a maioria (292) procurou consulta ambulatorial; 99 buscaram resolver a queixa no pronto-socorro; 59 foram internadas e 1 foi internada em um hospital universitário. (Continua)(Continuação) Os sintomas mais encontrados foram: dor em extremidades (10%), mal-estar (10%), lombalgia (8%), cefaleia (6%) e dor articular (6%). Foram 5 livros selecionados; Harrinson, Cecil, Current e Tratado de Clínica Médica AC Lopes e Clinica Médica Milton Arruda e colaboradores, um dos sintomas mais frequentes, como lombalgia, é abordado em 4 a 13 páginas, dor em membros em 0 a 4 páginas e fadiga/mal-estar são discutidos em 2 a 4 páginas dentre todo o conteúdo desses livros. Os sintomas inespecíficos não foram abordados nesses livros. Discussão O cenário que as pessoas procuram com maior frequência é o ambulatorial e também o prontoatendimento. A internação em um hospital universitário ocorreu para 1 em 1.000 participantes. Os sintomas encontrados foram abordados muito pouco nos livros consagrados de medicina. O ensino do estudante de medicina hoje, na maioria das universidades, não guarda correlação direta com o perfil epidemiológico da população, sendo necessário formar melhor os estudantes de medicina para manejarem as doenças dos pacientes nos locais de atendimento em que futuramente prestarão serviços
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 21.10.2010
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      RONCOLETTA, Adriana Fernanda Tamassia; LOTUFO, Paulo Andrade. Ecologia médica: uma reavaliação na realidade brasileira, 2010. 2010.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2010. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5169/tde-25112010-105439/ >.
    • APA

      Roncoletta, A. F. T., & Lotufo, P. A. (2010). Ecologia médica: uma reavaliação na realidade brasileira, 2010. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5169/tde-25112010-105439/
    • NLM

      Roncoletta AFT, Lotufo PA. Ecologia médica: uma reavaliação na realidade brasileira, 2010 [Internet]. 2010 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5169/tde-25112010-105439/
    • Vancouver

      Roncoletta AFT, Lotufo PA. Ecologia médica: uma reavaliação na realidade brasileira, 2010 [Internet]. 2010 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5169/tde-25112010-105439/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020